Casa Canônica (Videira)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Museu do Vinho Mário de Pellegrin, Videira, Santa Catarina

A Casa Canônica conhecida também por Museu do Vinho, recebeu em 2002, da Câmara Municipal do município Videira (Santa Catarina), o nome de Museu do Vinho Mário de Pellegrin.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

A construção da Casa Canônica iniciou em abril de 1931, logo após a chegada dos primeiros padres Salvatorianos à Vila de Perdizes (hoje Videira) e, no dia 12 de setembro do mesmo ano foi inaugurada.[3] Toda em madeira, sua estrutura imponente e carregada de história abrigou a Paróquia Salvatoriana. Seu acervo remete à colonização italiana e à trajetória da uva e do vinho no município de Videira (Santa Catarina).[1]

Por quase quarenta anos a Casa Canônica foi referência na região para católicos e outras paróquias, trabalhando em ações comunitárias e formando padres através da faculdade de filosofia. Com a construção de um novo seminário e de um Centro Pastoral, na década de 70 a casa passou a ser moradia de particulares, fato que se estendeu até 1983.[3]

Em abril de 1983, a Prefeitura de Videira adquiriu a Casa Canônica como bem público. Foi restaurada, procurando resgatar sua própria história, e transformada em Centro Cultural e Museu do Vinho. Atualmente é o único bem arquitetônico tombado a nível estadual na cidade de Videira.[4][3]

O museu apresenta uma exposição de longa duração tendo como tema central a vitivinicultura. Os equipamentos usados pelos primeiros colonizadores no plantio, colheita e fabricação do vinho artesanal contam um pouco da história do município cujo nome surgiu graças a grande produção de uvas e vinho. A instituição ainda oferece atividades temporárias como exposições, mostras e ações educativas, colocando a história em movimento e respeitando as mais variadas formas de manifestações artísticas e culturais.[4]

Foi tombada em 21 de novembro de 2002 recebendo o título de Patrimônio Histórico de Santa Catarina.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

O Museu do Vinho Mário de Pellegrin está localizado no eixo cultural da cidade, que compreende a Igreja Matriz, a Praça do Coreto e a Biblioteca Municipal Euclides da Cunha. É ladeada por uma praça, onde está instalada uma réplica do coreto existente na década de 30, em frente a Igreja matriz. Aos fundos possui um parreiral, que caracteriza as origens do município.[4]

Amostra de um lambrequim, recorte arquitetônico utilizado na Casa Canônica.

O local é uma das únicas casas ainda conservadas na região, com características coloniais italianas da década de 30. Rica em detalhes arquitetônicos como lambrequins, mãos francesas, pingadeiras, peitorais, sacadas e portas trabalhadas.[3]

Referências

  1. a b c FCC-SC (21 de novembro de 2002). «Videira – Casa Canônica». ipatrimonio.org. Consultado em 21 de abril de 2021 
  2. Santur. «Venha conhecer Santa Catarina». turismo.sc.gov. Consultado em 21 de abril de 2021 
  3. a b c d Silvia Angélica Palma. «Irmãs Salvatorianas de 10 países visitam Museu do Vinho em Videira». SC24horas. Consultado em 21 de abril de 2021 
  4. a b c «Museu do Vinho Mário Pellegrin». Portal de Turismo de Videira. Consultado em 21 de abril de 2021