Centro de Mísseis e Armas Submarinas da Marinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Centro de Mísseis e Armas Submarinas da Marinha (CMASM) é uma Organização Militar da Marinha do Brasil. Está localizada na ilha do Engenho, no Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

Criado pelo Decreto 82.615 de 8 de novembro de 1978,[1] tinha o objetivo de proporcionar melhores condições para a manutenção e reparo das modernas armas que a Marinha então havia adquirido com as fragatas da Classe Niterói. Para esse fim foram extintos o Centro de Mísseis da Marinha (no Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro) e o Centro de Armamento da Marinha (na ponta da Armação, em Niterói) passando a nova OM a concentrar os seus recursos materiais e humanos.

Características[editar | editar código-fonte]

O CMASM é uma Organização Militar Prestadora de Serviços Especiais (OMPS-E), um Órgão de Distribuição (OD) do Sistema de Abastecimento da Marinha e OM de apoio ao Sistema de Ensino Naval (SEN) para mísseis e armas submarinas, promovendo cursos e adestramentos para oficiais e praças não apenas da Marinha, mas também do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira. Diretamente subordinado à Diretoria Industrial da Marinha (DIM), integra o Setor do Material da Marinha.

As tarefas em cada uma dessas instâncias envolvem a manutenção, o armazenamento e a distribuição dos mísseis, foguetes, torpedos, minas e bombas de profundidade para os navios, submarinos e unidades de fuzileiros navais da esquadra e as demais OM subordinadas aos diversos distritos navais em todo o país. O Centro de Mísseis não armazena os componentes explosivos dos mísseis e torpedos, sendo estes armazenados no Centro de Munições da Marinha.

Notas

Ícone de esboço Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.