Catarina Amália, Princesa de Orange

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catarina Amália
Princesa de Orange
Catarina Amália em 2014
 
Casa Real Orange-Nassau
Amsberg (agnática)
Nome completo
Catarina Amália Beatriz Carmem Vitória
Nascimento 7 de dezembro de 2003 (12 anos)
Haia, Países Baixos
Pai Guilherme Alexandre dos Países Baixos
Mãe Máxima Zorreguieta Cerruti

Catarina Amália Beatriz Carmem Vitória (Haia, 7 de dezembro de 2003) é a filha mais velha do rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos e sua esposa, a rainha Máxima, sendo a herdeira aparente do Reino dos Países Baixos.

Nascimento[editar | editar código-fonte]

A princesa Catarina Amália nasceu no Hospital Brovono, em Haia, às 17h01 (horário local), em dia 7 de dezembro de 2003. Na ocasião, pesava 3,31kg e media 52 centímetros. O trabalho de parto demorou oito horas. Depois que seu nascimento foi anunciado, 101 tiros foram disparados em quatro lugares do Reino dos Países Baixos: Den Helder e Haia, na Holanda; Antilhas Holandesas, e Oranjestad em Aruba.

Batismo[editar | editar código-fonte]

Em 12 de junho de 2004, a princesa Catarina Amália foi batizada pelo reverendo Carel ter Linden, na Grande Igreja, em Haia.

Seus padrinhos foram: seu tio paterno, o príncipe Constatino, a princesa Vitória da Suécia, o vice-presidente do Conselho de Estado dos Países Baixos Herman Tjeenk Willink, amigo de sua mãe, Samantha Deane, seu tio Martín Zorreguieta, e amigo de seu pai, Marc ter Haar.

Educação e interesses[editar | editar código-fonte]

Em 10 de dezembro de 2007, começou a estudar na escola pública de Bloemcampschool, em Wassenaar. Esta é a mesma escola onde estudam suas irmãs mais novas, Alexia e Ariana.

Em 2015, a princesa iniciou o ensino secundário no Gymnasium Sorghvliet, em Haia, um dos melhores do país. [1] Este centro protestante público fica a cerca de 12 quilômetros do palácio de Eikenhorst, o que permite à princesa Amalia ir para a escola de bicicleta (escoltada por guarda-costas).[2]

A sua língua materna é o neerlandês. Além disso fala fluentemente inglês e espanhol.

Amália tem interesses também em esportes, como esqui e hóquei.

Aparições públicas[editar | editar código-fonte]

Apesar de todo cuidado da Casa Real para não expor em demasiado a Princesa Amália e suas irmãs, o que já rendeu processos judiciais à imprensa holandesa, [3] anualmente a família realiza uma ou outra sessão fotográfica oficial. [4] [5]

Amália, Alexia e Ariana também costumam participar de alguns eventos oficiais, como o Dia do Rei. [6]

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 7 de dezembro de 2003 - 30 de abril de 2013: Sua Alteza Real, princesa Catarina Amalia dos Países Baixos, Princesa de Orange-Nassau"
  • 30 de abril de 2013 - presente: Sua Alteza Real, a princesa de Orange, Princesa dos Países Baixos, Princesa de Orange Nassau.

Referências

  1. «Princesa Amalia vai mudar de colégio». Consultado em 2015-07-14. 
  2. Revista Sábado n.º 596 (1 de Outubro de 2015), O que aprendem as futuras Rainhas, pág. 102.
  3. «Reis da Holanda punem jornal de maior circulação do país». Consultado em 2015-07-14. 
  4. «Família real holandesa diverte-se na neve». Consultado em 2015-07-14. 
  5. «Reis da Holanda na praia com as filhas». Consultado em 2015-07-14. 
  6. «Amalia, Alexia e Ariane da Holanda protagonistas das comemorações do Dia do Rei». Consultado em 2015-07-14. 

Ancestrais[editar | editar código-fonte]


Precedida por:
Guilherme Alexandre
Coat of Arms of the children of Wilhelm-Alexander of the Netherlands.svg
Princesa de Orange

30 de abril de 2013 - presente
Sucedida por:
-
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catarina Amália, Princesa de Orange