CeDeCe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde setembro de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

CeDeCe - Companhia de Dança Contemporânea [1] é uma companhia de reportório, fundada em Abril de 1992 e dirigida artisticamente por Maria Bessa e António Rodrigues desde a sua fundação em Setúbal. O seu dia a dia de trabalho realiza-se em Alcobaça, no Celeiro do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça.

Em Junho de 2003, a CeDeCe saiu de Setúbal cidade em litígio com a autarquia local, instalando-se provisoriamente no Centro de Dança de Oeiras. Em 2004, assinou um protocolo assinado com o Instituto das Artes e com as câmaras municipais de Alcobaça e Óbidos, localidades onde a companhia passaria a dispor de espaços (Celeiro do Mosteiro de Alcobaça e Casa de Santiago) para desenvolver o seu trabalho.[2][3]

A assinar o seu vasto reportório da CeDeCe destacam-se Gagik Ismailian, V. Wellenkamp, O. Roriz, J. Heckman, M. Haim, D. Sing Buller, G. Smith e A. Rodrigues. Destaca ainda coreografias sobre temas que lhe foram encomendados - Dançar Zeca Afonso (Lisboa 94/A. Rodrigues) e A Sibila sobre o conhecido romance de A. Bessa-Luis (Acarte 98/A. Rodrigues), bem como a Cidade Perdida e Mecânica de G. Ismailian entre muitas outras obras deste coreógrafo.

A Companhia de Dança de Setúbal recebeu o Prémio Bordalo 1996, na categoria Bailado, entregue pela Casa da Imprensa em 1997.[4]

Em 2007 a CeDeCe cria o "Exchange Festival-1 Festival Internacional de Dança de Alcobaça" que repete em 2008.

Deste intercâmbio nasce a colaboração com a Companhia Nacional da Croácia (Rijeka) apresentando uma co-produção, Ancient Times Today, com coreografias de L. Sousa e Stasa Zurovac.

A CeDeCe prefez 18 anos de actividade contínua em Abril de 2010, contando no currículo espectáculos um pouco por todo o país e ainda na Alemanha, Inglaterra, Suíça, Escócia, Irlanda, Macau, Itália, Brasil, Espanha ou Croácia.

Referências

  1. "CeDeCe" tem algumas variantes como CêDêCê, CeDeCe, cedece ou CDC.
  2. Agência Lusa (26 de abril de 2004). «Companhia de Dança Contemporânea comemora doze anos nas novas instalações». Público. Consultado em 22 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2017 
  3. Mário Lopes (12 de Abril de 2004). «CeDeCe instala-se no Mosteiro de Alcobaça». Tinta Fresca. Consultado em 22 de setembro de 2017 
  4. «Prémios Bordalo». Sindicato dos Jornalistas. 22 de janeiro de 2002. Consultado em 22 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]