Castelo de Avô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Castelo de Avô
Castelo de Avô - Portugal (12310722974).jpg
Porta do Castelo
Mapa de Portugal - Distritos plain.png <div style="position:absolute;top:Erro de expressão: Operador * inesperadopx; left:Erro de expressão: Operador * inesperadopx; width:3px; height:3px; background:#FF0000" title="Localização" onmouseover="width:5px;height:5px;">
Construção (antes de 412)
Estilo
Conservação Ruinas
Homologação
(IGESPAR)
N/D
Aberto ao público Sim

O Castelo de Avô localiza-se na freguesia e vila de mesmo nome, no concelho de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

O lugar de Avô e seus domínios foram doados pelo Conde D. Henrique ao bispo de Coimbra. A sua fortificação, entretanto, é atribuída ao reinado de D. Afonso Henriques (1112-1185).

A evolução histórica e arquitectónica do castelo requer maiores pesquisas. Em meados do século XIX a estrutura já estaria abandonada quando, em 1856, a sua cantaria foi reutilizada na construção da ponte de Ribeira de Moura. Posteriormente, particulares da região teriam prosseguido na utilização das antigas pedras, degradando inteiramente o monumento.

O conjunto dos panos de muralhas remanescentes no castelo, que compreende as ruínas da Ermida de São Miguel em seu perímetro, foi classificado como Imóvel de Interesse Público por Decreto publicado em 25 de Outubro de 1963.

Características[editar | editar código-fonte]

O castelo apresentava planta com formato irregular, em estilo gótico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]