Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centro Estadual de Educação Tecnológica "Paula Souza"
Logo Centro Paula Souza.png
CEETEPS 1.JPG
CEETEPS
Fundação 6 de outubro de 1969[1]
Tipo de instituição Autarquia Estadual
Mantenedora Secretaria do Desenvolvimento do Estado de São Paulo
Localização São Paulo, São Paulo
Brasil.
Diretor(a) Laura Laganá
Vice-diretor(a) César Silva
Cores da escola vermelho e branco
Página oficial http://www.cps.sp.gov.br/

O Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS) é uma autarquia do governo do estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, que administra as 220 Escolas Técnicas (ETEC's) e as 66 Faculdades de Tecnologia (FATEC's) do estado. Foi criado pelo governador Abreu Sodré em 1969. O CEETEPS possui mais de 290 mil estudantes matriculados em cursos técnicos e superiores.[2][3]

O órgão nasceu com intuito de gerar os primeiros cursos superiores de tecnologia, porém, ao longo do tempo, o Centro realizou projetos de Educação Tecnológica para o ensino médio também. A intenção é expandir o ensino profissional da área de tecnologia para diferentes regiões do Estado de São Paulo. [2][3]

História[editar | editar código-fonte]

A instituição foi idealizada em 1963 e começou suas atividades em 1969/1970, na gestão do governador Roberto Costa de Abreu Sodré (1967-1971) [3]. Em 1970, adotou o nome de Centro Estadual de Educação Tecnológica de São Paulo (CEET). Os primeiros cursos superiores instalados foram - Construção Civil (Construção de Obras Hidráulicas, Construção de Edifícios e Movimento de Terra e Pavimentação), e Construção Mecânica (Desenhista Projetista e Oficinas). O centro só foi firmado como órgão mantenedor, depois que a Faculdade de Tecnologia de São Paulo e a Faculdade de Tecnologia de Sorocaba começaram a administrar os dois cursos. [2][3]

Entre 1981 e 1982, o órgão foi incorporado com mais doze unidades de ensino técnico, conhecidas como Escolas Técnicas Estaduais, informalmente chamadas de ETEC'S. [3] Já em 1994, mais 82 unidades foram ligadas diretamente à Secretaria da Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e da Ciência. [3]

Por meio do Grupo de Estudos e Pesquisas em Memórias e História da Educação Profissional, o Centro lançou um livro sobre o papel dos centros de memória e relatos de experiências na preservação de coleções e acervos ligados à história do ensino profissional. A obra contém trabalhos de 25 professores de Etecs, Fatecs e pesquisadores que estão em centros de memórias de outros institutos. Esse é o terceiro livro da série Memórias e História da Educação Profissional e todos estão disponíveis em PDF para download gratuito.[4]

O Centro Paula Souza conta com a participação de 220 ETEC'S, 66 Faculdades de Tecnologia estaduais, conhecidas como FATECS em 300 municípios de São Paulo.[3]

Cursos[editar | editar código-fonte]

Os cursos oferecidos pelas Escolas Técnicas Estaduais são: [2]

  • 119 para setores industriais, agropecuária e de serviços, sendo 3 disponíveis na modalidade semipresencial;
  • 20 cursos técnicos, os quais podem ser feitos junto ao Ensino Médio;
  • 2 cursos técnicos vinculados ao Ensino Médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos.

Já nas Faculdades de Tecnologia Estaduais, existem 73 cursos de graduação tecnológica (Construção Mecânica, Civil, Informática, Turismo, Tecnologia da informação, entre outros) e conta com a participação de 80 mil alunos matriculados. Além da graduação, são oferecidos cursos de pós-graduação, atualização tecnológica e extensão.

Ainda se debate a possível adição de licenciados nas Etecs, como por exemplo a Psicologia. Este licenciado pode atuar em na formação de outros cursos como Marketing, Administração e Segurança do Trabalho.[5]

Departamentos[editar | editar código-fonte]

O Centro Paula Souza conta com oito grandes departamentos independentes entre si. São eles:

  • Unidade de Ensino Superior de Graduação - Cesu: orgão criado para coordenar as ações das Faculdades de Tecnologia do Centro. É dividido em dois grandes setores: o setor acadêmico-administrativo e o setor acadêmico-pedagógico.
  • Unidade e Ensino Médio e Técnico - CETEC: criada para supervisionar as ações das Escolas Técnicas do Centro.
  • Unidade de Recursos Humanos - URH
  • Unidade de Gestão Administrativa e Financeira - UGAF: responsável pelos seguintes departamentos: Departamento de Orçamentos e Finanças (DOF), Departamento de Material e Patrimônio (DMP), Divisão de Normas e Procedimentos (DNP). E também pelo Resumo da Execução Orçamentária.
  • Unidade de Infraestrutura - UIE
  • Centro de Gestão Documental - CGD: tem como objetivo proporcionar o acesso e compartilhamento de informação.
  • Assessoria de Comunicação - AssCom
  • Área de Gestão de Parcerias e Convênios - AGPC: representa o Centro em negociações sobre parceiras e convênios com empresas, sindicatos, prefeituras, universidades, Secretarias de Estado e outras instituições.[6]

Antônio Francisco de Paula Souza[editar | editar código-fonte]

A denominação Centro Paula Souza foi inspirada no fundador da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Antônio Francisco de Paula Souza.[2]

Paula Souza nasceu de uma família de estadistas, em Itu (município paulista). Foi professor e estudou engenharia na Alemanha e na Suíça. Na política, era a favor do liberalismo, do fim da escravatura e da República. Atuou como deputado, ministro das Relações Exteriores e da Agricultura no mandato do Presidente Floriano Peixoto e foi presidente da câmara estadual.[3] Atuou como um grande agente do desenvolvimento da infraestrutura do país, projetando estradas de ferro e outras obras.

É reconhecido por ter estado à frente de seu tempo, defendendo a importância da escola para a formação de profissionais. Em 6 de outubro de 1969, depois de quarenta anos da sua morte, seu ideal foi concretizado com a criação do Centro Estadual de Educação Tecnológico de São Paulo.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CEETEPS. «Perfil e Histórico». Consultado em 26 de agosto de 2012 
  2. a b c d e «Ceeteps». www.albertoferes.com.br. Consultado em 25 de abril de 2017 
  3. a b c d e f g h i «Centro Paula Souza - Etec, Fatec, Vestibular, Vestibulinho, Ensino Gratuito, Cursos Gratuitos, Governo de São Paulo». www.cps.sp.gov.br (em inglês). Consultado em 25 de abril de 2017 
  4. «CPS lança livro sobre acervos e centros de memória do ensinoprofissional». www.cps.sp.gov.br. Consultado em 28 de abril de 2017 
  5. «Possibilidades de atuação para o licenciado em Psicologia nas Etecs» 
  6. «Departamentos do Centro Paula Souza». Consultado em 1 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]