Celófise

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde setembro de 2016). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCelófise
Ocorrência: Triássico SuperiorJurássico Inferior
203–196 Ma
Esqueleto montado no Museu de História Natural de Cleveland.

Esqueleto montado no Museu de História Natural de Cleveland.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Clado: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Família: Coelophysidae
Género: Coelophysis
Cope, 1889
Espécie-tipo
Coelurus bauri
Cope, 1887
Outras espécies
Sinónimos

O celófise ou coelophysis (Coelophysis bauri, do latim "forma oca") foi uma espécie de dinossauro carnívoro e bípede que viveu no fim do período Triássico[4] e no início do período Jurássico.[carece de fontes?] Media de 2,5 a 3 metros de comprimento, 1 metro de altura e pesava até 45 quilogramas.[4]

O celófise viveu na América do Norte[4] e África seus registros fósseis foram encontrados no Arizona, Novo México e África do Sul nos Estados Unidos e África subsaariana. Acredita-se que esse dinossauro vivesse em bandos para que pudessem caçar animais bem maiores.[carece de fontes?] Cerca de 1000 fósseis de Coelophysis, juvenis e adultos, foram encontrados numa localidade chamada “Ghost Ranch” no Novo México, EUA.[4] No entanto, não há evidência suficiente para se afirmar que estes dinossauros viviam em grupo pois poderiam ter morrido numa armadilha natural, do tipo de areia movediças.

Foram identificadas duas formas de celófise, uma bem robusta e outra esbelta, a princípio acreditou-se que se tratava de duas espécies diferentes de celófise, mas mais tarde os paleontólogos concluíram que se tratavam de macho e fêmea da mesma espécie.

Referências

  1. a b Bristowe, A. & M.A. Raath (2004). «A juvenile coelophysoid skull from the Early Jurassic of Zimbabwe, and the synonymy of Coelophysis and Syntarsus.(USA)». Palaeontologica Africana. 40 40 ed. pp. 31–41 
  2. a b Carrano, Matthew T.; Benson, Roger B. J.; Sampson, Scott D. (2012). «The phylogeny of Tetanurae (Dinosauria: Theropoda)». Journal of Systematic Palaeontology. 10 (2): 211–300. doi:10.1080/14772019.2011.630927 
  3. Nesbitt, Sterling J.; Irmis, Randall B.; Parker, William G. (2007). «A critical re-evaluation of the Late Triassic dinosaur taxa of North America» (PDF). Journal of Palaeontology. 5 (2): 209–243. doi:10.1017/s1477201907002040 
  4. a b c d Vivendo no Mundo dos Dinossauros - Livro 1: Os Períodos Triássico e Jurássico. São Paulo: Escala. p. 18 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre dinossauros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.