Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Segmento "A New Era and Eternity" da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000

A Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000 foi realizada no dia 15 de setembro de 2000, no ANZ Stadium.

Programa[editar | editar código-fonte]

Bem Vindo[editar | editar código-fonte]

A cerimônia começou com um tributo aos Cavalos, com a chegada de um cavaleiro solitário, Steve Jefferys. Ele rachou então seu stockwhip e uns 120 cavaleiros mais adicionais e seus cavalos entraram no estádio e executaram as etapas intricadas, dando forma aos anéis olímpicos, ao som da música composta por Bruce Rowland. Uma bandeira gigante, pintada pelo artista Ken de Sydney feita, disse o " G' Day" ao mundo.

Hino[editar | editar código-fonte]

O hino nacional australiano, "Advance Australia Fair", foi executado por Julie Anthony. O desempenho é considerado ainda por muitos como a grande capitulação de um hino nacional em toda a cerimônia olímpica.

Sonho do Mar Profundo[editar | editar código-fonte]

Este segmento comemora a afinidade australiana com o mar, transformando no estádio em um grande aquário. Nikki Webster chega a praia em uma iluminação normal, mas depois, há uma diminuição de luz e tudo fica meio escuro. Os executores representam o mar e a vária fauna aquática aparece e move-se em torno da arena. Nikki Webster é içada então acima no ar por fios aéreos e por nadadas com as criaturas do mar.

Despertar[editar | editar código-fonte]

Este segmento, comemora a aborígene australiana que data milhares de anos. Uma boa vinda especial foi feita aos países que competem nos jogos. Uma pessoa idosa aborígene guiou Nikki Webster com o segmento. A narração para o segmento era pelo Dingo de Ernie.

Natureza[editar | editar código-fonte]

Neste segmento, foi apresentada a natureza, os animais selvagens e a flora australiana. Começa com vários executores de fogo, movendo-se através do estádio. Assim, depois, apresentam a flora, com pessoas fantasiadas de flores. A fauna, que são representadas por 7 pinturas enormes por Jeffrey Sammuels, é revelada então, descrevendo a vida animal indígena em Austrália. O sonho como a música ouvida durante esta seqüência foi composto e conduzido pelo compositor de Australiano, Chong Lim.

Acendimento da pira[editar | editar código-fonte]

Coube à velocista Cathy Freeman a honra de acender a pira olímpica. Contudo, o ponto alto da cerimônia de abertura quase se revelou um fiasco. Após emergir de dentro da água, a pira permaneceu travada e imóvel, por mais de três minutos. Finalmente, os engenheiros do estádio olímpico conseguiram corrigir a falha, quando o gás de reserva já estava quase acabando, e a pira então foi erguida em sua posição definitiva.[1][2][3][4]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 2000
  1. «Traje olímpico sumido é devolvido após 14 anos - BBC Brasil». Consultado em 9 de agosto de 2016 
  2. Payne, Michael (1 de janeiro de 2006). a virada OLímpica. [S.l.]: Casa da Palavra. ISBN 9788577340118 
  3. «Austrália espera ter recuperado traje olímpico perdido em Olimpíada - 23/12/2014 - Esporte - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  4. «Conheça a história da Tocha Olímpica». Consultado em 9 de agosto de 2016