Chairil Anwar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Chairil Anwar
Nascimento 26 de julho de 1922
Medan
Morte 28 de abril de 1949 (26 anos)
Jacarta
Cidadania Indonésia
Ocupação poeta, escritor

Chairil Anwar (Medan, Sumatra, 26 de julho de 1922Jakarta, 28 de abril de 1949) foi um poeta indonésio.

Frequentou a escola primária em Jacarta, para onde a família se havia mudado, e apenas durante dois anos uma escola preparatória de língua holandesa em Mulo. Começou a escrever poesia quando ainda adolescente tendo, no entanto, destruído a grande maioria do espólio da sua juventude.

Em 1940 foi viver para Jacarta, onde se revelou como um pioneiro da Empatpuluh Lima, a chamada "Geração de 45", movimento artístico-cultural indonésio que proclamava como objectivos: uma aproximação ao modernismo formal europeu, procurando fixar os regionalismos e atenuar a influência da língua colonial holandesa; e uma maior consciencialização política, já que o movimento se assumia como porta-voz da revolução no país. De notar, a título de explicação, que a Indonésia se tornou numa república em 1945, completamente reconhecida pela supremacia holandesa que a detinha como país independente no mesmo ano da morte do poeta.

Chairil tornou-se, em 1947, um dos editores principais da revista literária mais conceituada na época. Utilizando uma língua formalmente criada em 1928, o Bahasa Indonesia, Chairil procurou, através de um experimentalismo ousado, formular uma tensão sexual e emocional, contribuindo assim para a legitimação de uma identidade cultural indonésia, mesmo que, para tal, tenha encontrado inspiração em modelos europeus como T. S. Eliot, Rainer Maria Rilke e Emily Dickinson. Durante a sua breve vida, publicou os seus poemas apenas em periódicos. Aku de 1943 e Dipo Negro também de 1943 reflectem bem a vertente nacionalista da obra do poeta, sendo, por exemplo, Dipo Negro o nome de um herói indonésio do século XIX que tentou lutar pela independência do território.

Tido como um dos maiores poetas do seu país, influência profunda na poesia e na prosa pós-independentista, Chairil levou uma vida desenfreada. A vitalidade que marcou os que o conheceram foi uma dessas dádivas ligeiras, dizendo-se de Chairil ter sido uma "ave tocando as águas".

Chairil morreu jovem, com 27 anos de idade, de sífilis.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chairil Anwar