Cemitério da Quarta Parada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cemitério da Quarta Parada (exterior 5).jpg
Cemitério da Quarta Parada (interior 2).jpg

O Cemitério da Quarta Parada, também conhecido como Cemitério do Brás, é um cemitério localizado no bairro da Quarta Parada, entre os distritos da Água Rasa, Belém e Mooca, na cidade de São Paulo, Brasil.

Fundado no dia 6 de janeiro de 1893, conta com uma área de 183 mil m2 e cerca de 400 mil pessoas sepultadas.

O nome "Quarta Parada" tem origem no fato de localizar-se próximo da estação que constituía a quarta parada do trem em direção ao município de Cachoeira Paulista, contando-se a primeira a partir da estação do Brás. Hoje, as duas paradas intermediárias estão desativadas, mas o cemitério adotou o nome dado ao bairro. O antigo nome oficial de "Cemitério do Brás" deve-se à sua criação ser anterior ao desmembramento do distrito do Brás, ocorrida no início do século XX.

O acervo dos livros de sepultamento de 1893 a 1941 foi totalmente digitalizado e está disponível para pesquisa no website Family Search d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ("mórmons").


Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O cemitério (mais precisamente sua calçada) já foi palco de duas pegadinhas do programa Topa Tudo Por Dinheiro, interpretadas por Gibe; na primeira foi colocado um esqueleto dentro de um táxi (um Fiat Tempra) guiado por controle remoto e foi instalado um alto-falante; na segunda também foi usado um esqueleto, contudo em uma motocicleta, também guiada por controle remoto e com alto-falante. São consideradas clássicas, tendo sido reapresentadas nos programas Todos contra Um, extinto programa do Baú da Felicidade, e no atual Programa Silvio Santos.

Personalidades enterradas[editar | editar código-fonte]

  • Arnaldo Rosa - músico membro do grupo "Demônios da Garoa".
  • Hélio Ribeiro - jornalista, apresentador e narrador de programas de rádio e televisão.
  • Felisbina Müller - mulher cujo corpo foi exumado três vezes e ainda permanece intacto (segundo fonte local). A ela são atribuídos alguns milagres e pedidos realizados, tornando-se uma "santa" popular.
  • Jacinto Figueira Júnior - conhecido como "o Homem do Sapato Branco", apresentador de televisão.
  • Tonico e Tinoco - músicos precursores da música sertaneja.
  • Vicente Matheus - ex-presidente do Sport Club Corinthians Paulista.
  • Roberto Nunes Morgado, árbitro de futebol.
  • Inah Machado Sandoval - compositora brasileira de choros e valsas, conhecida como Tia Inah.
  • Enéas de Camargo - ex jogador da Portuguesa de Desportos
  • Filippo Tonidandel - comerciante bem sucedido de origem Trentina (atual Italia)
  • Eduardo Assad - foi maestro, músico, compositor, produtor e arranjador. Fez parte da Jovem Guarda e trabalhou durante anos na gravadora Paulinas COMEP onde foi responsável por diversos arranjos na década de 70.
  • Domingos Montagner - foi um atorteatrólogo, poeta e empresário brasileiro. Atuou na novela Velho Chico, interpretando o personagem Santo dos Anjos
  • Milton Carlos - cantor e compositor.
  • Mariney Lima -cantora.
  • Seu Nenê - Fundador e presidente da G.R.E.S. Nenê de Vila Matilde.
  • Vanda Aparecida Dinali Ortiz - Dona de casa que viveu muitos anos, na Vila Formosa em Sp.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cemitério da Quarta Parada
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.