Celice Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Celice Pinto Marques da Silva (Belém do Pará, 1964), 1,80 m de altura, é médica e empresária que venceu o Miss Pará com 18 anos de idade e, em seguida, o Miss Brasil em 1982, derrotando outras 26 candidatas no dia 26 de junho de 1982 na capital paulista.

Infância[editar | editar código-fonte]

Antes de se tornar miss, Celice fez seus estudos no Colégio Marista Nossa senhora de Nazaré, na capital paraense.

O caminho para o Miss Brasil[editar | editar código-fonte]

No dia 3 de abril de 1982, Celice Marques foi eleita Miss Pará em concurso realizado na Escola Superior de Educação Física. Na ocasião, ela representou o Clube Bancrévea e derrotou outras nove candidatas. Como Miss Pará, Celice participou e venceu o Miss Brasil 1982, em São Paulo.

No Miss Universo 1982[editar | editar código-fonte]

No dia 26 de julho de 1982, Celice Marques foi uma das 12 semifinalistas no Miss Universo, realizado em Lima (Peru) e ficou em segundo lugar no quesito traje típico. Na competição preliminar, onde eram escolhidas as 12 semi-finalistas para a noite final do concurso, Celice obteve a nota geral de 8.011, classificando-se para a competição final na 4ª colocação, atrás, apenas da Miss África do Sul (8.406); Miss USA (8.131) e Miss Inglaterra (8.100), a Miss Canadá, vencedora do concurso, obteve a nota 7.761 e classificou-se apenas na 9ª colocação o que naquele momento lhe deixava longe do título. No resultado final, ficou em oitavo lugar, apesar de ser cotada desde as primeiras competições como a favorita. Na época, Celice, muito jovem, nao aceitou tradutores em sua entrevista, deixando a desejar em conteúdo e recebendo a 7º colocação nesta etapa, com a nota 8.133. Em sua apresentacao em traje de gala, a jovem cantou com Jose Luis Rodrigues, o que banalizou sua elegância, porte necessário em um concurso de beleza internacional. Sem duvida era uma das favoritas, arrebatou o coração de muitos Peruanos ao longo do concurso, a Miss foi considerada a mais prejudicada da noite. Jornais que circulavam em Lima-Peru, no dia após o concurso, traziam tal notícia "Miss Universo: o grande perdedor foi o Brasil". Para grande surpresa de todos, a Miss Guam, com apenas 1.62, ficou como segunda colocada, deixando pairar descrédito quanto a lisura do concurso.

Depois, Celice recusou convites para seguir carreira artística e se dedicou à faculdade de medicina na qual acabara de ingressar. Atualmente, Celice trabalha em clínica estética que leva seu nome, em São Paulo (capital).

Sucessão e vida após o reinado[editar | editar código-fonte]

Em 11 de junho de 1983, Celice Marques passou a coroa para a nova Miss Brasil na cidade de São Paulo. Após sua trajetória nos concursos de beleza, Celice passou a se dedicar à família.[1]

Ela é mãe de dois filhos. Sua única filha, Celine, chegou a concorrer ao título de Rainha das Rainhas do Carnaval paraense de 2006, concurso no qual a Miss Brasil 1982 chegou a ficar em segundo lugar em 1981.[2]

Em abril de 2004, Celice e outras 31 ex-misses foram homenageadas durante a festa dos 50 anos do Miss Brasil, realizada em São Paulo.[3]

O Pará no Miss Brasil[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Miss Pará

Celice é a única paraense a ser coroada Miss Brasil, e também uma das cinco representantes desse estado que possuem títulos de beleza; as outras são; Rayana Breda, Miss Pará 2009, classificada no quarto lugar do Miss Brasil 2009; Carlessa Rocha, terceira colocada no Miss Brasil 2003; Sônia Maria Ohana terceira colocada no Miss Brasil 1967; Luzia Aliette Borges, quarta colocada no Miss Brasil 1956 e Maria Zilda Rodrigues quinta colocada no Miss Brasil de 1955.

Referências

  1. Reportagens do jornal Diário do Pará publicadas em fevereiro de 2005 e 2006
  2. Portal ORM, cobertura especial do concurso Rainha das Rainhas, pelo Iate Club do Pará, fevereiro de 2006
  3. "Gaúcha é eleita Miss Brasil", Estadão.com.br, 16 de abril de 2004
Precedido por
Adriana Alves de Oliveira
Miss Brasil
1982
Sucedido por
Marisa Fully Coelho