Castro de Alvarelhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Castro de Alvarelhos
Localização atual
Coordenadas 41° 18' 3.35" N 8° 37' 5.74" O
País  Portugal


O Castro de Alvarelhos localiza-se na freguesia portuguesa de Alvarelhos, na serra de Santa Eufémia, concelho de Trofa, distrito do Porto. Está classificado pelo IGESPAR como Monumento Nacional desde 1910.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O Castro de Alvarelhos é um sítio arqueológico que teve várias épocas de ocupação, dos finais da Idade do Bronze à Idade Média, e delas guarda vestígios materiais e arquitectónicos. A sua localização na encosta voltada ao fértil vale aluvionar é sugestiva do carácter agro-pastoril das comunidades que o habitaram ao longo dos tempos. A ocupação deste local durante a Idade do Bronze está documentada por cerâmicas polidas e carenadas, machados em pedra polida e laminas em sílex, sendo por ora desconhecidos vestígios de construções coevos. Durante a Idade do Ferro aparece-nos designado como “castellvm madiae” -o castro dos madequisenses- povo indígena que aqui habitou documentadamente a partir do século II antes de Cristo.A proximidade da via romana, troço Cale-Bracara, documentada por um miliário encontrado na área do povoado, reforça a importância geo-estratégica deste núcleo urbano. Este longo percurso sob o domínio romano durou até aos finais do império, e foi o mais marcante para a configuração deste sítio arqueológico. A partir de meados do século V d.C. e talvez na sequência de um amplo incêndio, a população debandou, ou circunscreveu-se a espaços ainda não detectados pela Arqueologia, pelo que este núcleo urbano, enquanto tal, é definitivamente abandonado. As fases de ocupação seguintes são pontuais, reportando-se a uma pequena fortificação no Monte de S. Marçal, entre os séculos IX e XII, e uma igreja com cemitério, datavel entre meados dos séculos XII e XVI.

Castro de Alvarelhos - Campanha arqueológica

Visitas[editar | editar código-fonte]

O Castro possui um percurso interpretativo que complementa visitas autónomas. Marcação de visitas guiadas: 252400090 | patrimoniocultural@mun-trofa.pt

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MOREIRA,Álvaro de Brito, "Castellum Madiae. Formação e desenvolvimento de um “aglomerado urbano secundário” no ordenamento do

povoamento romano entre Leça e Ave". Tesis doctoral dirigida pelo Professor Doutor Caamaño Gesto. Universidade de Santiago de compostela. Faculdade de Geografia e História. Departamento de História I. Santiago de Compostela 2009.

  • SILVA, Armando Coelho Ferreira da, "A Cultura Castreja no Noroeste de Portugal"", Museu Arqueológico da Citânia de Sanfins, Paços de Ferreira, 1986.

Textos de apoio[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.