Cauê Macris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cauê Macris
Macris como governador em exercício, em 2019.
Presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo
Período 15 de março de 2017
até a atualidade
Antecessor Fernando Capez
Deputado Estadual de São Paulo
Período 15 de março de 2011
até a atualidade
Vereador de Americana
Período 1º de janeiro de 2005
até 15 de março de 2011
Dados pessoais
Nascimento 8 de abril de 1983 (36 anos)
Americana, São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Pai: Vanderlei Macris
Partido PSDB (1999–presente)
Profissão político
Website Sítio oficial

Cauê Macris (Americana, 8 de abril de 1983) é um político brasileiro, filiado ao PSDB.[1] Iniciou carreira política aos 21 anos como o 8º vereador mais votado em sua cidade natal. Reeleito para um segundo mandato, foi alçado à presidência da Câmara do município para o biênio 2010/2011. Como vereador, foi de sua autoria a primeira lei no Brasil a proibir uso de tabaco em locais de uso coletivo.

Em 2010, foi eleito deputado estadual para a 17ª legislatura (2011-2015)[2] com mais de 66 mil votos e apresentou o projeto de lei, aperfeiçoado pelo então governador Geraldo Alckmin, que pune com multa e até fechamento os estabelecimentos que comercializarem bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes. Pioneira no país, a lei é válida em todo estado de São Paulo.

Ainda em 2014, foi o mais jovem líder do PSDB no parlamento. No ano seguinte, após reeleição ao legislativo com mais de 120 mil votos, foi convidado para ser líder do governo na Assembleia Legislativa pelo então governador Geraldo Alckmin.

Posse como Governador em exercício.

Aos 33 anos chegou ao posto de presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, eleito para o biênio 2017/2019 com 88 dos 94 votos da casa.[3]

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo, em 6 de junho de 2017, defendeu a saída do PSDB do governo Michel Temer.[4]

Em 15 de março de 2019, foi reeleito presidente da Alesp, recebendo 70 votos, contra 16 de sua principal adversária, Janaina Paschoal (PSL), conseguindo angariar votos até mesmo do PT, rival histórico do seu partido.[5][6]

Em setembro de 2019 assumiu interinamente o governo do estado de São Paulo por 5 dias devido a viagem ao exterior do titular e do vice.[7]

Desempenho em eleições[editar | editar código-fonte]

Ano Eleição Coligação Partido Candidato a Votos Votos em Americana Resultado
2004 Municipal de Americana PRTB, PSDB PSDB Vereador 1.932 (8º) Eleito[8]
2008 Municipal de Americana PSDB, PT do B PSDB Vereador 3.745 (2º) Eleito[8]
2010 Estadual de São Paulo DEM, PSDB PSDB Deputado Estadual 66.712 (91º) 23.303 (2º) Eleito[8]
2014 Estadual de São Paulo PSDB, DEM, PPS, PRB PSDB Deputado Estadual 121.700 (27º) 22.126 (2º) Eleito[8]
2018 Estadual de São Paulo PSDB, PSD, DEM, PP, PRB PSDB Deputado Estadual 114.690 (21º) 12.621 (3º) Eleito[9]

Referências

Precedido por
Fernando Capez
Presidente da ALESP
2017–presente
Sucedido por