Cipreste-sawara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Chamaecyparis pisifera)
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCipreste-sawara
Sawara.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Pinophyta
Classe: Pinopsida
Ordem: Pinales
Família: Cupressaceae
Género: Chamaecyparis
Espécie: C. pisifera
Nome binomial
Chamaecyparis pisifera
(Siebold & Zucc.) Endl.

A Chamaecyparis pisifera ou cipreste-sawara (que inclui as variedades cultivares designadas vulgarmente por Tuia-azul, tuia-macarrão) é uma árvore conífera da família Cupressaceae, espontânea no centro do Japão.

Características[editar | editar código-fonte]

É uma árvore de crescimento lento que chega a atingir a altura de 35 metros e um tronco de 1 metro de diâmetro. Tem casca castanha-avermelhada. As suas folhas assemelham-se a escamas, de 2 a 4 mm de comprimento, com extremidades pontiagudas (ao contrário das extremidades grossas do cipreste anão de Hinoki, Chamaecyparis obtusa, que pertence ao mesmo género), verdes na página superior e com uma banda estomática branca na página inferior de cada folha escamiforme. Os seus frutos estão dispostos em estróbilos globosos, de 4 a 8 mm de diâmetro, com 6 a 10 escamas dispostas em pares opostos. Um cipreste semelhante, espontâneo da Formosa, o cipreste da Formosa, Chamaecyparis formosensis, difere da tuia azul pelos seus estróbilos ovóides, com 6 a mm de comprimento e 10 a 16 escamas. Suas folhas contém diterpenos fenólicos e ácido pisiférico como constituintes majoritários.[1][2]

Uso[editar | editar código-fonte]

Folhas juvenis em forma de agulha da variante cultivar "Boulevard"

É cultivada no Japão pela sua madeira de excelente qualidade. É usada como material de construção para palácios, templos, santuários, saunas e no fabrico de caixões. A madeira tem um odor a limão, tem brilho e tem grã direita, muito resistente ao apodrecimento.

É também popular enquanto árvore ornamental em parques e jardins, no Japão e noutros países de clima temperado, incluindo Europa ocidental e algumas regiões da América do norte. Existe uma grande quantidade de variedades cultivares usadas em jardinagem, incluindo formas anãs, com folhagem amarelada ou azul-esverdeada, ou com folhas juvenis com a forma de agulhas. As formas cultivares mais frequentes incluem a 'Plumosa', 'Squarrosa' e 'Boulevard'.

Referências

  1. Yatagai M., Takahashi T., Phytochemistry, 19, 1149—1151 (1980)
  2. Xiao D., Kuroyanagi M., Itani T., Tatsuura H., Udayama M., Murakami M., Umehara K., Kawahara N., Chem. Pharm. Bull., 49, 1479—1481 (2001)
Ícone de esboço Este artigo sobre coníferas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cipreste-sawara