Casa Valduga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sede da Vinícola Casa Valduga, no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.

Há mais de um século cultivando terroirs de excelência no Rio Grande do Sul, a Casa Valduga tornou-se referência na elaboração de vinhos finos e espumantes no Brasil, com rótulos premiados em todo o mundo. Estas conquistas são o reconhecimento da dedicação, das pesquisas, do comprometimento e da alta tecnologia utilizadas pela vinícola, uma das mais respeitadas do país.[1]

Presente em mais de 20 países, de cinco continentes, a Casa Valduga harmoniza tradição e tecnologia para encantar os paladares mais diversos. A empresa coleciona mais de 300 prêmios em concursos nacionais e internacionais e é prestigiada em países como Alemanha, Inglaterra, Bélgica, Estados Unidos e Chile.

A Casa Valduga elabora seus espumantes exclusivamente pelo método tradicional, conhecido como champenoise, seguindo as tradições da região de Champagne, na França. Para resultar em rótulos de altíssima qualidade, o processo de maturação ocorre na penumbra das caves de espumantes da vinícola, considerada a maior da América Latina, com capacidade para abrigar até seis milhões de garrafas. Os rótulos repousam de um a cinco anos sob o olhar atento dos profissionais da Casa Valduga, garantindo, durante todo o processo, a estrutura adequada para manter a identidade e a excelência.

Foi da Casa Valduga o primeiro passo para a criação de um novo conceito em apresentação de espumantes no Brasil, oferecendo conhecimento aliado aos mais refinados aromas e sabores de seus terroirs. Com informações que auxiliam o consumidor na hora da escolha, os rótulos dos espumantes se destacam pelos selos estampados nas garrafas, com o tempo de maturação nas caves subterrâneas (12, 25 e 60 meses), indicações da safra e o tipo (Nature, Extra Brut, Brut e Demi-Sec). Entre os ícones do portfólio, estão: o Brut 130, elaborado em 2005 para comemorar os 130 anos da chegada da família Valduga no Brasil e que se tornou um dos espumantes ícones do país; e o Maria Valduga Brut Vintage, desenvolvido em homenagem à matriarca da família, considerado a joia do espumante brasileiro.

A expertise na elaboração dos vinhos também é um grande diferencial da vinícola. Os tintos de guarda amadurecem em barricas de carvalho francês e no final do período passam para a cave apropriada, adquirindo um fino bouquet e paladar com estrutura elegante. Destacam-se como tintos ícones: Villa Lobos Cabernet Sauvignon, elaborado minuciosamente com grãos selecionados a mão, este vinho compõe uma verdadeira sinfonia de aromas e sabores em homenagem ao célebre maestro; o Storia Merlot, único e de grande personalidade, proveniente dos melhores vinhedos do Vale dos Vinhedos, é elaborado apenas em safras excepcionais e possui tiragem limitada. Sua venda é realizada apenas por reserva, sua exclusividade é garantida por meio do certificado oficial com o número da garrafa e do lote, além da assinatura do sócio proprietário e enólogo João Valduga.

Os vinhos brancos repousam em tanques de aço inox durante curto período, para que mantenham os seus aromas primários e possam ser consumidos ainda jovens, preservando características perfeitas para serem apreciadas no clima tropical.  A exceção se aplica ao premiado Gran Chardonnay DO, que apresenta maior untuosidade devido a sua passagem por barricas de carvalho romeno, este vinho é proveniente da primeira Denominação de Origem de Vinhos do Brasil, a D.O Vale dos Vinhedos. 

A vinícola expandiu suas fronteiras e, atualmente, concentra sua produção em três regiões ao sul do Brasil: Serra Gaúcha, Campanha e Serra do Sudeste. Esses três terroirs dão origem a suas linhas de vinhos: Leopoldina, Raízes e Identidade, respectivamente. Além dessas regiões, possui projetos internacionais na Argentina, Chile, onde são elaborados vinhos especialmente para a linha Mundvs, com supervisão dos enólogos da Casa Valduga, que utilizam as variedades emblemáticas de cada região vitivinícola.

A vinícola foi responsável pelo primeiro Complexo Enoturístico no Brasil, criado com o objetivo de proporcionar aos visitantes uma experiência única no mundo do vinho. Por ano, o Complexo Enoturístico Casa Valduga recebe mais de 100 mil turistas todos os anos.

A Casa Valduga faz parte do grupo Famiglia Valduga, que engloba as empresas Domno, importadora de vinhos finos; Casa Madeira, produtora de sucos, geleias, molhos de pimenta, antepastos e creme balsâmico; Ponto Nero, elaboradora de espumantes jovens e modernos; Cervejaria Leopoldina, produtora de cervejas artesanais com base nas principais escolas cervejeiras mundiais e Vinotage Vinoterapia, que apresenta cosméticos elaborados à base de uvas finas com ativos sustentáveis.

Referências

  1. Anarovich, Alexandra. «Casa Valduga no Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves (RS)». www.cafeviagem.com. Consultado em 28 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]