Ceres (Goiás)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde março de 2011).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde abril de 2011). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Município de Ceres
"CANG (Colônia Agrícola Nacional de Goiás)"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 4 de setembro
Fundação 1953
Gentílico ceresino
Lema "cidade polo"
Prefeito(a) Maria Inês do Rosário Brito (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ceres
Localização de Ceres em Goiás
Ceres está localizado em: Brasil
Ceres
Localização de Ceres no Brasil
15° 18' 28" S 49° 35' 52" O15° 18' 28" S 49° 35' 52" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Ceres IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Rialma, Carmo do Rio Verde, Rubiataba e Ipiranga de Goiás
Distância até a capital 180 km
Características geográficas
Área 213,497 km² [2]
População 20 924 hab. estimativa populacional - IBGE/2012[3]
Densidade 98,01 hab./km²
Altitude 590 m
Clima quente e semi úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,775 (GO: 2º) – alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 178 756,119 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 352,10 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ceres é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população em 2012 foi estimada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 20.924 habitantes,[3] distribuídos em 213 km² de área.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Ceres teve sua origem na Colônia Agrícola de Goiás, cujo primeiro administrador foi o engenheiro Bernardo Sayão Carvalho de Araújo, mais tarde construtor da rodovia Belém-Brasília. Em 4 de setembro de 1953, com terras desmembradas do município de Goiás, o distrito foi elevado à categoria de município. Ceres está situada às margens do Rio das Almas que a separa de Rialma, sendo ligada a esta por duas pontes. Suas principais atividades econômicas são a agricultura (milho, soja e arroz) e a pecuária leiteira e de corte, destacando também no ramo de saúde,a cidade de Ceres possui grande quantidades de médicos, que atendem nas mais diversas áreas

Economia e serviços[editar | editar código-fonte]

O município é também grande produtor de abacaxi, banana, melancia, mandioca, cana-de-açúcar, batata, cará, laranja e produtos hortifrutigranjeiros. Em Ceres localiza-se também um grande criatório de bicho da seda do estado de Goiás. Possui indústrias de farinha, móveis, carroças e serralherias, fábricas de queijo, cerâmica, torrefadoras de café e cerealistas.

Ceres possui belezas naturais como cachoeiras, localizadas no Córrego do Alegrete e no Morro do São Pedro e também com sete escolas municipais, doze estaduais e uma federal. Destaca-se por oferecer ensino técnico, ensino médio integrado ao técnico, curso superiores para todo o Vale do São Patrício e Brasil com o IFG e três particulares.

É referência no setor médico-hospitalar no interior goiano e em toda a região norte do Brasil, com cidade brasileira com maior número de leitos hospitalares por habitante[carece de fontes?]. Conta também com rede de ensino público com o maior índice de alunos aprovados em vestibulares em relação as outras cidades do norte, nordeste e centro-oeste do país[carece de fontes?].

Cultura[editar | editar código-fonte]

Diferente dos dias de hoje, a cidade, principalmente nas décadas de 50 e 70 era palco de vários artistas famosos que no auge de suas carreiras se apresentavam em Ceres. A rádio cultura era a grande responsável por essa efervescência cultural, os shows aconteciam no lendário Cine Vera Cruz e também nos clubes. De tantos artistas que apresentaram em Ceres, podemos citar consagrados nomes como: Nelson Gonçalves, Vicente Celestino, Trio Irakitan, Luiz Gonzaga, Ângela Maria, Nelson Ned e o rei Roberto Carlos. Nos últimos tempos a presença de grandes nomes como: Roberta Miranda, Chitãozinho e Xororó, Leandro e Leonardo, Christian e Ralf, Zezé de Camargo e Luciano, Bruno e Marrone, Gian e Giovane, Rio Negro e Solimões e outros, que estiveram em Ceres para apresentação em comícios políticos ou em datas comemorativas.

Vozes Ceresinas

Criado a mais de 15 anos, as 60 vozes que compõe o Coral Ad Gloriam e regido pelo Maestro Sebastião Rodrigues de Oliveira.

Vida Religiosa

Ceres se diferencia muito das cidades do interior goiano por possuir uma comunidade religiosa eclética, com forte presença de denominações protestantes. Desde o seu início, a cidade recebeu religiosos presbiterianos e batistas, além de outros, que a tornaram uma espécie de base para as suas atividades missionárias na região Centro-Norte do Brasil. Ali, eles se instalaram no Colégio Bandeirante (atual Acampamento Presbiteriano de Ceres - APC) e no Colégio Batista, dando início a vocação educativa da cidade. O Colégio Álvaro de Melo, da Associação Educativa Evangélica, é um dos frutos deste trabalho pioneiro. A presença católica é de igual modo marcante por conta da missão de frades e irmãs franciscanos norte-americanos que lá chegou e iniciou a construção dos edifícios que hoje abrigam o Colégio Imaculada Conceição[carece de fontes?] .

Os templos religiosos se destacam na arquitetura regional. O católico segue uma vertente moderna rara de se encontrar no interior do país e que se remete às construções de Brasília[carece de fontes?]. O presbiteriano, de inspiração gótico-vitoriana, é imponente e o teto de sua nave, com cobertura de madeira, é uma bela obra de arte digna de apreciação. Outras denominações cristãs também são relevantes no contexto religioso da cidade, como a Assembléia de Deus e a Cristã Evangélica. Os representantes espíritas se reúnem no Centro São Vicente de Paulo que há anos promove a religião, além de importantes serviços sociais.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizada no Vale do São Patrício, sua população estimada em 2010 de acordo com o IBGE era de 20.722 habitantes. Sua área é de 214,322 km².

Clima[editar | editar código-fonte]

Ceres possui um clima quente e semi-úmido. No inverno, as mínimas podem chegar aos 12 °C ou menos e as máximas alcançando os 30 °C. Nesse período, a umidade relativa do ar fica baixa (entre 10% e 20% na hora mais quente do dia). Na primavera, as temperaturas sobem mais ainda e podem superar os 40 °C. O mês de setembro é o mais quente tanto à noite quanto de dia, pois as mínimas ficam próximas dos 30 °C e as máximas acima de 40 °C.

Na primavera de 2007 foi registrada uma temperatura de 42 °C, possivelmente uma das maiores temperaturas já registradas na cidade devido ao aquecimento global.(No verão, o tempo segue com pancadas fortes de chuvas no fim da tarde e com ocasionais tempestades com rajadas de vento que podem atingir 70 km/h).

Tabela climática de Ceres
Temperaturas
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Média
Média Máxima °C 27°C 29°C 31°C 29°C 29°C 29°C 30°C 32°C 35°C 33°C 29°C 27°C 30°C
Média minima °C 20°C 20°C 20°C 18°C 16°C 13°C 12°C 15°C 19°C 22°C 21°C 20°C 19°C
Precipitação
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total
Total mm 318mm 233mm 175mm 114mm 27mm 5mm 3mm 13mm 44mm 129mm 212mm 302mm 1575mm
Dados referentes 2007.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Ceres possui vários eventos importantes.

Fevereiro: Comemorações religiosas da semana santa, com as tradicionais missa de lava pés, missa de ramos e a procissão do senhor morto, na sexta-feira da paixão, Retiro de carnaval no APC, Noite evangélica.

Março: 8 de março, sessão especial ao Dia da Mulher, realizado pela Câmara Municipal; 17 de março, feriado municipal em comemoração ao Dia de São Patrício, padroeiro de Ceres.

Maio: Dia do Trabalho.

Junho: Arraial da Praça, Grande Festa Junina na Praça Cívica de Ceres. Tradicionais barraquinhas, organizadas por diversas escolas; Jogos Estudantis.

Julho: Semana de Bernardo Sayão – homenagem em comemoração ao nascimento de Bernardo Sayão.

Agosto: Festa Folclórica - Escolas Enace feira do administrador

Setembro: Aniversário da cidade; Campeonato Goiano de Motocross; Desfile Estudantil Corrida de Pedestres; Exposição Agropecuária; Simposio de Cardiologia

Outubro: Feira de Ciências do Comemorações ao Dia da Criança;

Dezembro: Gincana contra a AIDS – Organizado pelo grupo Amor e Vida; Comemoração do Dia de Nossa Senhora Imaculada Conceição.

Um dos destaques da cidade é o Centro Cultural de Ceres que foi construído em uma área de 1.527m², como instalação em três níveis e é hoje um marco cultural no interior do Estado[carece de fontes?].

Entre os eventos temos a Etapa do Campeonato Goiano de Motocross .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b "Divisão Territorial do Brasil". Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consult. 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). "Área territorial oficial". Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consult. 5 dez. 2010. 
  3. a b "Estimativa Populacional 2012" (PDF). Estimativa Populacional 2012. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 01 de julho de 2012. Consult. 28 de janeiro de 2013. 
  4. "Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil" (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consult. 2 de agosto de 2013. 
  5. a b "Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008". Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consult. 11 dez. 2010.