Cerco de Charleston

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Charleston
Guerra da Independência dos Estados Unidos
Sullivans-island-1050x777.jpg
Data 29 de março – 12 de maio de 1780
Local Charleston, Carolina do Sul
Desfecho Vitória britânica
Rendição da cidade
Beligerantes
 Grã-Bretanha US flag 13 stars – Betsy Ross.svg Estados Unidos
 França
Comandantes
Reino da Grã-Bretanha Sir Henry Clinton
Reino da Grã-Bretanha Mariot Arbuthnot
Reino da Grã-Bretanha Charles Cornwallis
US flag 13 stars – Betsy Ross.svg Benjamin Lincoln  Rendição (militar)
Reino da França Louis Duportail  Rendição (militar)
Forças
13 500:
infantaria,
fuzileiros,
marinheiros,
milícia
artilharia
5 466:
infantaria,
milícia,
artilharia
Baixas
76 mortos,
182 feridos
92 mortos,
148 feridos
5 266 capturados

O Cerco de Charleston foi uma das grandes batalhas que aconteceram perto do fim da Guerra Revolucionária Americana, depois que os ingleses começaram a mudar sua estratégia para as colônias do sul dos Estados Unidos.

Depois de um cerco de aproximadamente seis semanas, o Major Benjamin Lincoln do Exército Continental se rendeu para os britâncios junto com as suas forças. Essa foi a maior quantidade de perdas sofridas pelos americanos em uma batalha durante a guerra.[1]

Referências

  1. Carl P. Borick (2003). A Gallant Defense. [S.l.]: Univ of South Carolina Press. p. 169. ISBN 978-1-57003-487-9