Catedral de Santo Estêvão (Escodra)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Catedral de Santo Estêvão
Início da construção 1858
Fim da construção 1867
Inauguração 1865
Diocese Arquidiocese de Shkodër-Pult
Sacerdote Angelo Massafra, O.F.M.
Geografia
País  Albânia
Cidade Escodra

A Catedral de Santo Estêvão (em albanês: Katedralja e Shen Shtjefnit Protomartir) é uma catedral católica da Albânia, localizada na cidade de Escodra, e sede episcopal da Arquidiocese de Escodra-Pult. Sua inauguração ocorreu em 1865. Também é conhecida como Grande Igreja (em albanês: Kisha e Madhe)[1].

Antecedentes históricos[editar | editar código-fonte]

A história da Catedral tem origens antigas. O governo otomano não impediu a construção de igrejas para as necessidades dos crentes, porque a liberdade de religião foi sempre garantida pelo sultão Maomé II. Em 7 de abril de 1858, com uma cerimônia oficial, a cruz foi colocada onde hoje é o altar-mor. A cerimônia de fundação foi assistida por muitas personalidades, incluindo Abdi Pashe Cekrezi, governador e comandante de Escodra, que nesta ocasião ele leu a carta do Sultão. Para a construção da catedral, o sultão havia enviado como um presente de 700 liras turca em ouro, e até mesmo o Papa Pio IX doou 1.000 coroas em 1867 e proclamou a catedral como sendo metropolitana.[2]

O altar-mor da catedral

A catedral foi fechada ao culto em 1967, e transformada em um complexo esportivo pelo regime comunista ateu, voltando a ser um templo religioso apenas na década de 90. Em 1993, recebeu a visita do Papa João Paulo II, que passou pela Albânia.[3]

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Fachada principal

A Catedral de Santo Estêvão é atribuída ao estilo historicista. Há três naves laterais, uma central e um coro. A catedral tem cerca de 74 metros de comprimento, 50 metros de largura e 23 metros de altura.[4] Com espaço para 4.000 pessoas sentadas e mais 7.000 em pé. Está entre as maiores igrejas da Península Balcânica.[1] [5]

Referências

  1. a b Markus W. E. Peters (2001). «Die Erzbischöfliche Stephanskathedrale zu Shkodra». In: Walter Raunig. Katholische Kirchenbauten in Albanien vom Mittelalter bis zur Gegenwart. Albanien – Reichtum und Vielfalt alter Kultur. München: Staatliches Museum für Völkerkunde. p. 90-99. ISBN 3-9807561-2-2 
  2. História da Catedral a partir do site da Arquidiocese
  3. A Catedral da shkoder.net
  4. Kolec Traboini (1999). «Katedralja e Shkodrës» (em albanês). Consultado em 28 de setembro de 2012 
  5. James Pettifer (2001). Albania & Kosovo – Blue Guide. London: A & C Black. ISBN 0-7136-5016-8 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Catedral de Santo Estêvão (Escodra)

Ver também[editar | editar código-fonte]