Centro de Liberdades Civis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Centro de Liberdades Civis
Logótipo
Tipo Organização não-governamental
Organização sem fins lucrativos
Fundação 2007 (16 anos)
Propósito Grupo de direitos humanos
Sede Kiev, Ucrânia
Presidente Oleksandra Matviichuk
Prêmio Nobel da Paz de 2022

O Centro de Liberdades Civis (em inglês, Center for Civil Liberties) é uma organização internacional de defesa dos direitos humanos, liderada pela advogada ucraniana Oleksandra Matviichuk.[1] Foi fundada em 2007,[2][3] em Kiev, Ucrânia,[4] com o objetivo de pressionar o governo da Ucrânia a tornar o país mais democrático.[5][6]

O Centro de Liberdades Civis foi laureado com o Nobel da Paz de 2022, juntamente com Ales Bialiatski e com a organização Memorial. Este foi o primeiro Prêmio Nobel concedido a um cidadão ou organização ucraniana.[2][7]

História[editar | editar código-fonte]

O Centro de Liberdades Civis foi fundado em Kiev, Ucrânia, em 30 de maio de 2007.[2][3] A organização está empenhada em introduzir emendas legislativas na tentativa de tornar a Ucrânia mais democrática e melhorar o controle público das agências de aplicação da lei e do judiciário.[5]

Na época dos protestos da Euromaidan 2013–2014, o grupo iniciou o projeto SOS da Euromaidan para dar apoio legal aos manifestantes que participaram e monitorar os abusos cometidos pelas forças de segurança do então presidente Viktor Ianukovytch.[6]

Após a anexação russa da Crimeia em 2014 e o início da guerra em Donbas (também em 2014), a organização começou a documentar a perseguição política na Crimeia e crimes no território controlado pelo separatista russo República Popular de Lugansk e República Popular de Donetsk.[8] A organização também iniciou campanhas internacionais para a libertação de pessoas presas ilegalmente na Rússia, Crimeia anexada à Rússia e Donbas.[5][9]

Após a invasão russa em 2022, o Centro de Liberdades Civis da Ucrânia também começou a documentar os crimes de guerra russos cometidos durante a guerra.[10] O Comité Nobel Norueguês disse em 2022 que a organização estava "desempenhando um papel pioneiro ao responsabilizar os culpados por seus crimes".[11]

Em 7 de outubro de 2022, o Centro das Liberdades Civis recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 2022, juntamente com Ales Bialiatski e com a organização russa Memorial.[2][7][nota 1] Este foi o primeiro Prêmio Nobel concedido a um cidadão ou organização ucraniana. Na ocasião de uma conferência de imprensa de 8 de outubro de 2022, a chefe do Centro de Liberdades Civis, Oleksandra Matviichuk, admitiu que nem o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky nem qualquer outro funcionário do governo (ucraniano) havia parabenizado o Centro de Liberdades Civis pela conquista do Prêmio Nobel.[14] Matviichuk disse que eles poderiam ter tentado, mas que poderiam ter sido mal sucedidos porque ela e sua colega "estavam apenas retornando de uma viagem de negócios".[14]

Nome[editar | editar código-fonte]

De acordo com o estatuto da organização, o nome completo da organização é "Organização Centro de Liberdades Civis da Sociedade Civil" (Centre for Civil Liberties Civil Society Organisation) e a denominação abreviada é "Centro de Liberdades Civis" (Centre for Civil Liberties). Em seu site, a organização se autodenomina, em sua maioria, Centro de Liberdades Civis.[15]

Notas

  1. Na Ucrânia, a premiação conjunta a organizações da Ucrânia, Rússia e Bielorrússia foi criticada por jornalistas por alegadamente defender o estereótipo nacionalista russo dos "três povos irmãos".[12] Também foi criticada a escolha do Comitê Nobel, na época da premiação, de premiar organizações de dois países (Rússia e Ucrânia) que estão em guerra (ainda mais com a Bielorrússia, que também foi premiada, dando apoio logístico ao exército russo).[12] Segundo o Centro das Liberdades Civis (em conferência de imprensa em 8 de outubro de 2022), "de forma alguma este prêmio deveria soar como uma velha narrativa sobre nações fraternas", mas "esta história é sobre resistência ao mal comum".[13]

Referências

  1. «Oleksandra Matviychuk - Ukraine | Coalition for the International Criminal Court». www.coalitionfortheicc.org. Consultado em 17 de agosto de 2021 
  2. a b c d «Center for Civil Liberties» (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  3. a b «Ukraine's Center for Civil Liberties becomes one of Nobel Peace Prize laureates». Ukrinform (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  4. «Nobel Committee Champions Human Rights With 2022 Peace Prize». Radio Free Europe (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  5. a b c Todorov, Svetoslav (14 de fevereiro de 2022). «Meet Oleksandra Matviichuk from Ukraine». Friedrich Naumann Foundation (em inglês). Consultado em 7 de outubro de 2022 
  6. a b Specia, Megan; Mykolyshyn, Oleksandra (7 de outubro de 2022). «Ukraine's Center for Civil Liberties was documenting rights violations long before Russia's full-scale invasion.». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de outubro de 2022 
  7. a b «The Nobel Peace Prize 2022» (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  8. «Belarus, Ukraine, Russia activists win Nobel Peace Prize». BBC News (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  9. «Oleksandra Matviichuk». religiousfreedom.in.ua. Consultado em 17 de agosto de 2021 
  10. «Nobel peace prize given to human rights activists in Belarus, Russia and Ukraine». The Guardian (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  11. «Nobel peace prize 2022 awarded to human rights campaigners in Ukraine, Russia and Belarus – as it happened». The Guardian (em inglês). 7 de outubro de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022 
  12. a b Olena Barsukova (7 de outubro de 2022). «"Give more to the Third Reich": reactions of Ukrainians to the awarding of the Nobel Peace Prize». Ukrayinska Pravda (em Ukrainian). Consultado em 9 de outubro de 2022 
  13. «Nobel Prize for CCL – for our freedom and yours, Oleksandra Matviychuk». Center for Civil Liberties official website (em English). 8 de outubro de 2022. Consultado em 9 de outubro de 2022 
  14. a b Yurii Korogodskyi (8 de outubro de 2022). «We hope to create an international tribunal and punish Putin and Lukashenko, - Central Committee on the Nobel Prize». uk (em Ukrainian). Consultado em 9 de outubro de 2022 
  15. «Statute of Centre for Civil Liberties Civil Society Organisation – new version» (PDF). Centre for Civil Liberties. 27 de junho de 2022. Consultado em 7 de outubro de 2022. Cópia arquivada (PDF) em 7 de outubro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]