Celso Duarte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Celso Duarte
Duarte em 1 de maio de 2010
Informação geral
Origem Villarrica
País Paraguai
Gênero(s) World Muisc, Som Jarocho, Folclórica paraguaia e jazz
Influência(s) samba e de festejos afro-peruanos
Página oficial Página de Celso Duarte

Celso Duarte (Villarrica, 1974) é um virtuoso instrumentista das harpas paraguaia e jarocha, arranjador e cantor paraguaio.

Duarte se apresenta e grava com Lila Downs desde 1988 e também tem sido colaborador de outros artistas como Susana Baca, Celso Piña, Placido Domingo, Mariza, Ramón Vargas, Julieta Venegas, Wynton Marsalis, The Chieftans e Ry Cooder.

Como artista solo, fez apresentações com sua banda no Carnegie Hall, Kennedy Center, Joe's Pub e avenidas históricas dos Estados Unidos.

Seu primeiro álbum De Sur a Sur (De Sul a Sul) foi lançado em 2006.

Vida[editar | editar código-fonte]

Duarte nasceu no Paraguai, mas ficou radicado no México.[1] É filho do harpista Celso Duarte González e da cantora e pianista mexicana Maria Elena. Seus pais se conheceram na década de 70, quando seu pai estava em um circuito folclórico no México.[2]

Duarte cresceu em uma família de músicos e começou a tocar aos 5 ou 6 anos. Certa vez teria dito: "Minha família também é de músicos. Comecei com meus irmãos como se fosse parte de um jogo".[3]

Durante a juventude, estudou violino e música clássica na prestigiada Escola Nacional de Música da Universidade Nacional Autônoma do México.[2]

Aos 10 anos, passou a se apresentar com sua família com a turnê Los Duarte nos Estados Unidos e Japão.[4]

Em 1984, sua família, incluindo a mãe, pai e quatro crianças, apareceram no Museu do Sudoeste, em Los Angeles, em performances instrumentais com harmonias e arranjos raros da música tradicional paraguaia.[5]

A partir desta apresentação, o Los Angeles Times descreveria o primogênito Duarte como "um dos mais notáveis intérpretes mundiais da harpa paraguaia" e notado que a "música é uma atividade social no Paraguai vista como uma profissão e Duarte, assim como sua família, demonstram particularmente como a música pode estar integrada ao vínculo familiar".[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Duarte é um virtuoso instrumentista de harpa paraguaia e jarocho. Em 1998, encontrou Lila Downs enquanto tocava em um festival em Oaxaca, México, e desde então tem ganhado aplausos na execução instrumental com a banda da cantora.

Duarte é coautor de um dos arranjos que culminaram na premiação da Lil Downs mexicana no Grammy de 2005 ao álbum Una Sangre (Um Sangue).[6]

Tem feito partede shows de outros artistas, como Susana Baca, Placido Domingo, Mariza, Ramón Vargas, Julieta Venegas, Olivia Molina e Wynton Marsalis.[4] [7]

Em trabalho conjunto com Lila Dows, ele também tem feito participações em álbuns de Celso Piña, Joe Vasconcelos, Charanga Cakewalk, Sofía Koutsovitis e com The Chieftains e Ry Cooder em San Patricio.[7]

Também foi colaborar de Julieta Venegas para uma música do filme Maria Cheia de Graça nomeado ao Oscar.[4]

Em carreira solo, Duarte é marcado para música folk paraguaia e sua jarocho (a partir de um estilo musical de Veracruz, herdado de indígenas huastecas, música barroca espanhola e influências africanas).[8]

Duarte tem estilo próprio ao incorporar novos elementos à sua música, como jazz e ritmos brasileiros, como o samba, e de festejos afro-peruanos.[2]

Em 2006, Duarte prouziu seu primeiro álbum solo, De Sur a Sur (De Sul a Sul) com seus próprios arranjos na harpa jarocho e músicas folclóricas paraguaias.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Solo[editar | editar código-fonte]

  • De Sur a Sur (From South to South), 2006

Como instrumentista[editar | editar código-fonte]

  • Lila Downs, Border (La Line), 2001
  • Lila Downs, Una Sangre (One Blood), 2004
  • Maria Cheia de Graça soundtrack, 2004 (colaboração com Julieta Venegas)
  • Lila Downs, La Cantina, 2006
  • Charanga Cakewalk, Chicano Zen, 2006
  • Lila Downs, Shake Away/Ojo De Culebra, 2008
  • Sofia Koutsovitis, Sube Azul, 2009
  • Lila Downs y la Misteriosa, Lila Downs y la Misteriosa en Paris: Live à FIP, 2010
  • The Chieftans & Ry Cooder, San Patricio, 2010

Referências

  1. National Council for Culture and the Arts. (março de 2009). 4º Encuentro de las Artes Escénicas - Celso Duarte, acesso em 1 de junho de 2010
  2. a b c Graglia, Diego. (29 de agosto de 2007). Harping on two nations. New York Daily News, acesso em 1 de junho de 2010
  3. Gilmore, Molly. (30 de abril de 2010). Virtuoso: Celso Duarte set to perform Saturday at Capitol Theater. The Olympian, acesso em 1 de junho de 2010
  4. a b c DuBrowa, Corel. (18 de setembro de 2008). Celso Duarte: Son of the South. Paste Magazine, acesso em 1 de junho de 2010
  5. a b Los Angeles Times. (27 de maio de 1984). Latin American music on tap at L.A. museum
  6. AllMusic. (2005). Una Sangre (One Blood), acesso em 1 de junho de 2010
  7. a b Folkloreando. Celso Duarte, acesso em 1 de junho de 2010
  8. Carnegie Hall. Neighborhood Concert Celso Duarte Sextet, acesso em 1 de junho de 2010
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.