Caxinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Caxinas é uma cidade que faz fronteira com a cidade de Póvoa de Varzim. Núcleo piscatório carregado de tradições, tem um médio areal.

E uma cidade portuguesa na Região Norte e sub-região do Grande Porto situada numa planície costeira arenosa, a meio caminho entre o Rio Ave com 28.320 habitantes no seu perímetro urbano. É a sétima maior aglomeração urbana em Portugal e a terceira do Norte. É um dos pólos urbanos do Norte de Portugal e centralidade dos concelhos vizinhos de Povoa de Varzim.

As primeiras populações fixaram-se no seu território entre quatro a seis mil anos atrás. Por volta de 900 a.C., a instabilidade na região levou à fundação de uma Vila, Vila do Farol que desenvolveu rotas de comércio marítimo com as civilizações da antiguidade clássica. A Caxina moderna emergiu depois da conquista da cidade pela República Romana por volta de 138 a.C., a pesca e unidades de processamento de peixe desenvolveram-se pouco depois, constituindo as bases da economia local. A importância da Caxinas reemergiu com a Época dos Descobrimentos devido à competência e riqueza dos seus construtores navais e navegantes, que negociavam à volta do mundo em rotas comerciais complexas. Pelo século XVII, a indústria de transformação de pescado tomou novo alento e, algum tempo mais tarde, a caxinas tornou-se no porto pesqueiro dominante no Norte de Portugal.

A cidade das Caxinas é uma reconhecida praia balnear desde há três séculos. É uma das poucas zonas de jogo legal em Portugal e possui industrias têxtil e alimentar significativas. A cidade mantém uma identidade cultural própria, uma cozinha piscatória rica e tradições antigas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em conjunto com Poça da Barca, lugar vizinho com a mesma identidade, Caxinas possuiu 1,3 km² e no censo de 1991 já habitavam no lugar 9 752 pessoas, com uma densidade populacional bastante elevada de 7388 hab/km², contra 3000 no restante da freguesia. A paróquia das Caxinas é a maior do concelho de Vila do Conde, sendo que os lugares de Poça da Barca, Portas Fronhas, Casal do Monte, Alto de Pêga e Regufe(São Brás) pertencem à dita paróquia. Predominam entre a população as actividades ligadas à pesca quer directamente na actividade piscatória quer nas industrias derivadas (conserveira e congelados). No entanto, isso tem vindo a mudar, pois há já uma boa parte da população dedicada a outras áreas.

Uma parte muito significativa da população das Caxinas é composta por pescadores originários da Póvoa de Varzim que se fixaram, inicialmente, em Poça da Barca e que se cresceram para o lugar das Caxinas na segunda metade do século XIX, e em especial no século XX, e eram maioritariamente pescadores pobres. Até recentemente, o lugar era constituído por dunas e pequenos campos agrícolas e a sua única via asfaltada era apenas para a Póvoa.

Actualmente, é uma zona bastante desenvolvida, não havendo distinção com as zonas envolventes, entre elas o restante da freguesia e Póvoa de Varzim. É servida por uma rede de transportes locais, mas também por uma rede mais alargada, figurando diversas linhas de autocarro e a linha B do metro do Porto.

Elevação a freguesia[editar | editar código-fonte]

Dadas as diferenças significativas, de movimento demográfico e cultural, com o centro da cidade, existe há muito a ideia da criação de uma freguesia para as Caxinas e Poça da Barca, surgindo movimentos com esse propósito. Em 2005, a CDU de Vila do Conde propôs a criação da freguesia.[1] Em 2009, o partido comprometeu-se a relançar a ideia. Durante uma visita de Francisco Louçã, uma comissão de utentes entregou-lhe a "Proposta de elevação das Localidades de Caxinas/Poça de Barca a freguesia", para obter também o apoio do Bloco de Esquerda. Apesar disso, popularmente, o lugar já é visto como freguesia.

Paróquia[editar | editar código-fonte]

O lugar é famoso pela chamada Igreja do Barco, Igreja Paroquial das Caxinas e Poça da Barca, devido à forma em barco. O nome oficial do templo é Igreja Paroquial do Nosso Senhor dos Navegantes, sendo a demonstração da grande fé e religiosidade dos caxineiros.

A paróquia foi fundada em 1944 por desanexação da paróquia de Vila do Conde. A paróquia das Caxinas é a maior do concelho de Vila do Conde, sendo que os lugares de Poça da Barca, Portas Fronhas, Casal do Monte, Alto de Pêga e Regufe (São Brás) pertencem à dita paróquia.

Personalidades célebres[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.amigosdomindelo.pt/democracia/autarquicas2005.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre Lugares e Bairros, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.