Cem Karaca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cem Karaca
Nome nativo Cem Karaca
Nascimento 5 de abril de 1945
Antakya
Morte 8 de fevereiro de 2004 (58 anos)
Istambul
Cidadania Turquia
Ocupação cantor
Página oficial
http://www.cemkaraca.com/

Muhtar Cem Karaca conhecido pelo nome artístico Cem Karaca (5 de abril de 1945 - 8 de fevereiro de 2004) foi um proeminente músico de rock turco e uma das figuras mais importantes do movimento de rock de Anatólia.[1] Ele se formou no Robert College. Ele trabalhou com várias bandas de rock turco como Apaşlar, Kardaşlar, Moğollar e Dervişan. Com essas bandas, ele trouxe uma nova compreensão e interpretação ao rock turco.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele foi o único filho de Mehmet Ibrahim Karaca, um actor de teatro de origem azerbaijana,[3] e İrma Felekyan (Toto Karaca), uma actriz popular de ópera, teatro e cinema[3] de origem armênia.[4] Seu primeiro grupo foi chamado Dynamites e era uma banda de rock clássica. Mais tarde, ele se juntou aos Jaguars, uma banda de fãs de Elvis Presley. Em 1967, ele começou a escrever sua própria música, juntando-se à banda Apaşlar, seu primeiro grupo na língua turca. No mesmo ano, ele participou do "Microfone dourado" (em turco: Altın Mikrofon), um concurso de música popular em que ganhou o segundo lugar com a sua canção Emrah. Em 1969, Karaca e baixista Serhan Karabay deixaram Apaşlar e começaram um grupo original da Anatólia chamado Kardaşlar. Em 1972, Karaca se juntou ao grupo Moğollar ("The Mongols") e escreveu uma de suas canções mais conhecidas, Namus Belası.

No início de 1979, ele foi para a Alemanha Ocidental por motivos comerciais, onde também começou a cantar em alemão, isto é, desde o outono de 1980, primeiro uma carta de Nazim Hikmet - Kız Çocuğu: Cem interpretou os versos alemães. Alternando com seu amigo, arranjador e músico Ralf Mähnhöfer assistindo Cem em um solo de piano de cauda ou pela banda Anatology cantando a música em turco.

O turco continuou a perder o controle com os toques de bronze militares e o golpe turco em 12 de setembro de 1980. O general Kenan Evren assumiu o governo e temporariamente proibiu todos os partidos políticos na nação. Após o golpe, muitos intelectuais, incluindo escritores, artistas e jornalistas, foram presos. Um pedido foi emitido para a prisão de Karaca pelo governo da Turquia. O estado convidou Karaca várias vezes, mas Karaca, sem saber o que aconteceria em seu retorno, decidiu não retornar. Enquanto na Alemanha, seu pai morreu, mas não podia voltar a participar do funeral. Depois de algum tempo, o governo turco decidiu retirar de Cem Karaca a cidadania turca, mantendo o mandado de prisão ativo.

Vários anos depois, em 1987, o primeiro-ministro e líder do partido Turgut Özal emitiu uma amnistia para Karaca. Pouco depois, ele voltou para a Turquia. Ele também trouxe com ele um novo álbum, Merhaba Gençler ve Its zaman Genç Kalanlar, uma de suas obras mais influentes. Seu retorno para casa foi recebido alegremente por seus admiradores, mas, durante sua ausência, Karaca perdeu a audiência jovem e havia adquirido apenas alguns novos ouvintes. Ele morreu em 8 de fevereiro de 2004 e foi enterrado no cemitério de Karacaahmet, no distrito de Üsküdar, em Istambul.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Emrah/Karacaoğlan (1967) (com Apaşlar)
  • Hudey / Vahşet / Bang Bang / Shakin' All Over (1967) (com Apaşlar)
  • Emrah / Hücum / Karacaoğlan / Ayşen (1967) (com Apaşlar)
  • Ümit Tarlaları/Anadolu Oyun Havası/Suya Giden Allı Gelin/Nasıl Da Geçtin (1967) (com Apaşlar)
  • İstanbul'u Dinliyorum/Oy Bana Bana (1968) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Oy Babo/Hikaye (1968) (com Apaşlar)
  • İstanbul/Why (1968) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Emrah 1970/Karanlık Yollar (1968) (com Apaşlar ye Ferdy Klein Band)
  • Resimdeki Gözyaşları/Emrah (1968) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Resimdeki Gözyaşları/Şans Çocuğu (1968) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Tears/No, No, No (1968) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Ayrılık Günümüz/Gılgamış (1969) (con Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Zeyno/Niksar (1969) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Bu Son Olsun/Felek Beni (1969) (com Apaşlar e Ferdy Klein Band)
  • Emmioğlu/O Leyli (1970) (com Ferdy Klein Band)
  • Kendim Ettim kendim Buldum/Erenler (1970) (com Ferdy Klein Band)
  • Adsız/Unut Beni (1970) (com Ferdy Klein Band)
  • Muhtar/Baba (1970) (com Ferdy Klein Band)
  • Dadaloğlu/Kalender (1970) (com Kardaşlar)
  • Oy Gülüm Oy/Kara Sevda (1971) (com Kardaşlar)
  • Tatlı Dillim/Demedim Mi (1971) (com Kardaşlar)
  • Kara Yılan/Lümüne (1971) (com Kardaşlar)
  • Acı Doktor (Kısım 1)/Acı Doktor (Kısım 2) (1971) (com Kardaşlar)
  • Kara Üzüm/Mehmet'e Ağıt (1971) (com Kardaşlar)
  • Askaros Deresi/Üryan Geldim (1972) (com Kardaşlar)
  • Obur Dünya/El Çek Tabib (1973) (com Moğollar)
  • Gel Gel/Üzüm Kaldı (1973) (com Moğollar)
  • Namus Belası/Gurbet (1974) (com Moğollar)
  • Beyaz Atlı/Yiğitler (1974) (com Dervişan)
  • Tamirci Çırağı/Nerdesin? (1975) (com Dervişan)
  • Mutlaka Yavrum/Kavga (1975) (com Dervişan)
  • Beni Siz Delirttiniz/Niyazi (1975) (com Dervişan)
  • Parka/İhtarname (1976) (com Dervişan)
  • Mor Perşembe/Bir Mirasyediye Ağıt (1977) (com Dervişan)
  • 1 Mayıs/Durduramayacaklar Halkın Coşkun Akan Selini (1977) (com Dervişan)

LPs[editar | editar código-fonte]

  • Apaşlar-Kardaşlar (1972)
  • Cem Karaca'nın Apaşlar, Kardaşlar, Moğollar ve Ferdy Klein Orkestrasına Teşekkürleriyle (1974)
  • Nem Kaldı (1975)
  • Parka (1977)
  • Yoksulluk Kader Olamaz (1977)
  • Safinaz (1978)
  • Hasret (1980)
  • Bekle Beni (1982)
  • Die Kanaken (1984)
  • Merhaba Gençler ve Her Zaman Genç Kalanlar (1987) (Foi vendido em cassetes e em CD)

Referências

  1. Barchard, David. Cem Karaca: A dissident Turkish singer, he spent much of the 1980s in exile. The Guardian, 8 de marzo de 2004.
  2. (c)2000., Author by webofisi.com Copyright. «biyografi.net: Cem Karaca biyografisi burada ünlülerin biyografileri burada». www.biyografi.net. Consultado em 27 de outubro de 2017. 
  3. a b Sak, Sema (16 de fevereiro de 2004). «Cem Karaca:Sanat Yapar» (em turco). Aksiyon. Consultado em 4 de março de 2007.. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007 
  4. «Toto Karaca (1912-1992)» (em turco). biyografi.net. Consultado em 27 de outubro de 2017. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Stokes, Martin (2002). Music in Performance: Cem Karaca.The Garland Encyclopedia of World Music Band 6: The Middle East.. [S.l.: s.n.] pp. 243–245 
  • Türkischer Akademiker- und Künstlerverein (1977). Nazim Hikmet - Sie haben Angst vor unseren Liedern, documentation (em alemão e turco). [S.l.]: Jürgen Kleindienst. ISBN 9783885200093 |primeiro=|editora=|ano=|local=|acessodata=}}