Censo demográfico do Brasil de 1890

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
II Recenseamento Geral do Brasil
Censo de 1890
Dados
Organização DGE
Data 31 de dezembro de 1890
Resultados
População 14 333 915
Aumento 44,3[1]
Estado mais populoso  Minas Gerais
(3 184 099)
Cidade mais populosa Rio de Janeiro
(522 651)
◄◄ 1872 1900 ►►

O censo demográfico do Brasil de 1890 foi a segunda operação censitária realizada em território brasileiro e a primeira da recém-criada República do Brasil. Realizado pela Diretoria Geral de Estatística, vinculada ao Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, o censo mostrou que a população brasileira era de 14.333.915 habitantes, sendo que 7.237.932 eram homens e 7.095.983 eram mulheres. São Paulo e Minas Gerais foram os estados que apresentaram o maior número de municípios, respectivamente 136 e 117. Contudo, Minas era o estado mais populoso, com 3.184.099 habitantes, e o que tinha o maior número de distritos - 744 deles -, seguido pela Bahia, que possuía 1.919.802 habitantes em 293 distritos de 110 cidades.[2][3]

Municípios mais Populosos[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. «Tabela 1287 - População dos municípios das capitais e Percentual da população dos municípios das capitais em relação aos das unidades da federação nos Censos Demográficos». IBGE. Consultado em 8 de novembro de 2020 
  2. Brasil. Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas Diretoria Geral de Estatística (1898). «Synopse do recenseamento de 31 de dezembro de 1890 = précis du recensement du 31 décembre 1890». www2.senado.leg.br. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  3. «IBGE | Memória | sínteses históricas | Históricos dos Censos | censos demográficos». memoria.ibge.gov.br. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  4. «Synopse do Recenseamento» (PDF). 31 de dezembro de 1890. Consultado em 22 de julho de 2022 


Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.