Carro-bomba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela banda, veja Carro Bomba.
Uma rua de Bagdá após a explosão de um carro-bomba.
Uma coluna de fumaça que se ergueu após a explosão de carro-bomba no Iraque, em 2005.

Um carro-bomba ou carro armadilhado é um automóvel equipado com explosivos que podem ser guiados por um terrorista ou outra pessoa, provocando um ataque suicida, ou acionados por algum dispositivo eletrônico como um detonador à distância ou um "timer". São normalmente utilizados por grupos radicais e forças especiais, principalmente nos países do Oriente Médio, com o objetivo de causar temor e um número expressivo de mortos.[1]

Carros-bomba podem ser divididos em duas categorias principais: aqueles usados ​​principalmente para matar os ocupantes do veículo (muitas vezes como um assassinato) e aqueles usados ​​como meio de matar, ferir ou danificar pessoas e edifícios fora do veículo. O último tipo pode ser estacionado (o veículo disfarçando a bomba e permitindo que o homem-bomba fuja), ou o veículo pode ser usado para entregar a bomba (geralmente como parte de um atentado suicida).[2]

É comumente usado como arma de terrorismo ou guerrilha para matar pessoas perto do local da explosão ou para danificar edifícios ou outras propriedades. Carros-bomba atuam como seus próprios mecanismos de lançamento e podem transportar uma quantidade relativamente grande de explosivos sem atrair suspeitas. Em veículos e caminhões maiores, pesos de cerca de 7 000 libras (3 200 kg) ou mais foram usados, por exemplo, no atentado de Oklahoma City.[3] Carro-bomba são ativados de várias maneiras, incluindo abrir as portas do veículo, dar partida no motor, detonar remotamente, pressionar o acelerador ou os pedais de freio ou simplesmente acender um fusível ou configurar um dispositivo de cronometragem. A gasolina no tanque de combustível do veículo pode tornar a explosão da bomba mais potente, dispersando e inflamando o combustível.[2]

Referências

  1. Mike Davis, Buda's Wagon: A Brief History of the Car Bomb (2007).
  2. a b Wilkinson, Paul; Christop Harman (1993). Technology and terrorism. Routledge. ISBN 0-7146-4552-4
  3. News, A. B. C. «Nation's deadliest domestic terrorist inspiring new generation of hate-filled 'monsters,' FBI records show». ABC News (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2022 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Carro-bomba
Wikcionário
O Wikcionário tem o verbete carro-bomba.
Ícone de esboço Este artigo sobre explosivo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.