Casével (Santarém)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Casével 
  Freguesia portuguesa extinta  
Gentílico Casevelense
Localização
Casével está localizado em: Portugal Continental
Casével
Localização de Casével em Portugal Continental
Mapa de Casével
Coordenadas 39° 23' 51" N 8° 36' 42" O
município primitivo Santarém
História
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 33,24 km²
Outras informações
Orago Santa Maria

Casével é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Santarém, com 33,24 km² de área e 864 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 26 hab/km².
Foi extinta e agregada à freguesia de Vaqueiros, criando a União das freguesias de Casével e Vaqueiros.

Está limitada a norte por Bugalhos, do concelho de Alcanena e Parceiros de Igreja, do concelho de Torres Novas, a este por Alcorochel, do concelho de Torres Novas e Azinhaga, do concelho da Golegã, a sul por São Vicente do Paul e a oeste por Pernes e Vaqueiros, todos eles do concelho de Santarém. É composta pelas povoações de Comenda, Várzeas, Alqueidão, Vila Nova, Charneca, Polinho, Famalva, Azinheiras, Ponte-Nova, Boiças, Ribeira da Pipa, Marinheira e Casais Novos.

Dista cerca de 30 km da sede do concelho. Em termos dos serviços, também a freguesia está bastante carente, havendo a destacar a Escola Pré-Primária e do Ensino Básico do 1ºciclo, posto médico e farmácia, jardim de infância, (o apoio domiciliário é feito pela Junta de Freguesia), campos de jogos, salões de festas; o comércio é suficiente para as necessidades locais.

Lugares[editar | editar código-fonte]

O nome "Casével" não existe como lugar. Dá-se o nome de Casével ao conjunto de todos os locais que compõem a Freguesia e o lugar principal tido como sede de Freguesia, que é o local da Comenda. É composta por outras povoações como Várzeas, Alqueidão, Vila Nova, Charneca, Polinho, Famalva, Azinheiras, Ponte-Nova, Boiças, Ribeira da Pipa, Marinheira e Casais Novos. [1]

População[editar | editar código-fonte]

Em termos populacionais a freguesia tem vindo a decrescer, mostrando uma tendência para o envelhecimento. Em termos de actividades económicas, a população dedicada à agricultura cifra-se em cerca de 300 pessoas.

População da freguesia de Casével [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
731 1 047 1 075 1 257 1 514 1 746 1 980 2 064 2 128 1 999 1 423 1 291 1 192 1 034 864

Por decreto de 18/10/1881 foi desanexado desta freguesia o lugar de Ribeira de Pernes e anexado à freguesia de Pernes

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 105 146 475 308 10,2% 14,1% 45,9% 29,8%
2011 86 74 452 252 10,0% 8,6% 52,3% 29,2%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Paisagem[editar | editar código-fonte]

É uma Freguesia que apresenta, por um lado, algumas características da “Lezíria” do Ribatejo, principalmente a parte Sul, e por outro lado também possui algumas características do “Bairro” e da “Charneca”. A Lezíria (ou Campo) corresponde às planuras inundáveis da margem direita do Tejo e do curso inferior dos seus principais afluentes. Constitui-se de aluviões modernos profundos e férteis, de elevada produtividade.
Toda a área é caracterizada por uma paisagem agrícola heterogénea, com campos de cereal de sequeiro, como o trigo e a aveia, alternados por campos de milho de regadio e algumas zonas de pousio. Existem também algumas povoações florestais de pinheiro-bravo, eucaliptal, carvalhal, alguns matos, pomares e culturas hortícolas, vinha, olival e figueiral. [3]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima desta região é do tipo mediterrânico, sendo moderadamente chuvoso e húmido com Verões muito quentes. As geadas são pouco frequentes, e é possível verificar a existência de três meses (Junho a Agosto) praticamente de seca. [4]

Hidrologia[editar | editar código-fonte]

Os cursos de água provêm de 4 principais ribeiras que atravessam a área (Ribeiro do Polinho, a Vala de Monte Iraz, Vala Pedregosa e uma outra sem nome). Todas as ribeiras vão desaguar ao Rio Alviela. Também este se situa no limite Sudoeste da Freguesia. Existem também 4 pequenas albufeiras e 4 charcas que contêm água praticamente todo o ano. Estas são utilizadas essencialmente para as culturas de regadio, como o milho, beterraba, girassol, e servem também como bebedouro para o gado. [5]

Economia[editar | editar código-fonte]

A estrutura socio-económica de Casével baseia-se principalmente na agricultura, olivicultura, produção de vinho e pecuária. Existem algumas actividades de pequeno comércio. [6] A indústria escasseia, com excepção de algumas actividades da construção civil. Tal facto deve-se em parte à deficiente rede viária.

Património monumental[editar | editar código-fonte]

Igreja de Santa Maria, brasão da Quinta da Póvoa, Palácio da Quinta de D. Rodrigo (em ruínas), fontes e fontanários.

Festas, feiras e romarias[editar | editar código-fonte]

Festa em honra de Nª. Srª. da Assunção (15 de Agosto), Dia da Acção de Graças e Leilão no adro da Igreja.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Couves com feijão, cachola, arroz doce, bolo da noiva, ferradura, filhós, "bolinho dos santos" e pão de Deus.

Turisticamente, a freguesia vale pelo seu património arquitectónico, pela beleza natural dos seus campos, pelo artesanato e pela simpatia das suas gentes.

Referências

  1. Silva, Patrícia (2009). Aves nidificantes na freguesia de Casével (Santarém) - distribuição, abundância e relação com o uso do solo: contributos para a gestão do território, Dissertação de mest., Gestão e Conservação da Natureza, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  3. Silva, Patrícia (2009). Aves nidificantes na freguesia de Casével (Santarém) - distribuição, abundância e relação com o uso do solo: contributos para a gestão do território, Dissertação de mest., Gestão e Conservação da Natureza, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve.
  4. Silva, Patrícia (2009). Aves nidificantes na freguesia de Casével (Santarém) - distribuição, abundância e relação com o uso do solo: contributos para a gestão do território, Dissertação de mest., Gestão e Conservação da Natureza, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve.
  5. Silva, Patrícia (2009). Aves nidificantes na freguesia de Casével (Santarém) - distribuição, abundância e relação com o uso do solo: contributos para a gestão do território, Dissertação de mest., Gestão e Conservação da Natureza, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve.
  6. Silva, Patrícia (2009). Aves nidificantes na freguesia de Casével (Santarém) - distribuição, abundância e relação com o uso do solo: contributos para a gestão do território, Dissertação de mest., Gestão e Conservação da Natureza, Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, Univ. do Algarve.
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.