Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada.
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

O Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens (Ceasb) é um programa desenvolvido em parceria entre a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI) e a Itaipu Binacional.

O Ceasb tem o objetivo de desenvolver soluções estratégicas em segurança de barragens, por meio de pesquisas aplicadas realizadas pelas universidades parceiras e pelo meio técnico, permitindo a formação de competências na Região Trinacional do Iguaçu. Tornando o Centro um dos instrumentos de gestão do conhecimento para a Itaipu Binacional e referência para outras empresas do setor elétrico.

O Ceasb realiza também parcerias com instituições do meio barrageiro a fim de desenvolver soluções demandadas, como o desenvolvimento do Sistema de Cadastro de Barragens, resultante de uma parceria com o Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB) a fim de integrar em um só sistema todas as bases de dados de barragens.

História[editar | editar código-fonte]

O Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens foi criado a partir da celebração, no dia 3 de dezembro de 2007, do “Convênio de Cooperação Técnica e Financeira para o Desenvolvimento do Projeto de Implantação do Centro de Estudos Avançados em Segurança de Barragens”. Sendo o mesmo firmado entre a Itaipu Binacional e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu – FPTI.

O Ceasb foi criado de forma cooperada entre a Itaipu Binacional através da Universidade Corporativa Itaipu com a Fundação PTI. A implantação do centro foi caracterizada por dois momentos distintos. O primeiro, durante o 1° e 12° mês de execução do plano de trabalho, com a concentração das ações na estruturação física e administrativa do Ceasb e apoio às pesquisas na área de segurança de barragens com a concessão de bolsas de iniciação científica, mestrado e doutorado. E um segundo momento entre o 13º e 18º mês do plano, em cujo foram realizados planos de mudanças, que resultaram na instalação da plataforma tecnológica que dá suporte às pesquisas aplicadas desenvolvidas no Ceasb.

As linhas de pesquisa aplicada foram definidas a partir das demandas apresentadas pela Itaipu Binacional, nas quais são desenvolvidos projetos de pesquisa aplicada avaliados tecnicamente por Comitês Técnicos. Esses Comitês são formados por técnicos da Itaipu Binacional capazes de avaliar a viabilidade de cada proposta de projeto apresentada mediante editais específicos a cada linha.

Com isto, o Ceasb é capaz de desenvolver pesquisas aplicadas na área de segurança de barragens atendendo às demandas da Itaipu Binacional e colaborando com o processo de modernização da empresa. Paralelo a isso, proporciona o desenvolvimento técnico-científico da região através da criação de parcerias com instituições de ensino superior para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa aplicada.

Linhas de Pesquisa do Ceasb[editar | editar código-fonte]

As linhas de pesquisas foram definidas com a participação de profissionais atuantes no meio barrageiro, integrantes de diferentes áreas de atuação. O desenvolvimento das pesquisas aplicadas são baseadas em demandas identificadas pelos parceiros.

As grandes áreas de Linhas de Pesquisa Aplicada (LPA) foram divididas da seguinte forma:

Base de dados e Sistema PI (Plant Information)[editar | editar código-fonte]

Modelagem e Simulação[editar | editar código-fonte]

Modelagem Tridimensional[editar | editar código-fonte]

Geotecnia[editar | editar código-fonte]

Instrumentação[editar | editar código-fonte]

Sedimentologia[editar | editar código-fonte]

Limnologia[editar | editar código-fonte]

Robótica[editar | editar código-fonte]

Sistema de Cadastro de Barragens[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]