Catherine Deshayes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
La Voisin, estampa do Século XVII.

Catherine Deshayes, dita La Voisin (Paris, c. 1640Paris, 26 de fevereiro de 1680), foi uma suposta feiticeira francesa, famosa por ser um dos personagens principais do famoso "Caso dos Venenos".

Quiromante, aborteira e promotora de Missas Negras, envolveu-se no "Caso dos Venenos", possivelmente agindo por influência de Madame de Montespan, antiga amante oficial (maîtresse-en-titre) de Luís XIV de França. Através do uso de sortilégios, Madame de Montespan pretendia recuperar os favores do rei, que passara a preferir Mademoiselle de Fontanges.

Julgada juntamente com 36 cúmplices, Catherine Deshayes foi condenada à morte e queimada na Praça de Grève em 22 de Fevereiro de 1680. Quanto a Madame de Montespan, esta não foi molestada, graças à proteção do rei, e continuou a frequentar a Corte, apesar de cair em desgraça.

Documentos[editar | editar código-fonte]

  • Extratos de uma carta de Madame de Sévigné a sua filha, datada de sexta-feira, 23 de Fevereiro de 1680 :
Vou lhe falar apenas de Madame Voisin ; não foi na quarta-feira, como havia lhe dito, que ela foi queimada, foi somente ontem. Ela sabia de sua sentença desde segunda-feira, coisa bastante extraordinária. De noite ela disse a seus guardas : « O que ? Nós não vamos fazer "médianoche" ? » Ela comeu com eles à meia-noite, por capricho, já que não era dia magro ; ela bebeu bastante vinho, cantou vinte canções sobre bebida » .


(...) às cinco horas, eles amarraram suas mãos ; e, com uma tocha nas mãos, ela apareceu sobre a carroça, vestida de branco : é uma espécie de hábito para ser queimada. Ela estava bastante corada e podia-se notar que afastava o confessor e o crucifixo com violência. Em Notre Dame, não quis pronunciar a amende honorable[1] e, em frente ao Hôtel-de-Ville, debateu-se o quanto pode para sair da carroça : foi puxada com força, colocada sobre a fogueira, sentada e ligada com ferro. Cobriram-na de palha. Ela vociferou bastante. Afastou a palha cinco ou seis vezes; mas, por fim, o fogo aumentou e ela foi perdida de vista e suas cinzas voam pelo ar agora. Esta foi a morte de Madame Voisin, célebre por seus crimes e impiedades.


Referências

  1. Pena infamante que, sob o Ancien Régime, consistia em obrigar o condenado a reconhecer publicamente o seu crime e pedir perdão.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.