Cattleya tenebrosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCattleya tenebrosa
Cattleya tenebrosa 'Walton Grange' FCC RHS BC JOS (Rolfe) A.A.Chadwick, Classic Cattleyas 157 (2006) (50000198112).jpg
Classificação científica
Superdomínio: Biota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Euphyllophyta
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Epidendreae
Género: Cattleya
Espécie: Cattleya tenebrosa

Cattleya tenebrosa é uma espécie de planta do gênero Cattleya e da família Orchidaceae. [1] Pertence a Cattleya série Cattleyodes. Esta espécie é estreitamente relacionada a Cattleya purpurata, porém ocorre no Espírito Santo, enquanto a distribuição dessa ultima espécie termina no litoral norte de São Paulo. As partes vegetativas são ligeiramente mais esguias que C. purpurata, e as folhas um pouco mais estreitas. Embora a morfologia floral seja similar, as cores são muito diferentes, já que as pétalas e sépalas tem tonalidades variadas entre marrom escuro e claro, às vezes levemente esverdeadas, enquanto em C. purpurata normalmente são brancas, ou em alguns casos rosa. O labelo de C. tenebrosa é de um rosa claro venulado que transiciona para um rosa escura púrpura no centro, e depois para uma zona esbranquiçada com delicadas veias púrpura na base, e esse padrão se repete para os lobos laterais, que são pouco distintos. Floresce no final da primavera e início do verão, geralmente em dezembro, na mesma época que as populações mais tardias de C. purpurata.[1]

Está ameaçada de extinção.[2]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A espécie foi descrita em 2006 por Arthur A. Chadwick. [3] Os seguintes sinônimos já foram catalogados: [1]

  • Laelia grandis tenebrosa Gower
  • Cattleya tenebrosa marfield (Rolfe) K.A.Roberts
  • Cattleya tenebrosa pittiana (O'Brien) K.A.Roberts
  • Laelia tenebrosa marfield Rolfe
  • Laelia tenebrosa pittiana O'Brien
  • Brasilaelia tenebrosa (Gower) Campacci
  • Chironiella tenebrosa (Gower) Braem
  • Hadrolaelia tenebrosa (Gower) Chiron & V.P.Castro
  • Laelia tenebrosa (Gower) Rolfe
  • Sophronitis tenebrosa (Gower) Van den Berg & M.W.Chase

Ao propor a nova combinação em Cattleya, A. Chadwick citou um basiônimo posterior, porém o nome Laelia grandis tenebrosa já havia sido validamente publicado por Gower em The Garden (1891), sendo esse o basiônimo correto. Apesar disso a combinação é válida, sendo tratada apenas com um erro de correção bibliográfica segundo o Art. 41.8 (a) do Código Internacional de Nomenclatura. Para complicar mais os erros, Govaerts no WCSPF, cita o autor desse basiônimo erroneamente como Rolfe, porém está claramente assinada por Gower. Várias outras combinações da literatura também atribuíram erroneamente o mesmo basiônimo (Brasilaelia, Chironiella, Hadrolaelia). [1]

Forma de vida[editar | editar código-fonte]

É uma espécie epífita e herbácea. [1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Caule[1]
planta rizomatosa
número de entrenós do rizoma 3
Folha[1]
número 1
forma oblongo lanceolada
Inflorescência[1]
inflorescência em pseudobulbo diferenciado sem folha não
bráctea - espatáceo simples
número de flor 1/2/3/4
Flor[1]
cor da pétala e sépala verde amarelado/castanho/acastanhado/ocre
forma do labelo levemente trilobado
cor do lobo mediano do labelo rosa claro/com o centro mais escuro/com a base branca com veia vinácea/com veia purpúrea
cor dos lobos laterais do labelo rosa escuro/com à base e face interna esbranquiçado/com parte terminal mais clara/com veia purpúrea

Conservação[editar | editar código-fonte]

A espécie faz parte da Lista Vermelha das espécies ameaçadas do estado do Espírito Santo, no sudeste do Brasil. A lista foi publicada em 13 de junho de 2005 por intermédio do decreto estadual nº 1.499-R. [4]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie é encontrada nos estados brasileiros de Bahia e Espírito Santo.[1] A espécie é encontrada no domínio fitogeográfico de Mata Atlântica, em regiões com vegetação de floresta ombrófila pluvial.[1]

Notas[editar | editar código-fonte]

Contém texto em CC-BY-SA 4.0 de van den Berg, C. Cattleya in Flora e Funga do Brasil. [1]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l «Cattleya tenebrosa (Gower) A.A.Chadwick». floradobrasil2020.jbrj.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2022 
  2. Suzuki, Rogério Mamoru; Moreira, Vania Carolina; Nakabashi, Myna; Ferreira, Wagner de Melo (2009). «Estudo da germinação e crescimento in vitro de Hadrolaelia tenebrosa (Rolfe) Chiron & V.P. Castro (Orchidaceae), uma espécie da flora brasileira ameaçada de extinção». Hoehnea: 657–666. ISSN 0073-2877. doi:10.1590/S2236-89062009000400006. Consultado em 26 de setembro de 2022 
  3. «Cattleya tenebrosa». www.gbif.org (em inglês). Consultado em 18 de abril de 2022 
  4. «IEMA - Espécies Ameaçadas». iema.es.gov.br. Consultado em 12 de abril de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.