Cecília Dassi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cecília Dassi
Nome completo Cecília Dassi
Nascimento 6 de dezembro de 1989 (26 anos)
Esteio
 Rio Grande do Sul
Residência São Paulo
Nacionalidade  brasileira
Cônjuge Bruno Torelly (2006–presente)
Ocupação
Página oficial
Site oficial

Cecília Dassi (Esteio, 6 de dezembro de 1989) é uma psicóloga brasileira.[1] Ficou conhecida nacionalmente como atriz ainda quando criança, estreando em 1996 e trabalhando durante 17 anos em diversos papeis na Rede Globo. Em 2013 anunciou seu retiramento da atuação para dedicar-se à carreira na psicologia.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha dos advogados Elenara e Higídio, Cecília nasceu em Esteio, cidade metropolitana da capital do Rio Grande do Sul, e sua vontade de ser atriz surgiu ainda na infância, aos quatro anos, quando imitava coreografias de apresentadoras infantis e decorava textos de comerciais. Foi então que sua mãe a levou para uma agência, onde vieram os primeiros comerciais e fotos de publicidade, dando início à sua carreira artística.[3][4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi em 1996, aos seis anos, que Cecília fez sua estréia na teledramaturgia, quando chamada para participar do episódio Parece Que Foi Ontem na série A Comédia da Vida Privada. Naquele mesmo ano, foi convidada a participar como protagonista do programa interativo Você Decide, no episódio Um Mundo Cão. Aos sete anos, em (1997), já tendo feito 47 comerciais,[4] Cecília deixou sua cidade natal para morar no Rio de Janeiro[5] onde, logo em seguida, fez a sua primeira telenovela, interpretando Sandrinha em Por Amor, de Manoel Carlos - papel este que lhe rendeu quatro prêmios e uma indicação, dentre os quais, o destaque de revelação do ano outorgado pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Em 1999, aos nove anos, interpretou Patrícia em Suave Veneno, de Aguinaldo Silva. E, desde então, não parou: fez o papel de Gute no quadro Irmãos em Ação em Bambuluá (2000), Zoé em A Padroeira (2001) e, em 2002, sua primeira minissérie, O Quinto dos Infernos, de Carlos Lombardi, em que deu vida a princesa Maria da Glória - uma sequência de trabalhos em que a atriz foi se consolidando. Ainda em 2002, aos 13 anos, participou de O Beijo do Vampiro, de Antonio Calmon, como Beatriz, personagem que lhe rendeu mais um prêmio de melhor atriz pela revista Contigo!.

No ano de 2004, já com 15 anos, obteve experiência como apresentadora à frente do programa de entretenimento infanto-juvenil TV Globinho, o qual apresentou até o ano seguinte, quando saiu para interpretar Mirella em Alma Gêmea, de Walcyr Carrasco, onde evoluiu profissionalmente.[6] Em 2007, despontou como a adolescente Estela de Sete Pecados, de Walcyr Carrasco. No ano seguinte, mostrou ao público que cresceu ao viver a jovem Natália em Três Irmãs, de Antonio Calmon, personagem que engravida na adolescência e se vê obrigada a casar-se. No mesmo ano, Cecília foi convidada pelo diretor Jorge Fernando a dar vida à adolescente rebelde Bebel no longa A Guerra dos Rocha, pela 20th Century Fox, iniciando então sua carreira cinematográfica. Em sua última novela ela viveu a sedutora Clarisse de Viver a Vida, garota que namora um homem bem mais velho que ela. Em 2012 interpretou Nazinha no filme Gonzaga - De Pai pra Filho, em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga.

Em 2013 Cecília anuncia seu retiramento da carreira de atriz logo após se formar em Psicologia.[7] Atualmente ela possui sua própria clínica, além de trabalhar como psicóloga de atores-mirins nos primeiros anos de carreira, ajudando-os a lidar com a acessão à fama sem traumas pessoais.[8][9]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 2006 começou a namorar o jornalista Bruno Torelly, com quem se tornou noiva em 2012.[10] Em 2007 Cecília começou a cursar Psicologia na Universidade Estácio de Sá (UNESA), no Rio de Janeiro.[11] Em 2009 teve que trancar o curso para se dedicar à novela Viver a Vida.[12] Em 2011 retornou à faculdade para finalizar os últimos anos de curso, formando-se em 2013.[13][14]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Personagem Nota
1996 A Comédia da Vida Privada Marcela Episódio: "Parece Que Foi Ontem" (Temporada 2, episódio 8)
1996 Você Decide Katia Episódio: "Um Mundo Cão" (Temporada 5, episódio 35)
1997 Por Amor Sandra Gonzaga Greco (Sandrinha)
1999 Suave Veneno Patrícia Cerqueira Figueira (Patty)
2000–01 Bambuluá Gute
2001 A Padroeira Zoé
2002 O Quinto dos Infernos Princesa Maria da Glória
2002 O Beijo do Vampiro Beatriz (Bia)
2004–05 TV Globinho Apresentadora
2005 Alma Gêmea Mirella de Médici Siqueira
2007 Sete Pecados Estela Alves Verona
2008 Três Irmãs Natália Malatesta
2009 Viver a Vida Clarisse Trindade de Araújo Rocha
2010 A Vida Alheia Laís Episódio: "Porque Temos Fé" (Temporada 1, episódio 9)
Cinema
Ano Título Personagem
2008 A Guerra dos Rocha Bebel
2012 Gonzaga - de Pai pra Filho Nazinha

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Nota
2003 Branca de Neve[15] Branca de Neve
2004 Com Brinquedo Só Se Brinca[16] Dina
2012 Filha, Mãe, Avó e Puta[17] nenhum Como assistente de direção[17]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado Ref.
1997 Troféu Imprensa Revelação do ano Por Amor Indicado [18]
Prêmio FestNatal Melhor atriz revelação Venceu [19]
Prêmio Master Melhor atriz revelação [19]
Troféu APCA Melhor revelação [20]
1998 Prêmio Contigo! Melhor atriz infantil [21]
2003 Melhor atriz infantil O Beijo do Vampiro [22]
2006 Melhor atriz infantil Alma Gêmea Indicado [23]

Referências

  1. «Cecília Dassi virou psicóloga e não pensa em voltar à TV». O Fuxico. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  2. «Cecília Dassi, ex-atriz mirim de 'Por amor', abandona a TV para virar psicóloga». RedeTV. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  3. Roberta Brasil (26 de Janeiro de 2003). «Menina precoce» Correio Braziliense [S.l.] Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  4. a b Camilo Vannuchi, Rita Moraes; Greice Rodrigues, Vivian Lemos (5 de Fevereiro de 2003). «Como ter o dom» ISTOÉ Online [S.l.] Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  5. Acyr Méra Júnior (18 de Novembro de 2007). «Cecília Dassi conquista a maioridade» EGO [S.l.] Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  6. «Cecília Dassi». Estrelato.com. Consultado em 15 de Setembro de 2008. 
  7. «Psicóloga, Cecília Dassi fala de pausa: 'Foi tudo muito doido'». Globo. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  8. «Cecília Dassi deixa de lado a carreira de atriz pela Psicologia: 'Apaixonada'». Globo. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  9. «Cecília Dassi abandona a carreira na TV;». R7. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  10. «Noiva aos 22, Cecília Dassi dispensa véu e grinalda: ‘Sonho montar meu apê'». Globo. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  11. «Atriz ou psicóloga?». Terra. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  12. «Cecília Dassi será lolita em Viver A Vida». Clicrbs. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  13. «Televisão: Menina mulher» A Voz da Serra [S.l.] 26 de Julho de 2008. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  14. Juliana Bianchi (17 de Setembro de 2007). «Estilo - CECÍLIA DASSI» Revista ISTOÉ Gente [S.l.] Consultado em 17 de Setembro de 2008. 
  15. «Esteiense faz novela global em horário nobre». Eco Online. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  16. «CECÍLIA DASSI PARA O MUSEU DA TV BRASILEIRA». Museu da TV. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  17. a b «Cecília Dassi será assistente de direção em teatro». UOL. 9 de outubro de 2012. Consultado em 10 de outubro de 2012. 
  18. «Troféu Imprensa 1997». Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  19. a b «PERFIL Cecília Dassi». Guia da Semana. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  20. «Os Melhores da APCA - Premiados de 1997». APCA - Associação Paulista de Críticos de Artes. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  21. «Awards - Prêmio Contigo, Brazil: 1998» (em inglês). IMDb. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  22. «Awards - Prêmio Contigo, Brazil: 2003» (em inglês). IMDb. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 
  23. «Awards - Prêmio Contigo, Brazil: 2006» (em inglês). IMDb. Consultado em 14 de Setembro de 2008. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote