Casa Verde (bairro de São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Casa Verde
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
Panoramic Casa Verde Night.jpg
Dia Oficial 21 de maio
Fundação 1913 (106 anos)
Imigração predominante Flag of Spain.svg Espanha  Inglaterra
 Itália Portugal Portugal
Distrito Casa Verde
Subprefeitura Casa Verde/Cachoeirinha
Região Administrativa Nordeste
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Casa Verde (bairro de São Paulo)

Casa Verde é um bairro do distrito de Casa Verde, na Zona Norte do município de São Paulo, no estado de São Paulo, no Brasil. Tradicional bairro de sambistas, é famoso por ser o bairro das escolas de samba Império de Casa Verde, Morro da Casa Verde e Unidos do Peruche. Foi fundado em 21 de maio de 1913. É um bairro residencial de classe média, repleto de avenidas bonitas e com muito lazer, por incluir o Santana Parque Shopping.

A Casa Verde possui fácil acesso ao Centro e à Zona Oeste da cidade através das pontes da Casa Verde e do Limão, além de fácil acesso ao Terminal Intermodal Palmeiras-Barra Funda.

História[editar | editar código-fonte]

O velho sítio da Casa Verde, que já fora propriedade do aclamado "rei" Amador Bueno (em 1641 pelos espanhóis residentes em São Paulo) e que posteriormente passa ser propriedade do militar José Arouche de Toledo Rendon, descendente de Amador Bueno. Foi nessa época pelo que consta em documentos do arquivo histórico do municipio que a região acaba por ser conhecida popularmente como "sítio das moças da casa verde" e sítio da casa verde. Em 1842 João Maxweel Rudge torna-se proprietário da área da margem direita do Tietê; seus herdeiros em 1913 lotearam a área onde pretendiam criar o bairro como "Vila Tietê".

O empreendimento é bem-sucedido. O nome, no entanto, não resiste a força popular das histórias do sítio das moças da Casa Verde. O desenvolvimento é lento só acelerado no ritmo que os benefícios chegam no bairro (a construção da ponte de madeira, chegada do bonde, a luz elétrica, a construção da igreja, o distrito de paz...). O bairro cresce, a cidade cresce. Hoje, uma megalópole.[1]

Por causa do Aeroporto Campo de Marte em Santana, até os anos 1980 eram poucos os prédios existentes no bairro. Após uma revisão do comando da Aeronáutica, houve uma liberação de uma parte da faixa proibida e a Casa Verde começou a se verticalizar.

No ano de 1927 foi criada a Paróquia de São João Evangelista da Casa Verde.[2]

Uma praça do bairro


Panorama da Casa Verde

Infraestrutura e Serviços[editar | editar código-fonte]

A Casa Verde conta com uma boa infraestrutura de transportes, possuindo amplas avenidas, das quais se destacam a Avenida Engenheiro Caetano Álvares e a Avenida Braz Leme.

Há também um grande número de residências, escolas públicas e particulares e variados serviços.

É vizinho de importantes bairros, como a Vila Baruel, Vila Bandeirantes, Jardim São Bento, Jardim das Laranjeiras, Barra Funda, Santana e Bom Retiro.

Tem, como principais instituições de ensino, as escolas particulares Colégio Augusto Ramos, Colégio Dr. Bernardino de Campos, Colégio Nova Visão, Colégio Novo Tempo e as escolas públicas Benedito Tolosa, EMEI Abelardo Galdino Pinto Piolin e EMEF Dona Angelina Maffei Vita.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Em 2013, o bairro serve de cenário à telenovela Sangue Bom, da Rede Globo.

Referências