Catarina Opalińska

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Catarina Opalińska
Retrato por Jean-Baptiste van Loo, 1727
Rainha Consorte da Polônia
e Grã-Duquesa Consorte da Lituânia
Reinado 4 de outubro de 1704
a 8 de agosto de 1709
Predecessora Cristiana Everadina de Brandemburgo-Bayreuth
Sucessora Cristiana Everadina de Brandemburgo-Bayreuth
2º Reinado 12 de setembro de 1733
a 27 de janeiro de 1736
Predecessora Cristiana Everadina de Brandemburgo-Bayreuth
Sucessora Maria Josefa da Áustria
 
Marido Estanislau I Leszczyński
Descendência Ana Leszczyńska
Maria Leszczyńska
Casa Opaliński (por nascimento)
Leszczyński (por casamento)
Nascimento 13 de outubro de 1680
  Poznań, Polônia
Morte 19 de março de 1747 (66 anos)
  Lunéville, França
Enterro Igreja de Notre-Dame-de-Bonsecours, Nancy, França
Pai João Carlos Opaliński
Mãe Sofia Czarnkowska
Religião Catolicismo

Catarina Opalińska (em polonês/polaco: Katarzyna Opalińska; Poznań, 13 de outubro de 1680Lunéville, 19 de março de 1747) foi Rainha consorte da Polónia em dois momentos (1705–1708 e 1733–1736) e Grã-Duquesa consorte da Lituânia através do seu casamento com Estanislau I Leszczyński, Rei da Polônia e Grão-Duque da Lituânia.

Primeiros anos e casamento[editar | editar código-fonte]

Catarina era a segunda filha do magnata João Carlos Opaliński e de Sofia Czarnkowska. Em 10 de maio de 1698, em Cracóvia, Catarina casou com Estanislau I Leszczyński, rei da Polônia e Grão-Duque da Lituânia e, posteriormente duque de Lorena. Em 1699, deu à luz a sua primeira filha Ana, e em 1703, à Maria, rainha da França, a futura esposa de Luís XV.

Rainha da Polônia[editar | editar código-fonte]

Gravura do rei Estanislau e sua família. Esquerda para direita: a mãe do rei, Ana Jabłonowska, sua primogênita, a princesa Ana, o rei, a rainha Catarina e sua filha mais nova, a princesa Maria, de Johan David Schwartz, 1709.
Catarina como Rainha da Polônia, por Ádám Mányoki.

Em 1704, seu marido tornou-se rei da Polônia quando Carlos XII da Suécia invadiu o país em 1704 e lhe deu o trono. Em 1709, seu marido foi deposto pelo exército sueco e perdeu vantagem militar na Polônia, e a família de Carlos XII lhes concedeu refúgio na cidade sueca de Kristianstad, na Escânia.[1]

Na Suécia, Estanislau e sua família foram recebidos pela rainha-viúva Edviges Leonor de Holsácia-Gottorp e tornaram-se muito populares entre a nobreza sueca. Em 1712, a família também visitou Medevi, o spa da rainha-viúva.[2] Em 1714, Carlos XII lhes deu permissão para morar na província sueca de Zweibrücken, na Alemanha, a família partiu amparada por uma generosa pensão, viveriam na Alemanha até a morte de Carlos XII em 1718.[3]

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Em 1725, quando a sua filha Maria foi escolhida para ser rainha de França, o que faria de Catarina sogra de Luís XV, Catarina e Estanislau residiram no Castelo de Chambord.[4] Catarina, como sua filha, a rainha Maria, mantiveram uma correspondência política com Margareta Gyllenstierna, que ela conhecera durante sua estadia na Suécia. Em 1737, seu marido foi nomeado duque de Lorena, o que fez Catarina duquesa consorte de Lorena.[5]

Quando sua sogra, esposa do rei destronado da Polônia, morreu em 1747, Luís XV ordenou uma cerimônia memorial em sua homenagem na Catedral de Notre-Dame de Paris.

Seu túmulo está na Igreja de Nôtre-Dame-de-Bonsecours, em Nancy, com seu marido e filha.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Do seu casamento com Estanislau I da Polônia teve duas filhas:

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lundh-Eriksson, Nanna (1947). Hedvig Eleonora (em sueco). [S.l.]: Wahlström & Widstrand 
  2. Lundh-Eriksson, Nanna (1947). Hedvig Eleonora (em sueco). [S.l.]: Wahlström & Widstrand 
  3. Lundh-Eriksson, Nanna (1947). Hedvig Eleonora (em sueco). [S.l.]: Wahlström & Widstrand 
  4. Renata Tyszczuk: The Story of an Architect King: Stanislas Leszczynski in Lorraine 1737-1766
  5. Norrhem, Svante (2007). Kvinnor vid maktens sida : 1632-1772. (Women alongside power: 1632-1772) Lund: Nordic Academic Press. Libris 10428618. ISBN 978-91-89116-91-7 (Swedish)
  6. Żychliński, Teodor (1882). Złota księga szlachty polskiéj: Rocznik IVty (em polaco). [S.l.]: Jarosław Leitgeber. p. 1. Consultado em 1 de agosto de 2018 


Precedido por
Cristiana Everadina de
Brandemburgo-Bayreuth
Rainha Consorte da Polônia
e Grã-duquesa Consorte da Lituânia

17041709
Sucedido por
Cristiana Everadina de
Brandemburgo-Bayreuth
Precedido por
Cristiana Everadina de
Brandemburgo-Bayreuth
Rainha Consorte da Polônia
e Grã-duquesa Consorte da Lituânia

17331736
Sucedido por
Maria Josefa da Áustria
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catarina Opalińska