Centro de processamento de dados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Interior de um centro de processamento de dados em Tampa, Estados Unidos.

Um Centro de processamento de dados (CPD), também conhecido como data center, é o local onde são concentrados os equipamentos de processamento e armazenamento de dados de uma empresa ou organização[1].

Design[editar | editar código-fonte]

Centro de processamento de dados do Facebook em Prineville, Estados Unidos.

Os CPDs são projetados para atender a rigorosos padrões internacionais. A infraestrutura exige alta segurança física e lógica, asseguradas pelas mais modernas tecnologias do mercado. As normas da Associação das Indústrias de Telecomunicações (AIT) são as mais utilizadas, especificamente a norma AIT 942,[2] que estabelece a classificação de segurança Padrão TIER de 1 a 4.

Segurança[editar | editar código-fonte]

Normalmente projetados para serem extremamente seguros, abrigam milhares de servidores e bancos de armazenamento de dados, processando grande quantidade de informação[3].

Montados num salão protegido contra acesso indevido, tem piso elevado para possibilitar a passagem de cabos elétricos e de dados, armários metálicos (racks), onde são montados os equipamentos e um ambiente totalmente controlado.

Contam com sistemas de extinção de incêndios, sistema inteligente de detecção precoce de fumo e extinção de incêndio com gás inerte, para não afetar os equipamentos. O acesso é controlado por cartões eletrônicos e/ou biometria, monitorização permanente, acesso por porta-eclusa. Ar-condicionado de precisão com monitorização constante, mantém a temperatura constante, resfriando os equipamentos. Ambiente operacional monitorizado permanentemente, em todos os aspectos, físicos e lógicos.

Energia[editar | editar código-fonte]

O abastecimento de energia, além da concessionária local, usa geradores de energia de grande capacidade e fonte de alimentação ininterrupta (também comumente chamados de UPS ou no-breaks) de grande porte, montados em salas anexas, para manter os equipamentos ligados, mesmo em caso de queda no fornecimento. CPDs consomem até cem vezes mais energia que um escritório comum.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Conceito de Centro de processamento de dados» (em inglês). Consultado em 14 de Janeiro de 2016. 
  2. «Texto da norma AIT 942» (PDF) (em inglês). 
  3. «O que é um Data Center?». TeleCorp. Consultado em 14 de Janeiro de 2016. 
  4. «FEMP - Data Center Energy Consumption Trends» (em inglês). 
Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.