Cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Verão de 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Verão de 2020
Localização Estádio Olímpico de Tóquio, Tóquio
Data 24 de agosto de 2021

A cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos de Verão de 2020 ocorreu no dia 24 de agosto de 2021 no Estádio Olímpico de Tóquio, no Japão.

Local[editar | editar código-fonte]

Estádio Nacional do Japão

O Estádio Nacional do Japão, também conhecido como Estádio Olímpico, serviu como o estádio principal para a cerimônia de abertura. O estádio também serviu como estádio principal para a cerimônia de encerramento e as provas de atletismo.[1][2]

Parada das Nações[editar | editar código-fonte]

Evelyn de Oliveira e Petrúcio Ferreira, como porta-bandeiras da delegação brasileira.

No edital da Seleção Paralímpica de Refugiados, foi informado que a seleção entraria em primeiro lugar no desfile das nações.[3] Os demais países entrarão na ordem alfabética japonesa, com o anfitrião, o Japão, entrando por último como anfitrião das Paralimpíadas.[carece de fontes?]

Destaques[editar | editar código-fonte]

  • Por conta da crise política, o Afeganistão não enviou atletas para essa edição, no entanto, houve o desfile da sua bandeira mesmo assim por um voluntário na parada das nações. A atitude foi vista como uma homenagem ao país.[4]
  • Uma atriz japonesa, cadeirante de apenas 13 anos, se apresentou vestida de um avião com apenas uma asa, ficando conhecida como Monoasa. A personagem foi ajudada por vários outros aviões, que apresentavam deficiências diferentes. A ideia é apresentar uma construção social de conveniência e inclusão social.[5]
  • Logo após as declarações oficiais de abertura, a Monoasa volta ao palco, mas agora mais confiante que pode voar, sendo acompanhada por um caminhão colorido, se encerrando com uma apresentação de música.[5]
  • A campanha #WeThe15 foi muito celebrada durante a abertura, correspondendo aos 15% da população mundial com deficiência.[6]
  • Participaram do ultimo revezamento da tocha antes da inauguração: Kuniko Obinata, dona de dez medalhas em Paralimpíadas de Inverno; Masahiko Takeuchi, veterano da segunda Paralimpíada, em 1964, a primeira realizada em Tóquio; e Mayumi Narita, nadadora com 25 medalhas paralímpicas, sendo 20 de ouro. A tocha foi acesa por profissionais de saúde, mas que irão competir nas paralimpíadas, sendo eles: Yui Kamiji (tênis sobre cadeira de rodas), Shunsuke Uchida (bocha) e Karin Morisaki (halterofilismo).

Autoridades presentes[editar | editar código-fonte]

Autoridades presentes durante a Cerimônia de Abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio
  •  Colômbia - Presidente e orientador da Participação de Pessoas com Deficiência Jairo Clopatofsky

Hinos[editar | editar código-fonte]

Chama paralímpica[editar | editar código-fonte]

Pira sendo acessa durante a abertura dos Jogos Paralímpicos.

Dada a disseminação do novo coronavírus que atingiu níveis recordes no Japão nas últimas semanas, a chama paralímpica não foi realizada em vias públicas como medida de segurança para evitar congestionamentos.[7]

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Tokyo 2020 Paralympic Games - Opening and Closing Ceremonies». Tokyo 2020 (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2021 
  2. «Tokyo 2020: Paralympic competition schedule unveiled». International Paralympic Committee (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2021 
  3. «IPC announces six athletes to compete for the Refugee Paralympic Team at Tokyo 2020». International Paralympic Committee (em inglês). Consultado em 2 de julho de 2021 
  4. «Paralimpíadas: abertura tem protesto, dupla brasileira e bandeira afegã». www.uol.com.br. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  5. a b «Cerimônia de abertura das Paralimpíadas tem cores, luzes e muita festa». Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes. 24 de agosto de 2021. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  6. «Cerimônia de abertura das Paralimpíadas aborda inclusão». Revista Época. Consultado em 24 de agosto de 2021 
  7. Agência Estado (20 de agosto de 2021). «Revezamento da tocha paralímpica começa em Tóquio sem a presença de público». Correio Braziliense. Consultado em 24 de agosto de 2021