Centro Democrático e Social (Espanha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para o partido português, veja CDS - Partido Popular.
Centro Democrático e Social
Centro Democrático y Social
Centro Democrático y Social (logo).png
Presidente Francisco Cabra Torrijos
Fundador Adolfo Suárez
Fundação 29 de junho de 1982
Dissolução 2014
Sede Flag of Spain.svg Espanha
C/ Alcalá 204, 1º E, Madrid
Ideologia Centrismo
Liberalismo
Social liberalismo
Democracia cristã
Social-democracia
Espectro político Centro
Ala Jovem Juventudes del Centro Democrático y Social
Afiliação internacional Internacional Liberal (1987-1994)
Afiliação europeia ELDR (1987-1994)
Cores Verde e Branco
Site
www.centrodemocraticoysocial.es

O Centro Democrático y Social é um partido político espanhol de ideologia moderada centrista.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundado em 29 de junho de 1982 por um grupo de dissidentes do partido então no poder, a União de Centro Democrático (UCD), liderados por Adolfo Suárez, primeiro-ministro entre junho de 1976 e fevereiro de 1981. O primeiro congresso realiza-se em outubro de 1982, tendo Suárez sido eleito como presidente e, entre outros, Agustín Rodríguez Sahagún, Rafael Calvo Ortega e Manuel Jiménez de Parga para o Comité Nacional.

Ainda em 1982, concorre às eleições gerais, ficando em 7º lugar, com 604 309 votos e 2 lugares no parlamento, Suárez por Madrid e Rodríguez Sahagún por Ávila.

Tendo chegado a ser a 3ª força política em Espanha, com 9,22% dos votos nas eleições de 1986, em 1989 desce para 4º, com 7,89% e em 1993 para 5º, com apenas 1,76% e nenhum deputado eleito.

A partir de 1989, o partido alia-se ao Partido Popular (PP) com o objetivo de tirar do poder o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE). É com esta aliança que Agustín Rodríguez Sahagún é eleito alcaide de Madrid.

A descida eleitoral em 1989 origina tensões internas, que se agudizam a partir de 1991, ano em que Adolfo Suárez se demite após o fracasso nas eleições autonómicas desse ano. Muitas personalidades de relevo abandonam o partido, para militarem no PP, no PSOE, na Convergència i Unió (CiU), ou simplesmente abandonam a política. Em 1992 quase 95% dos militantes das Canárias encontram-se entre os fundadores do Centro Canário Nacionalista, um partido regional. Em Castela e Leão dissidentes fundam a Unidad Regionalista de Castilla y León.

No 6º congresso discute-se a dissolução do partido, que não chega a concretizar-se, o que não significa que a decadência do partido não continue. Em 1995 é criada a União Centrista (UC-CDS), reunindo o CDS a outros pequenos partidos de pouca relevância. A UC-CDS obteria apenas 23 576 votos nas eleições de 2000.

Em 2002, a União Centrista é dissolvida, adotando-se novamente o nome de CDS. Os resultados das eleições de 2004 são igualmente desastrosos, com apenas 34 101 votos. O congresso de novembro de 2005 aprova a integração do CDS no PP.

O nome do partido volta a aparecer nas eleições municipais e autonómicas de 2007 e nas eleições europeias de 2009, onde obteve apenas 10 144 votos (0,06%), tendo sido a 18º força mais votada.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados +/- Status
1982 604 309 2,9 (6.º)
2 / 350
Apoio parlamentar
1986 1 861 912 9,2 (3.º) Aumento6,3
19 / 350
Aumento17 Oposição
1989 1 617 716 7,9 (4.º) Baixa1,3
14 / 350
Baixa5 Oposição
1993 414 740 1,8 (5.º) Baixa6,1
0 / 350
Baixa14 Extra-parlamentar
1996 44 771 0,2 (15.º) Baixa1,6
0 / 350
Estável Extra-parlamentar
2000 23 576 0,1 (19.º) Baixa0,1
0 / 350
Estável Extra-parlamentar
2004 34 101 0,1 (19.º) Estável
0 / 350
Estável Extra-parlamentar
2008 1 362 0,0 (61.º) Baixa0,1
0 / 350
Estável Extra-parlamentar

Eleições europeias[editar | editar código-fonte]

Data Votos % +/- Deputados +/-
1987 1 976 093 10,3 (3.º)
7 / 60
1989 1 133 429 7,2 (3.º) Baixa3,1
5 / 60
Baixa2
1994 183 418 1,0 (7.º) Baixa6,2
0 / 64
Baixa5
1999 38 911 0,2 (11.º) Baixa0,8
0 / 64
Estável
2004 11 820 0,1 (11.º) Baixa0,1
0 / 54
Estável
2009 10 144 0,1 (18.º) Estável
0 / 54
Estável

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Espanha é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.