Cavalhadas de Pirenópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Cavalhadas de Pirenópolis são uma atração turístico-cultural de Pirenópolis, município do estado de Goiás. A encenação é apresentada após a Festa do Divino Espírito Santo, quando dois exércitos contendo doze cavaleiros cada, durante três dias, se apresentam para um público de milhares de pessoas.[1][2]

Reconhecida como uma das mais significativas cavalhadas do Brasil, esta festa virou símbolo e modelo para outras cidades. A pompa, a garbosidade e a seriedade desta manifestação envolve toda a população que espera ansiosamente por este momento.

A tradição foi introduzida em Pirenópolis em 1826 pelo padre Manuel Amâncio da Luz, como um espetáculo chamado de "O Batalhão de Carlos Magno".[1] Pirenópolis manteve forte esta tradição, uma vez que os primeiros colonizadores desta antiga cidade mineradora eram, em sua maioria, portugueses oriundos do norte de Portugal, local onde mais se resistiu à invasão moura. Porém, o que mais motiva a população de Pirenópolis a manter viva a "rixa" entre muçulmanos e cristão é a beleza do espetáculo e o prazer pela montaria.

No Brasil esta representação dramática foi introduzida, sob autorização da Coroa, pelos jesuítas, com o objetivo de catequizar os gentios e escravos africanos, mostrando nisto o poder da fé cristã.

Referências