Catedrais no México

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As catedrais de México são as sedes episcopais das dioceses do México. A construção de catedrais, assim como o próprio Catolicismo, são de origem europeia com grandes contrastes na arquitetura. Algumas delas mesclam variados estilos, o que concede um toque original da região onde se encontram. Os principais estilos identificados são:

As catedrais se têm feito desde que em 1521 se fundou a Nova Espanha, a partir desse então se tem construído cada vez mais elaboradas que o último como a Catedral de Yucatán que se considera a primeira catedral de México com um estilo Renacentista. Há bons exemplos do Barroco, e incluso do estilo próprio Mexicano, o Barroco novohispano. Com o Neoclássico tem reconstruído vários templos modificando sua estrutura original como a Catedral de Toluca e a maioria dos templos que inclui esse estilo. Finalmente algumas catedrais são construções recentes que tem una arquitetura moderna e que são igualmente interessantes. Sem lugar de duvida a Catedral Metropolitana da Cidade do México é a catedral que tem a maior mescla de estilos arquitetônicos, já que a única no mundo por ser um bom exemplo da arquitetura vice-reinal.

Contrastes Arquitetônicos[editar | editar código-fonte]

As catedrais com um contraste arquitetônico são:

A Catedral de Yucatán é um exemplo do Renacentista.
A Catedral de Toluca é um exemplo do Neoclássico.
A Catedral de Puebla é um exemplo do Herreriano.
A Catedral de Guadalajara é um exemplo do Plateresco.
Templo de Santa Prisca de Taxco es um exemplo do Churrigueresco.
Catedral do Senhor de Tabasco é um exemplo do Barroco.
A Catedral de Tuxtla Gutiérrez é um exemplo de arquitetura moderna.

Predefinição:Catedrais católicas do México