Carrie Underwood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carrie Underwood
Underwood na Times Square, em Nova York; 2012
Informação geral
Nome completo Carrie Marie Underwood
Nascimento 10 de março de 1983 (34 anos)
Local de nascimento Muskogee, Oklahoma
País  Estados Unidos
Gênero(s) Country pop, country rock
Instrumento(s) Vocal, piano, guitarra
Período em atividade 2005 - presente
Outras ocupações Compositora, atriz
Gravadora(s) Sony Music, Universal Music
Afiliação(ões) Steven Tyler, Tony Bennett, Dolly Parton, Brad Paisley, Jennifer Hudson, Kelly Clarkson
Página oficial Página oficial
Carrie Underwood's Signature.png

Carrie Marie Underwood (Muskogee, 10 de Março de 1983)[1] é uma cantora, compositora e atriz americana, vencedora da quarta temporada do programa American Idol, em 2005. Desde então, tornou-se uma das artistas mais bem-sucedidas dos últimos anos. Entre seus diversos prêmios, estão sete Grammy Awards, 17 Billboard Music Awards, 11 American Music Awards, 12 Academy of Country Music (ACM) Awards e um recorde listado no Guinness Book.

Com mais de 65 milhões de discos vendidos mundialmente, Underwood é uma das artistas que mais venderam discos na história. Ela é a artista country com mais certificações de vendas de álbuns no século XXI, a artista country nº 1 de todos os tempos em certificações de vendas de singles digitais, a única artista country solo a emplacar uma música em 1º lugar na parada Billboard Hot 100 durante a década de 2000, a mulher com mais músicas em 1º lugar na história da parada Country Airplay da Billboard e a vencedora do American Idol mais bem sucedida. A revista Rolling Stone descreve Underwood como "a cantora de sua geração, em qualquer gênero musical" e a revista Time já a incluiu na lista das Pessoas Mais Influentes do Mundo. Desde 2013, ela é a voz da música de abertura do programa dominical de futebol americano da NFL, Sunday Night Football.

Seu álbum de estreia, Some Hearts, foi lançado em 2005. Impulsionado pelo enorme sucesso crossover dos singles "Before He Cheats" e "Jesus, Take the Wheel", ele se tornou o mais vendido álbum de estreia de uma cantora na história da música country, o álbum de estreia de um artista country mais rapidamente vendido na era da Nielsen SoundScan e o álbum country mais vendido dos últimos 14 anos. Underwood ganhou três prêmios Grammy pelo álbum, incluindo Artista Revelação. Seu álbum seguinte, Carnival Ride (2007), é um dos álbuns de artista feminina que mais venderam cópias em semana de lançamento na história e deu a Underwood mais dois Grammys. Play On (2009), seu terceiro álbum, foi mais um sucesso de vendas, encabeçado pelo single "Cowboy Casanova". Seu quarto álbum, Blown Away, foi o segundo mais vendido álbum de artista feminina lançado em 2012 e deu à cantora um Grammy. Em 2014, sua primeira coletânea bateu recordes de venda e deu a Underwood seu sétimo Grammy. Seu quinto álbum, Storyteller (2015), fez dela a única artista country a ter todos os seus cinco álbuns de estúdio estreando em 1º ou 2º lugar na parada Billboard 200.

História[editar | editar código-fonte]

Nascida no Muskogee Regional Medical Center (em Muskogee - Oklahoma/Estados Unidos), cresceu na fazenda de seus pais, em Checotah - Oklahoma/Estados Unidos. É a terceira filha e a mais nova, de Stephen e Carole Underwood. Tem duas irmãs mais velhas, Shanna, nascida em 1970 e Stephanie, em 1973. Cantou no show de talentos do Robbins Memorial, na sua infância. Ela é um membro da igreja Free Will Baptist. Ainda pequena, cantava na igreja e no Lion's Club. Em seus 13 anos, em 1996, seu agente tentou um contrato para gravar um álbum na Capitol Records. No entanto, algumas coisas mudaram dentro da gravadora e o disco nunca foi realizado.

Depois de fazer o colegial, em 2001, ela foi para a universidade de Northeastern em Tahlequah, onde se formou em comunicação e jornalismo. Durante dois anos, no verão, fazia performances no show de Northeastern's Downtown Country. Ela também competiu com várias garotas na universidade e foi escolhida como Miss NSU runner-up em 2004.

American Idol[editar | editar código-fonte]

No verão de 2004, foi a uma audição do mundialmente famoso programa americano de novos talentos, o American Idol, em St. Louis; passou e entrou na competição. Em 22 de março de 2005, cantou uma grande música, um hit dos anos 80, "Alone", de Heart e o jurado Simon Cowell previu que ela não apenas ganharia o programa, como passaria todos os vencedores do programa. Foi a segunda vencedora que nunca ficou entre os três menos votados.

No dia 25 de maio de 2005, foi coroada a vencedora da quarta temporada do programa, ganhando de Bo Bice.[2][3]

Underwood retornou diversas vezes ao programa para apresentações. Na sexta temporada, foi para cantar o último single de seu CD Some Hearts, "Wasted". Essa foi a quarta vez que aparecia no programa depois de sua vitória. Também performou no evento Idol Gives Back, cantando "I'll Stand By You", no mesmo evento, Kelly Clarkson e Rascal Flatts fizeram performances. Underwood cantou a mesma música na final, dia 23 de maio de 2007. Na final da sétima temporada do programa, em 2008, cantou seu hit "Last Name". No evento Idol Gives Back de 2010, Carrie cantou sua poderosa balada "Change", sendo aplaudida de pé pela platéia. No American Idol de 2010, Carrie também performou na final, cantando "Undo It". No Final do American Idol 2011, fez um dueto do seu hit "Before He Cheats" com a finalista Lauren Alaina. Após tal performance, "Carrie Underwood" foi o 4º assunto mais comentado (Trending Topics, TTs) no mundo no twitter, atrás apenas de 3 hashtags. No Brasil, Carrie chegou à 2ª posição nos Trending Topics (TTs).

Carreira[editar | editar código-fonte]

2005-2007: Grande estreia e sucesso com Some Hearts[editar | editar código-fonte]

Carrie no World Arena, 2006

O álbum de estreia de Underwood, Some Hearts, foi lançado em Novembro de 2005 e estreou na vice-liderança da Billboard 200, com 315 mil cópias vendidas em uma semana.[4][5] Já no final de 2007, as vendas do álbum haviam passado de oito milhões de cópias mundialmente, como anunciado pela revista Forbes, com seis milhões de cópias apenas nos EUA, naquela época.[6][7] Tendo agora mais de sete milhões de cópias vendidas nos EUA, Some Hearts tem mais de nove milhões de cópias vendidas no mundo.[8] O álbum se tornou o mais vendido álbum de estreia de uma cantora na história da Música Country, o álbum de estreia de um artista country mais rapidamente vendido durante a era da Nielsen SoundScan, o álbum de um vencedor do American Idol mais vendido nos EUA e o álbum country mais vendido dos últimos 14 anos.[9][10][11] O álbum foi certificado 8 vezes Platina pela RIAA nos Estados Unidos - a maior certificação dada a um álbum de artista country que começou a carreira nos anos 2000.[12] "Inside Your Heaven", a primeira música da carreira de Underwood, estreou em 1º lugar da Billboard Hot 100, tornando-se a única música de um artista country solo a atingir o topo da parada na década de 2000.[13][14] "Inside Your Heaven" também fez de Underwood a primeira e única artista country a estrear em #1 na Hot 100.[15] O álbum também inclui as multi-platinadas músicas "Jesus, Take The Wheel", "Wasted" e "Before He Cheats"; todas chegaram à 1ª posição da parada Hot Country Songs da Billboard.[16] Na Billboard Hot 100, "Before He Cheats" chegou à 8ª posição, "Jesus, Take The Wheel" chegou ao Top 20 e "Wasted" entrou no Top 40.[17] Em dezembro de 2009, Some Hearts foi eleito pela Billboard o Álbum Country Mais Vendido da Década.[18]

A primeira turnê de Underwood, chamada "Carrie Underwood: Live 2006", durou oito meses e percorreu toda a América do Norte. De acordo com a revista Forbes, Underwood ganhou $7 milhões de dólares entre 2006 e 2007.[19]

A cantora ganhou três prêmios Grammy, incluindo o de Artista Revelação (Best New Artist). Ela também ganhou um total de oito prêmios no Billboard Music Awards (três em 2005 e cinco em 2006), incluindo Álbum do Ano e Artista Feminina da Billboard 200. Ela ganhou quatro prêmios no American Music Awards (um em 2006 e três em 2007), incluindo Artista do Ano. Fora esses prêmios, a cantora ganhou cinco prêmios da Academia de Música Country (ACM Awards), dois em 2006 e três em 2007, incluindo Álbum do Ano, além de quatro prêmios da Associação de Música Country (CMA Awards), dois em 2006 e dois em 2007.

2007-2009: Continuação do sucesso e da aclamação com Carnival Ride[editar | editar código-fonte]

Carrie no American Idol Experience, 2009

Em outubro de 2007, a cantora lançou seu segundo álbum, intitulado Carnival Ride, que já vendeu mais 4 milhões de cópias no mundo.[20] O álbum estreou em 1º lugar na parada Billboard 200, vendendo mais de 530 mil cópias vendidas na primeira semana, dando à cantora uma das maiores vendas em uma semana por uma cantora.[21] Todos os quatro primeiros singles do álbum - "So Small", "Last Name", "All-American Girl" e "Just A Dream" - foram #1 na Hot Country Songs da Billboard, fazendo de Carrie a primeira cantora a ter quatro músicas de um mesmo álbum a chegar à 1ª posição na parada Hot Country Songs, desde que Shania Twain fez o mesmo em 1999.[22] Na Billboard Hot 100, "So Small" e "Last Name" foram Top 20, "All-American Girl" e "Just A Dream" foram Top 30.[17] O quinto single do álbum, "I Told You So", foi top 10 na Billboard Hot 100.[17] Em 2008, Underwood gravou com outras cantoras a música "Just Stand Up!", para o programa de caridade Stand Up to Cancer.[23] Carnival Ride foi certificado 4 vezes Platina nos Estados Unidos.[12]

Em suporte ao álbum, Underwood fez uma grande turnê, chamada "The Carnival Ride Tour", que durou mais de um ano. A turnê teve uma audiência de mais de 1.2 milhão de fãs no mundo, fazendo da cantora a artista country feminina com a turnê mais bem-sucedida de 2008.[24] A revista Forbes anunciou que a cantora ganhou $9 milhões de dólares entre 2007-2008[25] e $14 milhões entre 2008-2009.[26]

Por este álbum, a cantora ganhou dois prêmios Grammy, três prêmios da Academia de Música Country (ACM Awards), um prêmio da Associação de Música Country (CMA Awards), além de seis prêmios no Billboard Music Awards, includindo Artista Feminina da Billboard 200, e um no American Music Awards.

2009-2011: Play On e colaborações com outros artistas[editar | editar código-fonte]

Carrie no American Music Awards, 2009.

O terceiro álbum de Underwood, Play On, foi lançado em Novembro de 2009 e já vendeu cerca de três milhões de cópias no mundo. O álbum estreou em 1º lugar na Billboard 200, vendendo mais de 318 mil cópias na primeira semana, se tornando, naquele momento, o lançamento mais vendido de 2009 por uma cantora, mas foi superado pelo lançamento de Susan Boyle poucos meses depois, finalizando 2009 como o segundo mais vendido.[27][28] O primeiro single do álbum, "Cowboy Casanova", pulou da 96ª posição para nº 11 na Billboard Hot 100, obtendo um dos maiores saltos na história da Hot 100, e atingiu a 1ª posição na Hot Country Songs.[29][30] "Undo It" e "Temporary Home" foram os singles seguintes e também alcançaram o 1º lugar na Hot Country Songs.[16] O álbum foi certificado Platina Tripla pela RIAA.[12]

Underwood fez uma turnê para promover o álbum, que recebeu o nome de "The Play On Tour" e atraiu mais de 1 milhão de fãs em seu um ano de duração, dando mais uma vez à cantora o título de artista country feminina com a turnê mais bem-sucedida do ano.[31] De acordo com a revista Forbes, Underwood ganhou $13 milhões de dólares entre 2009-2010, $20 milhões entre 2010-2011 e $5 milhões entre 2011-2012.[32][33][34]

Durante este período, a cantora fez parcerias musicais com Tony Bennett, na música "It Had To Be You" (para o álbum Duets II do cantor),[35] Steven Tyler do Aerosmith, durante o ACM Awards 2011 (onde cantaram "Walk This Way", sucesso da banda, e "Undo It", da cantora), além de uma parceria com Brad Paisley na música "Remind Me", que deu à cantora seu 11º #1 na Hot Country Songs da Billboard,[36] e uma parceria com Randy Travis.

A cantora foi indicada a muitos prêmios pelo álbum, incluindo dois Grammys e vários prêmios da Academia de Música Country (ACM Awards) e Associação de Música Country (CMA Awards). Ela ganhou um American Music Award e dois ACM Awards.

2012-2013: Blown Away e turnê mundial[editar | editar código-fonte]

Carrie no CMA Music Fest; 2013

Seu quarto álbum, Blown Away, foi lançado em Maio de 2012 e já vendeu 2 milhões de cópias no mundo [37] O álbum estreou em 1º lugar na Billboard 200, vendendo mais de 270 mil cópias em sete dias.[38] Blown Away finalizou 2012 como o sétimo álbum mais vendido do ano e o segundo lançamento mais vendido de 2012 por uma cantora.[39] Foram lançados quatro singles deste álbum: "Good Girl", "Blown Away", "Two Black Cadillacs" e "See You Again". Os dois primeiros foram Top 20 na Billboard Hot 100 e 1º lugar nas paradas country,[17][40][41] e os outros dois foram Top 2 nas paradas country.[42] No final de 2012, a cantora gravou uma música com o Aerosmith chamada "Can't Stop Lovin' You", que foi incluída no álbum Music from Another Dimension!, lançado em Novembro de 2012.[43] Blown Away foi certificado Platina Dupla pela RIAA.[12]

Para promover o álbum, Underwood fez uma turnê pelo mundo, intitulada "The Blown Away Tour", que durou mais de um ano e passou pela Austrália, Europa e América do Norte.[44][45] A turnê teve uma audiência de mais de 1 milhão de fãs no mundo, dando à cantora, pela terceira vez, o título de artista country feminina com a turnê mais bem-sucedida do ano.[46]

A cantora ganhou um prêmio Grammy (o sexto Grammy de sua carreira) e um American Music Award pelo álbum, além de ter sido indicada a muitos prêmios da Academia de Música Country (ACM Awards) e da Associação de Música Country (CMA Awards).

De acordo com a revista Forbes, Underwood ganhou $31 milhões de dólares entre 2012-2013, o que a colocou na lista das Mulheres Mais Bem Pagas na Música.[47] Ela ganhou $10 milhões de dólares entre 2013-2014, de acordo com a Forbes.[48] Somando tudo o que Underwood já ganhou durante a carreira, sua fortuna está avaliada em mais de $110 milhões de dólares, com $83 milhões sendo arrecados nos últimos cinco anos, fazendo dela a vencedora do American Idol mais rica de todos os tempos.[49]

Desde 2013, ela é a voz da música "Waiting All Day For Sunday Night", do programa dominical de futebol americano da NFL, Sunday Night Football.[50]

2014–atualmente: Greatest Hits: Decade #1 e Storyteller[editar | editar código-fonte]

Carrie, grávida, no Grand Ole Opry; 2014

No começo de 2014, Underwood fez uma parceria com a cantora country Miranda Lambert, na música "Somethin' Bad".[51] A música tornou-se a 13ª música de Underwood a ser #1 na parada Hot Country Songs da Billboard e também entrou no top 20 da Hot 100.[52] Além disso, ela já vinha falando que estava trabalhando em material para seu 5º álbum de inéditas.[53] Porém, no final de Setembro de 2014, Underwood anunciou o lançamento de sua primeira coletânea de sucessos, intitulada Greatest Hits: Decade #1, para comemorar os primeiros 10 anos de sua carreira.[54] No mesmo dia, ela anunciou o primeiro single da coletânea, "Something In The Water".[54] A música se tornou seu 14º #1 na Hot Country Songs da Billboard, posição que manteve por sete semanas, tornando-se o mais longo #1 de sua carreira.[55] O segundo single da coletânea, "Little Toy Guns", alcançou o 1º lugar nas rádios country, chegando ao topo da parada Mediabase Country Airplay.[56]

Greatest Hits: Decade #1 vendeu mais cópias na semana de lançamento que qualquer outra coletânea de qualquer artista em mais de seis anos e mais cópias que qualquer coletânea de uma artista feminina em mais de nove anos. A coletânea recebeu certificado de Platina nos Estados Unidos por mais um milhão de cópias comercializadas.[57][58]

Em 2014, ela ganhou um prêmio American Music Award, marcando o oitavo AMA de sua carreira.[59] Ela também ganhou seu 16º Billboard Music Award em 2014, ganhando o prêmio Milestone Award (a primeira mulher a ganhar), por seu sucesso único nas paradas musicais.[60][61]

Em 2015, ela ganhou um prêmio Grammy por "Something in the Water", seu sétimo Grammy. Underwood também ganhou um Billboard Music Award pela música, em 2015.[62] A cantora ganhou seu nono American Music Award em 2015, ganhando na categoria Favorite Female Country Artist.[63] Em 2016, Underwood ganhou dois American Music Awards, trazendo seu total de AMAs para 11. Ela também ganhou dois prêmios da Associação de Música Country (CMA Awards).

No dia 20 de agosto de 2015, Underwood participou de um chat com seus fãs em sua página no Facebook, onde anunciou seu quinto álbum de estúdio para 23 de Outubro de 2015, com o título Storyteller. O primeiro single do projeto, "Smoke Break", uma canção com forte influência do Rock, foi lançado à meia-noite do dia 21 de agosto.[64] A canção quebrou o recorde histórico de maior adesão de uma música nas rádios country em uma semana, e tornou-se a música country mais escutada e executada nos Estados Unidos em meados de novembro, atingindo o topo das paradas country.[65][66] "Smoke Break" também atingiu o topo das paradas country na Austrália e no Canadá.[67] O segundo single do álbum, "Heartbeat", foi lançado em novembro e também alcançou o topo das rádios country nos Estados Unidos, dando a Underwood seu 14º single #1 na parada Country Airplay da Billboard.[68] "Church Bells", o terceiro single, tornou-se o 15º single nº 1 da cantora na parada Country Airplay da Billboard, estendendo seu recorde de cantora com mais músicas #1 na história da Country Airplay.[69] O quarto single, "Dirty Laundry", foi lançado em agosto.

Storyteller estreou na vice-liderança da parada americana Billboard 200, com Underwood tornando-se a única artista country na história a ter todos os seus cinco primeiros álbuns de estúdio estreando em 1º ou segundo lugar em tal parada.[70] O álbum também estreou em 1º lugar na parada Top Country Albums, fazendo da cantora a única artista na história a ter seis álbuns (incluindo coletânea) em 1º lugar na parada.[71] Storyteller foi certificado Platina, tendo mais de um milhão de cópias comercializadas.[12]

Em suporte ao álbum, a cantora lançou sua quinta turnê solo, The Storyteller Tour: Stories in the Round, em Janeiro de 2016. Durando quase um ano, a turnê percorreu sete países, em um total de quase 100 shows, com mais de 1 milhão de ingressos vendidos. Em julho, a revista Billboard já havia elegido a turnê como a turnê country mais bem-sucedida da primeira metade de 2016.[72]

No dia 28 de março de 2017, Underwood anunciou que havia assinado contrato com a Universal Music e deixado a gravadora Sony Music após 12 anos.[73]

Características musicais[editar | editar código-fonte]

Voz[editar | editar código-fonte]

Com uma voz considerada soprano, Underwood vem sendo aclamada por seus talentos vocais desde o começo da carreira.[74] David Wild, da revista Rolling Stone, elogia sua voz, dizendo que "ela alcança qualquer nota".[75] Seu alcande vocal é descrito como "enorme", com críticos exaltando sua habilidade de segurar notas por um longo período de tempo. A revista Billboard descreve sua habilidade vocal como "assustadora".[76] Críticos de turnês apontam que "ela vai soltar uma longa e improvável nota que tem mais oitavas que você pensou que existisse".[77] A voz de Underwood também já foi elogiada como "versátil".[78] Ela de fato já cantou ao vivo músicas Gospel como "How Great Thou Art", em uma performance em que os críticos do Yahoo! notaram a habilidade da cantora de emocionar uma platéia como uma "poderosa performance",[79] e clássicos do Rock como "Paradise City" do grupo Guns N' Roses, com a revista Rolling Stone dizendo que foi uma "performance excelente" e que "se um dia os membros originais do Guns N' Roses quiserem se reunir sem Axl Rose, eles serão espertos em convidar Carrie Underwood para usar sua bandana"[80]

Influências[editar | editar código-fonte]

Underwood diz que sua maior influência foi a "música como um todo", dizendo "eu cresci ouvindo música e havia diferentes tipos de canções vindo em minha direção por todos os cantos". No entanto, em algumas ocasiões, ela mencionou artistas de Rock como as bandas Queen e Rolling Stones, George Michael e My Chemical Romance como influências.[81] Entre artistas Country, a cantora cita como influência Dolly Parton, George Strait, Randy Travis, Martina McBride, Reba McEntire e Garth Brooks.[82][83] Embora nunca tendo mencionado publicamente Faith Hill e Shania Twain como influências musicais, críticos já compararam o estilo musical de Underwood aos de Hill e Twain.[84] Sua música é classificada como Country Pop com influências de Rock.[85] Ela também já gravou canções com influências da música cristã.[86]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Carrie Underwood já ganhou diversos prêmios durante a carreira, incluindo sete Grammys, 17 Billboard Music Awards,[61] onze American Music Awards,[59] doze Academy of Country Music (ACM) Awards,[87] oito People's Choice Awards[88] e cinco Country Music Association (CMA) Awards.[89]

Grammy Awards[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de fevereiro de 2007, na cerimônia do 49º Grammy Awards, Underwood ganhou dois prêmios, e tornou-se a segunda artista Country na história da premiação a ganhar o Grammy de Artista Revelação e a primeira em 10 anos; a última e primeira a ganhar havia sido LeAnn Rimes, em 1997.[90] Durante o evento, ela cantou a música "Desperado", em homenagem a Don Henley da banda The Eagles, "San Antonio Rose" e "Life In The Fast Lane", com a banda Rascal Flatts.

No 50º Grammy Awards, em 10 de fevereiro de 2008, Underwood ganhou um prêmio e performou seu hit "Before He Cheats".[91][92]

Em 8 de fevereiro de 2009, no 51º Grammy Awards, ao ganhar pela terceira vez consecutiva o Grammy de Best Female Country Vocal Performance, ela tornou-se a segunda mulher com mais vitórias na categoria e a 2ª mulher que mais ganhou consecutivamente; ambos os records são de Mary Chapin Carpenter, com 4.[91][93] No evento, cantou "Last Name" em parceria com a guitarrista e cantora Orianthi.[94]

No 52º Grammy Awards, em 31 de janeiro de 2010, Underwood ganhou um prêmio e juntou-se à Celine Dion, Usher, Jennifer Hudson e Smokey Robinson na homenagem em 3D a Michael Jackson, cantando a música "Earth Song".[95] O produtor do Grammy, Ken Ehrlich, disse que Michael Jackson "admirava demais Carrie Underwood", levando-o a convidá-la para tal homenagem.[96]

Na edição de 2012 do Grammy Awards, a cantora se apresentou com Tony Bennett no evento, cantando o dueto deles em "It Had To Be You".[97]

Em fevereiro de 2013, no 55º Grammy Awards, ganhou um prêmio e performou no evento, fazendo um medley com os hits "Blown Away" e "Two Black Cadillacs".[98][99]

Na edição de 2015, Underwood ganhou seu sétimo Grammy, mas não pôde comparecer à cerimônia devido a sua gravidez.[100]

Na edição de 2016 do Grammy Awards, ela performou sua música "Heartbeat" com o cantor Sam Hunt em um medley com "Take Your Time", do cantor.

Na cerimônia do Grammy de 2017, a cantora estreou "The Fighter", seu dueto com cantor Keith Urban.

Recordes e legado[editar | editar código-fonte]

Carrie no Academy of Country Music Awards em 2010.

Underwood é a artista country Nº 1 de todos os tempos em certificações de vendas de singles digitais e a quinta cantora (todos os gêneros) com mais certificações,[101] tendo mais de 30 milhões de singles vendidos só nos EUA.[102] Ela é também a artista country com mais certificações de vendas de álbuns no século XXI.[12] Com sua primeira música lançada, Underwood se tornou a única artista country solo a ter um hit em 1º lugar na Billboard Hot 100 (todos os gêneros) na década de 2000 e a primeira artista country na história a estrear uma música em 1º lugar na parada musical.[103] Underwood é a mulher com mais músicas em 1º lugar na história da parada Country Airplay da Billboard, com 15 #1s.[69] Com 14 músicas em 1º lugar na Billboard Hot Country Songs, Underwood é a artista country feminina com mais hits em 1º lugar em tal parada, entre 1991 e agora (era da Nielsen SoundScan), quebrando seu próprio recorde de 10 #1's listado no Guinness Book em 2010.[55][104] Ela é, também, a primeira mulher a ter seus todos os seus singles no Top 2 das paradas Country.[105] Some Hearts, seu álbum de estreia, se tornou o mais vendido álbum de estreia de uma cantora na história da Música Country, o álbum de estreia de um artista country mais rapidamente vendido durante a era da Nielsen SoundScan, o álbum de um vencedor do American Idol mais vendido nos EUA e o álbum country mais vendido dos últimos 14 anos.[9][10][11] O álbum também foi eleito o Melhor Álbum Country da Década pela Billboard.[18] Ela também é a única mulher a aparecer no Top 10 da lista dos Melhores Artistas Country da Década de 2000, ao ficar em #10 na lista feita pela Billboard.[106]

A revista Rolling Stone descreve Underwood como "a cantora de sua geração, em qualquer gênero musical".[107] A revista Time já a incluiu na lista das Pessoas Mais Influntes do mundo, colocando-a na categoria "ícones".[108] Nos Estados Unidos, ela já vendeu em torno de 50 milhões de discos (16 milhões de álbuns e 34 milhões de singles), fazendo dela a vencedora do American Idol Mais Bem Sucedida.[109][110][111] Mundialmente, ela já vendeu um total de mais de 65 milhões de discos, fazendo dela uma das artistas que mais venderam discos na história.[112] Ela também está na Lista de recordistas de vendas de discos nos Estados Unidos, segundo a RIAA.[113]

No dia 18 de Abril de 2010, aconteceu o 45º Academy Of Country Music (ACM) Awards, a maior e mais importante premiação da música Country. Underwood estava indicada em 6 categorias, dentre elas, a mais importante da noite e do Country, o Entertainer Of The Year. Performou o single "Temporary Home", sendo aplaudida de pé, e ganhou um prêmio especial, o Triple Crown Award.[114] Além disso, levou o mais importante prêmio da noite, o Entertainer Of The Year, pela segunda vez consecutiva. Isso faz dela a primeira e única cantora na história do ACM e da música Country a levar o Entertainer Of The Year duas vezes.[114][115][116] Em 2009, também havia levado Entertainer Of The Year, tornando-se a primeira mulher a levar o troféu em 10 Anos.[117] A última a receber esse prêmio havia sido Shania Twain, em 1999. Underwood é ganhadora de 12 ACM Awards.

Músicas em trilhas sonoras de filmes e Atuação[editar | editar código-fonte]

Carrie performando na Academia Naval dos Estados Unidos, 2011.

Em 2007, Carrie gravou a música-tema do filme dos estúdios de Walt Disney Encantada, chamada "Ever Ever After". Em 2010, Underwood co-escreveu e gravou a música-tema para o 3º filme da série As Crônicas de Nárnia, A Viagem do Peregrino da Alvorada. A música se chama "There's A Place For Us" e foi lançada dia 16 de novembro de 2010.[118] No Globo de Ouro 2011, Underwood e os dois outros compositores de "There's A Place For Us" foram indicados na categoria "Melhor Canção Original" pela música.[119][120]

Desde que estourou no mundo da música, Underwood vinha recebendo propostas para atuar em filmes lançados no cinema. Mas foi o roteiro com a história da surfista americana Bethany Hamilton que chamou a atenção da cantora: Soul Surfer - Coragem de Viver é o filme de estreia de Carrie Underwood. Baseado no livro escrito pela surfista Bethany Hamilton, o filme conta a história de superação e perseverança de Bathany, uma surfista promissora que, durante um treino matinal, foi atacada por um tubarão e perdeu o braço esquerdo, porém superou todos os obstáculos e tornou-se uma das maiores surfistas da atualidade. Underwood interpreta Sarah Hill, uma das melhores amigas de Bethany.[121][122][123] No elenco do filme: AnnaSophia Robb (como Bethany), a ganhadora do Oscar Helen Hunt (como mãe de Bethany), Dennis Quaid (como pai), Jeremy Sumpter, Kevin Sorbo e Lorraine Nicholson. O filme estreou dia 8 de abril de 2011 e teve sua pré-estreia uma semana antes, dia 31 de março.[124]

Já na televisão, Underwood estreou em março de 2010, fazendo uma participação especial na 5ª temporada da série de televisão americana How I Met Your Mother. Carrie viveu a representante comercial farmacêutica "Tiffany" no episódio "Hooked", que teve a 2ª maior audiência da temporada.[125] Em fevereiro de 2010, Underwood havia dublado "Carrie Underworm", uma personagem baseada nela mesma, em um episódio especial da clássica série de TV Vila Sésamo.

Em dezembro de 2012, foi anunciado que Underwood seria a protagonista da adaptação para a televisão de A Noviça Rebelde. Ela interpretou Maria von Trapp, papel imortalizado por Julie Andrews na versão para o cinema, de 1965.[126] Essa adaptação/musical para a televisão foi exibida ao vivo, e recebeu o nome de A Noviça Rebelde Ao Vivo!.[126] O musical teve a maior audiência do canal NBC em quatro anos, sendo visto por 18,5 milhões de pessoas e marcando 4.6 pontos de audiência. O número é o maior desde o final da série Plantão Médico em 2009, e a melhor noite de quinta desde o fim da série Frasier, em 2004.[127]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2007, começou a namorar Chace Crawford, o astro da série de TV Gossip Girl. A revista People várias vezes publicou fotos dos dois andando pelas ruas. Porém, o namoro chegou ao fim no inverno de 2008.[128]

Durante um de seus shows no final de 2008, conheceu o jogador canadense de hockey, Mike Fisher, com quem começou a namorar. Em dezembro de 2009, Carrie ficou noiva de Mike.

No dia 10 de julho de 2010, Carrie e Mike se casaram no hotel Ritz Carlton Resort, na Georgia, Estados Unidos. O casamento foi em estilo "Country" e avaliado em $500 mil doláres. Mais de 250 pessoas estiveram presente, entre elas vários artistas, como Nicole Kidman, Keith Urban, Faith Hill, Tim McGraw e os jurados do American Idol Simon Cowell, Paula Abdul e Randy Jackson. As fotos oficiais do casamento ficaram por conta da revista People, que pagou $2 milhões de doláres para fazer as fotos. O casal doou o cachê à caridade. No dia seguinte ao casamento, a "Sra. e o Sr. Fisher" foram passar a Lua de Mel em Bora Bora e no Taiti, durante 10 dias.[129][130][131]

No dia 1º de setembro de 2014, Carrie anuncionou que estava grávida do primeiro filho com seu marido, Mike. O casal anunciou a notícia no Twitter, com Carrie publicando uma foto em que ela posava com os cachorros do casal usando camisetas, uma delas dizendo "Eu serei irmã mais velha" e a outra, "Eu vou ser irmão mais velho".[132] No dia 27 de fevereiro de 2015, a cantora deu à luz seu primeiro filho, que recebeu o nome de Isaiah Michael.[133]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Carrie Underwood

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • 2005: American Idols LIVE! Tour 2005
  • 2006: Carrie Underwood: Live 2006
  • 2008: Love, Pain and the Whole Crazy Carnival Ride Tour (com Keith Urban)
  • 2008: Carnival Ride Tour
  • 2010–11: Play On Tour
  • 2012–13: Blown Away Tour
  • 2016: Storyteller Tour: Stories in the Round

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema e televisão
Ano Título Papel Notas
2005 American Idol Ela mesma (caloura) Vencedora da 4ª temporada
2007-2008 Saturday Night Live Convidada musical[134]
2008–presente Country Music Association (CMA) Awards Ela mesma/Co-apresentadora[135]
2009 Carrie Underwood: An All-Star Holiday Special Ela mesma
2010 How I Met Your Mother Tiffany Episódio: "Hooked"
Vila Sésamo Carrie Underworm
The Buried Life Ela mesma
Extreme Makeover: Home Edition
2011 Blue Bloods
Soul Surfer - Coragem de Viver Sarah Hill Estreia no cinema
2012 Zendaya: Behind the Scenes Ela mesma Documentário
CMT Crossroads (com Steven Tyler do Aerosmith)
2013 A Noviça Rebelde Ao Vivo! Maria Rainir/von Trapp Produção original da NBC
2014 Nashville Ela mesma

Referências

  1. «Biography for Carrie Underwood» (em inglês). IMDb. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  2. «Carrie Underwood Is America's 'Idol'» (em inglês). Foxnews.com. 26 de maio de 2005 
  3. «American Idol Winner Bios» (em inglês). Kidz World. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  4. «Madonna chega ao nº 1 das paradas». Folha de S. Paulo 
  5. «Novo álbum de Madonna lidera paradas nos EUA e na Grã-Bretanha». UOL 
  6. «2007 - 20 Under 25: The Top-Earning Young Superstars - No. 11: Carrie Underwood» (em inglês). Forbes. 4 de dezembro de 2007 
  7. «Carrie Underwood Has An Easy Ride To First Billboard #1» (em inglês). MTV 
  8. «'Idol' sales: Seven singers in the Billboard 200» (em inglês). USA Today. 15 de maio de 2013 
  9. a b «Título ainda não informado (favor adicionar)». Gactv.com 
  10. a b «Chart success continues for Carrie Underwood» (em inglês). Country Standard Time News. 15 de Fevereiro de 2006. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  11. a b «Week Ending Dec. 9, 2012. Albums: Swift's Birthday Present | Chart Watch (NEW) - Yahoo! Music» (em inglês). Yahoo! 
  12. a b c d e f «Carrie Underwood Becomes Highest Certified Country Album Artist To Debut This Century». CarrieUnderwoodOfficial.com. 24 de outubro de 2016 
  13. «Hot 100 55th Anniversary: Every No. 1 Song (1958-2013) - 2000-2013» (em inglês). Billboard. 2 de agosto de 2013 
  14. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Billboard 
  15. «Carrie Underwood's 'Inside Your Heaven' Debuts as Best Selling Song in the Nation and Breaks Chart History» (em inglês). PRNewswire. 23 de junho de 2005 
  16. a b «Chart Beat Wednesday: Carrie Underwood, Ke$ha, Rod Stewart». Billboard. 20 de janeiro de 1990. Consultado em 25 de abril de 2013 
  17. a b c d «Carrie Underwood Albums & Songs Chart History » Hot 100» (em inglês). Billboard. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  18. a b «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Billboard 
  19. «20 Under 25: The Top-Earning Young Superstars - No. 11: Carrie Underwood». Forbes. 4 de dezembro de 2007 
  20. «Groban's First Noel, Eagles' 'Long Road' Drive 2007Album Brass» (em inglês). RIAA. 18 de Janeiro de 2008. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  21. «Carrie Underwood's new 'Carnival Ride' album debuts at No. 1» (em inglês). carrieunderwoodofficial.com 
  22. «Chart Beat: Carrie Underwood, Labelle, AC/DC» (em inglês). Billboard 
  23. «"Just Stand Up" - Beyoncé, Miley Cyrus, Mariah Carey, Fergie». UOL. Consultado em 30 de Dezembro de 2009 
  24. «Carrie Is 2008's Top Country Female Touring Artist | The Official Carrie Underwood Site» (em inglês). Carrieunderwoodofficial.com. 7 de janeiro de 2009 
  25. «Top Celebrity 100 - "79 Carrie Underwood». Forbes. 6 de novembro de 2008 
  26. Evan Hessel and Dirk Smillie (18 de maio de 2009). «Top Earning Idols». Forbes. Consultado em 22 de março de 2010 
  27. «Carrie Underwood Tops the Charts, Kelly Clarkson Branches Out». Billboard (2009-11-11) 
  28. «Carrie Underwood bate Michael Jackson na parada americana» 
  29. «'Feeling' Steady: Black Eyed Peas Match Decade Mark On Hot 100». Billboard. 1 de outubro de 2009 
  30. «"Cowboy Casanova" Becomes Carrie's 11th #1». 11 de outubro de 2009 
  31. «Carrie Underwood Biography | The Official Carrie Underwood Site» (em inglês). Carrieunderwoodofficial.com 
  32. «In Pictures: The Top-Earning 'Idols' - No. 1: Carrie Underwood». Forbes. 25 de maio de 2010 
  33. «1. Carrie Underwood ($20 million) - Zack O'Malley Greenburg»  Forbes. Retrieved on 2011-08-22.
  34. «The 10 Top-Earning American Idols of 2012». Forbes. 30 de janeiro de 2013 
  35. «Carrie Underwood, Tony Bennett e Chris Brown se apresentarão ao vivo no Grammy 2012» 
  36. http://portalpopline.com.br/remind-me-veja-clipe-de-brad-paisley-em-parceria-com-carrie-underwood/
  37. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Carrieunderwoodofficial.com 
  38. «Blown Away: Carrie Underwood estreia novo álbum no topo da Billboard Hot 200» 
  39. «Adele's '21' 2012's Best Selling Album; Gotye Has Top Song» (em inglês). Billboard 
  40. «Hot Country Songs : Page 1». Billboard. Consultado em 25 de fevereiro de 2013 
  41. «Carrie Underwood's Blown Away Album Certified Platinum And Returns To No. 1, Marking 6 Cumulative Weeks At The Summit Of Billboa | The Official Carrie Underwood Site». Carrieunderwoodofficial.com. 6 de setembro de 2012. Consultado em 25 de fevereiro de 2013 
  42. «Carrie Underwood Albums & Songs Chart History » Country Airplay» (em inglês). Billboard. Consultado em 16 de Setembro de 2009 
  43. «Aerosmith lança "Can't Stop Loving You", com Carrie Underwood». Rolling Stone 
  44. «Carrie Underwood anuncia primeiras datas da turnê do álbum "Blown Away" e é capa da revista Glamour» 
  45. «Depois da Inglaterra, Carrie Underwood anuncia shows na Austrália» 
  46. «Carrie Underwood Closes 2012 as Top Female Country Touring Artist | The Official Carrie Underwood Site» (em inglês). Carrieunderwoodofficial.com 
  47. «The 10 Highest-Paid Women In Music 2013». Forbes. 12 de dezembro de 2013 
  48. «Top-Earning American Idols of 2014». Forbes. 6 de janeiro de 2015 
  49. «Top-EarningAmerican Idols 2013». Forbes. 18 de janeiro de 2014 
  50. «Carrie Underwood cantará tema do "Sunday Night Football" na temporada deste ano». Popline. 8 de maio de 2013 
  51. «Com Somethin Bad, com Miranda Lambert, Carrie Underwood consegue seu 70º primeiro lugar na Billboard» 
  52. Gary Trust (3 de julho de 2014). «Miranda Lambert, Carrie Underwood Vault To No. 1 On Hot Country Songs». Billboard 
  53. «Produção do sucessor de "Blown Away" já está nos planos de Carrie Underwood» 
  54. a b «Carrie Underwood anuncia coletânea e novo single» 
  55. a b Jessen, Wade. «Carrie Underwood Has Her Longest Reign at No. 1 on Hot Country Songs Chart». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 22 de janeiro de 2015 
  56. «Carrie Underwood Thanks the "Beautiful People" and Country Radio for Latest #1 Hit». ABC News Radio. 28 de junho de 2015 
  57. Keith Caulfield (17 de dezembro de 2014). «J. Cole Earns Third No. 1 Album on Billboard 200 Chart». Billboard 
  58. Cindy Watts (17 de dezembro de 2014). «Carrie Underwood's new greatest hits package sets bar». The Tennessean 
  59. a b «Vencedores do AMAs: Carrie Underwood». American Music Awards. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  60. «Carrie Underwood Wins Milestone Award at 2014 Billboard Music Awards». Billboard 
  61. a b Szaroleta, Tom (23 de julho de 2014). «Big star for a big night: Carrie Underwood plays Saturday at EverBank Field in Jacksonville». The Florida Times Union 
  62. «Billboard Music Awards 2015: See the Full Winners List». Billboard. 5 de maio de 2015 
  63. «She makes the Heartbeat! Carrie Underwood wows in two gorgeous gowns as she wins favorite female country artist at the American Music Awards». Daily Mail. 23 de novembro de 2015 
  64. «Após licença-maternidade, Carrie Underwood volta com música inédita: "Smoke Break"». POPline. 21 de agosto de 2015 
  65. Jim Asker (2 de setembro de 2015). «Carrie Underwood's 'Smoke' Rises, Sam Hunt Parties His Way to Another No. 1». Billboard 
  66. «CARRIE UNDERWOOD'S "SMOKE BREAK" OFFICIALLY CLAIMS #1 AT COUNTRY RADIO». CBS. 23 de novembro de 2015 
  67. «CARRIE UNDERWOOD SCORES HER 22ND #1 SINGLE WITH "SMOKE BREAK"». carrieunderwood.fm. 23 de novembro de 2015 
  68. Asker, Jim (15 de março de 2016). «Cole Swindell & Carrie Underwood Take Over Country Songs Charts». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 15 de março de 2016 
  69. a b Asker, Jim (19 de julho de 2016). «Carrie Underwood Rings in 15th No. 1; Sam Hunt Earns High Five». Billboard 
  70. Caulfield, Keith (1 de novembro de 2015). «5 Seconds of Summer Earns Second No. 1 Album on Billboard 200 Chart». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 1 de novembro de 2015 
  71. Asker, Jim (3 de novembro de 2015). «Carrie Underwood Makes History With Sixth No. 1; Rhett, Hunt, Old Dominion Make Moves». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 5 de novembro de 2015 
  72. «Carrie Underwood». www.carrieunderwoodofficial.com. Consultado em 2 de dezembro de 2016 
  73. «Carrie Underwood signs worldwide deal with Universal Music Group». 28 de março de 2017 
  74. «Underwood, Travis, Pickler Walk Red Carpet at ACM Honors Event»  Countrystandardtime.com. Retrieved on 2014-07-27.
  75. «Carrie Underwood Biography». Biography Channel 
  76. «Carrie Underwood Builds An Uncertain Future On Classic Past». Billboard. 7 de agosto de 2013 
  77. «Concert Review: Carrie Underwood's huge voice star of Jacksonville show». The Times Union. 20 de abril de 2013 
  78. «Carrie Underwood still stands strong with Blown Away». The Las Lomas Page. 1 de junho de 2012 
  79. «Carrie Underwood's 'How Great Thou Art' Moves The Masses - Our Country»  New.music.yahoo.com (April 25, 2011). Retrieved August 22, 2011.
  80. «Flashback: Carrie Underwood Channels Axl Rose at CMA Music Fest». Rolling Stone. 1 de junho de 2014 
  81. «Carrie Underwood interview: 'I'm influenced by My Chemical Romance'». DigitalSpy. 26 de abril de 2012 
  82. «Randy Travis Talks Don Henley Collab, Marvels at Carrie Underwood's Voice». Billboard. 22 de maio de 2012 
  83. «Carrie Underwood Biography». About.com 
  84. «Blown Away - Carrie Underwood». Allmusic. 5 de novembro de 2012. Consultado em 5 de novembro de 2012 
  85. «Carrie Underwood biography». Rolling Stone 
  86. Beville Dunkerlley (29 de setembro de 2014). «Hear Carrie Underwood's spiritual new single 'Something In The Water'». Rolling Stone 
  87. «Academy of Country Music :: Winners». Academy of Country Music Awards. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  88. «Carrie Underwood Wins 'Favorite Female Country Artist' At People's Choice Awards». Sony Music Nashville. 8 de janeiro de 2015 
  89. «Past Winners». Country Music Association Awards. Consultado em 5 de setembro de 2014 
  90. «Trio Dixie Chicks é o grande vencedor da 49ª edição do Grammy». O Globo 
  91. a b «Vencedores do Grammy: Carrie Underwood». Grammy.com 
  92. «Vencedora do 'American Idol' se apresenta no Grammy». Terra.com.br 
  93. «Confira a lista com os principais premiados da 51ª edição do Grammy». O Globo 
  94. «Robert Plant e Alison Krauss surpreendem no 51º Grammy como os grandes vencedores». UOL 
  95. «Beyoncé é destaque do Grammy 2010». Rolling Stone 
  96. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Carrieunderwoodofficial.com 
  97. «Adele e Foo Fighters se destacam em Grammy marcado por homenagens a Whitney Houston». Rolling Stone 
  98. «Adele, Fun. e Carrie Underwood estão entre vencedores do Grammy; veja lista». Folha de S. Paulo 
  99. «Gramy 2013: Carrie Underwood chega para premiação em Los Angeles» 
  100. «Carrie Underwood Is "Envious" of Beyoncé's Grammys Style, Plus Find Out Why She's Not Attending This Year!». E! Online. 3 de fevereiro de 2015 
  101. «Carrie Underwood Is Current Top Country Artist On RIAA Digital Single Ranking». All Access Music Group. 10 de agosto de 2015 
  102. «RIAA - Gold & Platinum: Top Artists (Digital Singles)». Recording Industry Association of America 
  103. «Hot 100 55th Anniversary: Every No. 1 Song (1958-2013) - 2000-2013». Billboard. 2 de agosto de 2013. Consultado em 10 de agosto de 2013 
  104. «Most country no.1s for a female artist in the US» (em inglês). Guinness Book. 1 de janeiro de 2010 
  105. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Countryuniverse.net 
  106. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Billboard 
  107. Adam Gold, Joseph Hudak, Nick Murray, Beville Dunkerley, Andrew Leahey (6 de novembro de 2014). «CMA Awards 2014's Best Moments - Best Reveals: Carrie Underwood». Rolling Stone 
  108. «TIME 100: The World's 100 Most Influential People - Icons: Carrie Underwood». Time. 24 de abril de 2014 
  109. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Hollywoodreporter.com 
  110. «Carrie Underwood se torna a vencedora do American Idol mais bem sucedida». Popline. 19 de maio de 2011 
  111. «TV singing shows fail to create stars» (em inglês). USA Today. 14 de janeiro de 2014 
  112. «Readers' Poll: 10 Best Carrie Underwood Songs» (em inglês). Rolling Stone. 10 de março de 2015 
  113. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Recording Industry Association of America 
  114. a b «Título ainda não informado (favor adicionar)». Globo.com 
  115. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). BBC News 
  116. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Insideedition.com 
  117. «Título ainda não informado (favor adicionar)». G1 
  118. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Mundonarnia.com 
  119. «Título ainda não informado (favor adicionar)». G1 
  120. «Título ainda não informado (favor adicionar)» (em inglês). Goldenglobes.org 
  121. «Título ainda não informado (favor adicionar)». R7.com. Entretenimento.r7.com 
  122. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Terra Networks. Noticias.terra.com.br 
  123. «Título ainda não informado (favor adicionar)». G1 
  124. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Universo Online. Popline.mtv.uol.com.br 
  125. «Título ainda não informado (favor adicionar)». R7.com. Estrelando.r7.com 
  126. a b «Título ainda não informado (favor adicionar)». Globo.com 
  127. «"A Noviça Rebelde", com Carrie Underwood, rende melhor audiência em quatro anos para canal NBC» 
  128. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Globo.com. Tv.globo.com 
  129. «Título ainda não informado (favor adicionar)». G1 
  130. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Terra Networks. Diversao.terra.com.br 
  131. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Terra Networks. Diversao.terra.com.br 
  132. «Cantora Carrie Underwood está grávida de primeiro filho». G1 
  133. «Carrie Underwood já foi mãe». Caras 
  134. «Carrie Underwood - IMDb: Filmography credits». IMDb 
  135. «Carrie Underwood participa de talk show para promover o CMA Awards» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carrie Underwood