Cavalcante (Goiás)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades contendo este nome, veja Cavalcante.
Cavalcante
  Município do Brasil  
Cachoeira de Santa Bárbara
Cachoeira de Santa Bárbara
Hino
Apelido(s) "Cavalca"
Gentílico cavalcantense
Localização
Localização de Cavalcante em Goiás
Localização de Cavalcante em Goiás
Cavalcante está localizado em: Brasil
Cavalcante
Localização de Cavalcante no Brasil
Mapa de Cavalcante
Coordenadas 13° 47' 52" S 47° 27' 28" O
País Brasil
Unidade federativa Goiás
Distância até a capital 500 km
História
Fundação 11 de novembro de 1831 (188 anos)
Aniversário 11 de novembro
Administração
Prefeito(a) Josemar Saraiva Freire (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 6 953,646 km²
População total (Censo IBGE/2018[2]) 9 693 hab.
Densidade 1,39 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 800 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,584 baixo
PIB (IBGE/2016[4]) R$ 248 054,02 mil
PIB per capita (IBGE/2016[4]) R$ 25 303,89

Cavalcante é um município brasileiro do Estado de Goiás, localizado ao norte da Chapada dos Veadeiros,[5]a cerca de 500 km da capital estadual, Goiânia, e a 320 km da capital federal, Brasília.

História[editar | editar código-fonte]

Cavalcante surge no mesmo período que o estado de Goiás, por volta de 1736 descoberto quando Bartolomeu Bueno da Silva (O Anhanguera) explorava a área em busca minas de ouro e indígenas com o objetivo de formar a capitania de Goyaz. Atrás deste intento, desloca-se em direção a região de Meia Ponte (Pirenópolis) e de Vila Boa (Cidade de Goiás) voltando para São Paulo, Anhanguera se separa de seu filho Bartolomeu Bueno da Silva Filho (O Anhanguera Filho) na época possuindo por volta de 12 anos de idade, a fim de cobrir uma área maior; quando o Anhanguera Filho volta pelo mesmo caminho a procura das novas minas chegando na região do rio Tocantins resolve subir sentido a Chapada dos Veadeiros, onde descobriu uma grande quantidade de minas de ouro, e formou a Capitânia de Goyaz. Logos após a descoberta o deu inicio a diversas incursões de pessoas dos mais diversos lugares em busca das minas de ouro à margem do córrego Lava pés, no qual a primeira incursão que se tem registro ocorre 1736, pelo garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros de foma que o povoação, futuro município recebe o nome Calvante em homenagem ao fundador do mesmo.

Em 1740, foi fundado oficialmente o arraial de Cavalcante, pelo bandeirante Diogo Teles Cavalcante e Domingos Pires do Prado, em presença do Governador da Capitania de São Paulo, D. Luiz de Mascarenhas. No ano de 1794, ocorre a decadência do metal precioso no arraial de São Félix, e a população se volta ao investimento na agricultura e pecuária e destacando-se como maior exportador de farinha de trigo para os EUA devido as condições favoráveis e no qual ao longo das décadas deixa de cobrir toda parte do nordeste goiano e passa por diversas subdivisões do território através de leis estaduais e municipais.[6]

O município[editar | editar código-fonte]

Abriga uma parte da comunidade Kalunga,[7] dentro do Sítio Histório e Patrimônio Cultural Kalunga, principalmente no Povoado Engenho e no Vão do Moleque. Sua população estimada em 2004 estima-se em 9.660 habitantes e abrangendo 6 953,7 km² e possuindo densidade demográfica igual de 1,4 habitantes por km².[8] Dentre suas atrações turísticas destacam-se várias cachoeiras, como as do Rio Prata, de Santa Bárbara, da Capivara, e as várias cachoeiras da fazenda Veredas e da Ponte de Pedra. Apesar de não possuir ainda um acesso em seu território, Cavalcante também abriga cerca de 60% da área total do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.[9]

Sua origem remonta a 1736, quando o garimpeiro Julião Cavalcante e seus companheiros chegaram a região em busca de novas minas de ouro. A notícia da descoberta de imensa mina de ouro de grande profundidade à margem do córrego Lava Pés, na serra da Cavalhada, atraiu numerosos aventureiros dos mais distantes rincões, iniciando-se o povoado com o nome de Cavalcante, em homenagem ao fundador e colonizador.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  2. «Estimativas da População Residente no Brasil e Unidades da Federação com data referência em 1º de Julho de 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2018. Consultado em 5 de março de 2019 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 4 de março de 2019 
  5. Chapada dos Veadeiros, GO: como chegar, quando ir e o que visitar. G1, 18 de julho de 2015.
  6. História [do município de Cavalcante]. Cavalcante. Prefeitura de Cavalcante. disponível em:<https://www.cavalcante.go.gov.br/>.Acesso em: 02 dez. 2018.
  7. Enchente destrói casas e desabriga famílias kalungas em Cavalcante, GO. G1, 3 de fevereiro de 2016.
  8. Muicípio de Cavalcante. Cidade-Brasil. 2016. Disponível em: <https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-cavalcante.html>. Acesso em: 02 dez. 2018.
  9. Incêndio atinge 11 mil hectares do Parque da Chapada dos Veadeiros. G1, 13 de novembro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.