Casa Grande de Romarigães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.

A Casa Grande de Romarigães fica situada na freguesia de Romarigães, concelho de Paredes de Coura.

Quando se fala de Paredes de Coura, é obrigatório lembrar Aquilino Ribeiro (1885-1965). O escritor beirão está intimamente ligado à vida cultural da vila minhota graças ao seu romance A Casa Grande de Romarigães (1957). A casa retratada no livro foi morada do ex-Presidente Bernardino Machado e do próprio Aquilino, que se casou com uma filha daquele presidente.

A Casa Grande ainda existe actualmente, em Romarigães, no sudoeste de Paredes de Coura. Embora se encontre em avançado estado de degradação, as sebes altas e o edifício coberto por farto musgo, que permite apenas às janelas o contacto com o ar, provoca uma aura de mistério e sedução.

Por detrás dos portões de ferro da entrada, que resistem incólumes ao tempo, vislumbra-se a capela do Amparo, no quintal da Casa. Por fim, há ainda a oportunidade de fixar o olhar numa belíssima gravura esculpida no muro exterior do edifício.

Aquilino Ribeiro[editar | editar código-fonte]

Aquilino Ribeiro notabilizou-se na literatura lusa pelo estilo pícaro, pela apurada descrição de sensações e pelo vasto léxico utilizado. Da sua bibliografia - obras de ficção, de história, contos infantis, ensaios e traduções - destaque ainda para Quando os Lobos Uivam (1959) e Terras do Demo (1919).

Descrição arquitectónica[editar | editar código-fonte]

Conjunto formado pela casa, anexos de função rural e capela do Amparo. Casa nobre, oitocentista, antecedida por um grande portal armoreado. A capela do Amparo apresenta a fachada decorada com nichos, imagens, carrancas, volutas, frontões e um óculo, tudo lavrado em pedra da região. A fachada é rematada por um campanário.[1]

Referências

  1. "Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado" - IPPAR, 1993