Carta marina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Carta Marina (do latim: Carta Marítima) foi o primeiro mapa sobre as terras nórdicas que continha detalhes e nomes de lugares. Feito através da técnica da xilogravura, composto de nove blocos totalizando uma dimensão total de 1,70 m de comprimento por 1,25 m de altura, foi criado por Olaus Magnus, durante uma missão diplomática em Roma como enviado do rei Gustavo Vasa.[1] [2] Entretanto, Magnus acabou por ficar em Roma porque seu irmão Johannes Magnus (o último arcebispo católico da Suécia) se envolveu num conflito religioso com o próprio Gustavo Vasa, tendo sido forçado a abandonar a Suécia.[3]


A Carta Marina, desenhada por Olaus Magnus

O mapa é resultado de um trabalho muito árduo que levou doze anos para ser concluído. As primeiras cópias foram impressas em Veneza, no ano de 1539.[4]

O fato de apenas algumas cópias terem sido impressas e o papa Paulo III ter reivindicado os "direitos autorais" que perdurou por 10 anos talvez explique por que o mapa foi repentinamente esquecido até desaparecer, em 1574. Mais tarde, as pessoas passaram a questionar se o mapa era um mito ou se realmente existira. Entretanto, em 1886, uma cópia foi achada na biblioteca pública de Munique, Alemanha, pelo Dr. Oscar Brenner, onde está atualmente. Mais recentemente, outra cópia foi descoberta na Suíça, em 1961. Esta foi trazida de volta à Suécia em 1962, para a Biblioteca da Universidade de Uppsala e atualmente se encontra no Carolina Rediviva, o edifício principal da biblioteca.[5]

As nove partes que compõem o mapa possuem dimensão de 55x40 cm cada, impressos de um bloco separado de xilogravura. As anotações em latim do mapa foram traduzidas pelo próprio Olaus para o italiano e alemão. O livro Historia de gentibus septentrionalibus (História dos Povos Nórdicos, Roma, 1555) de Olaus Magnus é considerado como sendo um grande comentário sobre o mapa.

Além de Carta Marina, existem apenas dois mapas mais antigos sobre a Escandinávia conhecidos hoje, atribuídos a Jacob Ziegler e Claudius Clavus.

Referências

  1. Carta Marina (em sueco) Uppsala universitetsbibliotek (Biblioteca da Universidade de Uppsala). Visitado em 5 de junho de 2015.
  2. Hans-Fredrik Wennström. Carta Marina (em sueco) Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 5 de junho de 2015.
  3. Bo Lindberg. Johannes Magnus (em sueco) Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Visitado em 5 de junho de 2015.
  4. Carta Marina (em sueco) Uppsala universitetsbibliotek (Biblioteca da Universidade de Uppsala). Visitado em 5 de junho de 2015.
  5. Carta Marina (em sueco) Uppsala universitetsbibliotek (Biblioteca da Universidade de Uppsala). Visitado em 5 de junho de 2015.
  1. "Carta marina et descriptio : the commentary by Olaus Magnus to Map of the Scandinavian countries 1539", editora Provisional (1988)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]