Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Fundação Calouste Gulbenkian

O Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão - CAM-JAP da fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, Portugal, foi fundado em 1983 e tem o nome do primeiro Presidente da Fundação, José de Azeredo Perdigão.

Constituída desde o final dos anos de 1950, a coleção do CAMJAP reúne os artistas mais representativos do século XX português até à actualidade; inclui ainda obras de autores internacionais, nomeadamente um núcleo de arte britânica adquirida desde o final dos anos 50 e obras de arte arménias.

Para além de possuir a maior colecção de arte portuguesa do século XX e XXI, de que apresenta em permanência um núcleo selecionado (periodicamente renovado), o CAMJAP tem uma programação diversificada de exposições temporárias que se realizam no seu edifício e na Sede da Fundação.

O seu sector de Educação favorece o debate em torno de temática da Cultura Visual na Contemporaneidade, da História de Arte e da Estética, desenvolvendo diversas iniciativas. O Jazz em Agosto é também uma realização anual: durante duas semanas, com uma oferta que se tem situado entre os 12 a 20 concertos na revelação de aspectos mais inovadores do Jazz.

O prémio Maria Madalena de Azeredo Perdigão é atribuído também anualmente, com o objectivo de destacar, no campo das artes do espectáculo, um artista português ou estrangeiro, que esteja a desenvolver a sua carreira em Portugal, e que indubitavelmente se distinguida, pelo carácter inovador e originalidade, da sua obra, e indiscutivelmente contribua para o alargamento das fronteiras estéticas e dos modelos de produção usuais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão
Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.