Centro Cultural São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centro Cultural São Paulo
CCSP visto da rua Vergueiro.
Inauguração 1982
Capacidade 321 pessoas[1]
Geografia
Cidade São Paulo

O Centro Cultural São Paulo (popularmente conhecido como Centro Cultural Vergueiro ou apenas Centro Cultural) é uma instituição pública subordinada à Secretaria Municipal de Cultura do município de São Paulo que reúne a Pinacoteca Municipal, a discoteca Oneyda Alvarenga, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, um conjunto de bibliotecas, espaços expositivos, cursos diversos, teatros e cinema.[2]

É considerado um dos principais (senão o principal) espaço cultural da cidade e uma das primeiras instituições da cidade a ser considerada "centro cultural" na acepção plena da palavra. Foi inaugurado em 1982.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Vista interna do CCSP
Vista interna lateral superior do CCSP
Vista interna central inferior do CCSP

O Centro Cultural São Paulo foi idealizado na década de 1970 e construído em terreno disponibilizado pelas desapropriações ocorridas pela chegada do metrô aos arredores.

Na administração de Miguel Colasuonno, prefeito de 1973 a 1975, foi idealizado um projeto de urbanização para a região onde estavam incluída uma grande biblioteca pública, hotéis, um shopping center e edifícios de escritórios. No entanto, com a mudança de governo o projeto foi alterado restando apenas a intenção de se construir a biblioteca, que abrigaria a ampliação da Biblioteca Mário de Andrade.

Os arquitetos Eurico Prado Lopes e Luiz Telles venceram a concorrência pública aberta em 1976, no entanto, mais uma mudança de governo, em 1979, alteraria o destino do terreno: Reynaldo de Barros considerou a obra grande demais para abrigar somente uma biblioteca e pediu adaptações no projeto para que este tivesse um programa similar ao centro Georges Pompidou, inaugurado em 1977, em Paris. Mário Chamie, secretário de cultura considerou a localização a ideal para abrigar este centro cultural desejado, por ser uma região central e integrada ao sistema de transporte público (com ligação direta com o metrô) de São Paulo, através da Estação Vergueiro, inaugurada em 1975.

O projeto que, inicialmente seria uma biblioteca, passou a considerar, além da biblioteca, um teatro, salas de cinema, espaço para exibições de música, ateliês e espaços para exposições. O início da construção se deu em 1978.[3]

Projeto[editar | editar código-fonte]

Detalhe do edifício, concreto armado e logo inspirada na estrutura metálica interna.

O projeto de Eurico Prado Lopes e Luiz Telles é considerado um dos mais significativos até hoje executados em São Paulo. A solução estrutural é complexa, utilizando concreto armado e ferro. O partido arquitetônico visou a horizontalidade, privilegiou a fluidez dos amplos espaços e incluiu diversos acessos.[4]

O logotipo do centro cultural foi criado pela esposa de Mário Chamie, inspirado na estrutura do prédio.[3]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Em 28 de setembro de 2014, foi publicado na Folha de S.Paulo o resultado da avaliação feita pela equipe da Folha ao visitar os sessenta maiores teatros da cidade de São Paulo. O local foi premiado com com três estrelas, uma nota "regular", com o consenso: "Na sala Jardel Filho, o espaço é simples, e os assentos não são confortáveis. Há vazamento de som, que atrapalha as apresentações, e o espaço para cadeirantes não é bem situado. Na programação, há boas produções de teatro e dança. Os [preços dos] ingressos são um atrativo (...) A assessoria diz que o CCSP está trabalhando para resolver as duas questões: o vazamento sonoro e a localização da área para cadeirantes."[1]

Dados[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Fabiana Seragusa e Rafael Balago (28 de setembro de 2014). «Especial avalia os 60 maiores teatros de SP; veja lista com acertos e falhas». Folha de S.Paulo. www1.folha.uol.com.br. Consultado em 4 de janeiro de 2017 
  2. «Casa das caldeiras - 3.3 Centro Cultural São Paulo». Consultado em 5 de abril de 2009 
  3. a b c «Centro Cultural São Paulo - Histórico». Consultado em 5 de abril de 2009 
  4. «Arcoweb - 30 obras que são referência para a arquitetura brasileira». Consultado em 5 de abril de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Centro Cultural São Paulo
Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.