Cemitério de Ohlsdorf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Cemitério de Ohlsdorf (em alemão: Friedhof Ohlsdorf ou (antigamente) em alemão: Hauptfriedhof Ohlsdorf) no distrito de Ohlsdorf da cidade de Hamburgo, Alemanha, é o maior cemitério-jardim do mundo[1] e o segundo maior cemitério do mundo depois do Wadi-us-Salaam em An-Najaf, Iraque. A maior parte das pessoas sepultadas no cemitério são civis, tendo também um grande número de vítimas de guerra de várias nações.[2]

História e descrição[editar | editar código-fonte]

Torre d'água do cemitério de Ohlsdorf (com um ponto de ônibus)

Em 1877 o cemitério de Ohlsdorf foi estabelecido como um local de sepultamentos não-denominacional e multi-regional nos limites de Hamburgo.

O cemitério tem uma área de 391 hectares (966 acre (unidade)s) com 12 capelas, mais de 1,5 milhão desepultamentos em mais de 280.000 sepulturas e estradas com comprimento total de 17 km. Tem quatro entradas para veículos e o transporte público é servido com 25 pontos de ônibus de duas linhas de ônibus da Hamburger Verkehrsverbund.[3] O cemitério não é usado apenas como um terreno para sepultamentos, mas também como área de recreio e atração turística. Com seus mausoléus impressionantes, arbustos de rododendros, os seus lagos e pássaros, esculturas e museu funerário, cerca de dois milhões de pessoas de todo o mundo visitam o cemitério todos os anos.

Aproximadamente 40% dos sepultamentos em Hamburgo ocorrem no Cemitério de Ohlsdorf; em 2002 ocorreram 1600 enterros e 4300 incinerações. 230 jardineiros cuidam do cemitério.[4]

Sepultamentos notáveis[editar | editar código-fonte]

Dentre as personalidades notáveis sepultadas estão incluídos:

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Helmut Schönfeld: Der Ohlsdorfer Friedhof. Edition Temmen, 2000. ISBN 3-7672-1341-9 (em alemão)
  • Susanne Schniering: Ich trage Dich in meinem Herzen: der Gedenkplatz für nicht beerdigte Kinder in Ohlsdorf. Pinnow: Strack, 2001. ISBN 3-929813-53-X (em alemão)
  • Günter Henzler: Ohlsdorf: Baum und Raum; der Friedhof als Landschaftspark. Hamburg: Kabel Verlag, 1998. ISBN 3-8225-0470-X (em alemão)
  • Great Britain. Commonwealth War Graves Commission: The war dead of the Commonwealth: the register of the names of those who fell in the Great War and are buried in Hamburg Cemetery, Ohlsdorf Germany. Maidenhead, Berkshire: Commonwealth War Graves Commission, 1988. OCLC 222665010

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Commonwealth War Graves Commission». Consultado em 22 de fevereiro de 2016. 
  2. War Graves of various nations on Ohlsdorf Cemetery in Hamburg
  3. «Friedhof Ohlsdorf - mehr als ein Friedhof» (em German). www.friedhof-hamburg.de. Consultado em 9 de agosto de 2008. 
  4. Hamburg: The Ohlsdorf Cemetery. An invitation to extensive walks in the gardens
  5. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z Ohlsdorfer Friedhof: Famous names at Find a Grave
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q «Grabstätten bekannter Persönlichkeiten [selectable list]» (em German). www.friedhof-hamburg.de. Consultado em 9 de agosto de 2008. 
  7. «Grabstätten bekannter Persönlichkeiten [C]» (em German). www.friedhof-hamburg.de. Consultado em 28 de outubro de 2009. 
  8. «Domenica im "Garten der Frauen" beigesetzt». Hamburger Abendblatt (em German). 11 de março de 2009. p. 9. Consultado em 29 de setembro de 2009. 
  9. «Loki Schmidt in Ohlsdorf beigesetzt». Hamburger Abendblatt. Hamburg. 3 de novembro de 2010 
  10. Hall, Allan (10 de maio de 2011). «Cemetery chief demands burial site for porn star is destroyed for being 'too sexy'». The Daily Record. Glasgow 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ohlsdorf Cemetery