Charles Baron Clarke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Charles Baron Clarke
Nascimento 17 de junho de 1832
Andover
Morte 25 de agosto de 1906 (74 anos)
Londres
Cidadania Reino Unido
Alma mater Queens' College, Cambridge
Ocupação botânico
Prêmios membro da Royal Society

Charles Baron Clarke (Andover, Hampshire, Inglaterra, 17 de junho de 1832Londres, 25 de agosto de 1906) foi um botânico inglês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de Turner Poulter Clarke e de Elizabeth Parker. Estudou no King's College de Londres de 1846 a 1852, e logo depois no Trinity College, Cambridge, de 1852 a 1856, onde se graduou como Bacharel de Artes; e Master de Artes no "Lincoln’s Inn" em 1859.

Lecionou no "The Queen's College" de Oxford de 1856 a 1865 até tornar-se Presidente do Colégio de Calcutá; dirigindo o jardim botânico da cidade de 1869 a 1871.

Tornou-se membro da Royal Society em 8 de junho de 1882 e de numerosa outras sociedades científicas como a Sociedade Linneana de Londres (que presidiu de 1894 a 1896) e a Sociedade geológica de Londres.

Foi o autor de Commelinacae (1881) e de Crytandraceea (1883). Estudou a flora da Caxemira e da Índia.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Allen G. Debus (dir.) (1968). World Who’s Who in Science. A Biographical Dictionary of Notable Scientists from Antiquity to the Present. Marquis-Who’s Who (Chicago) : xvi + 1855 p.
  • Brummitt RK; Powell CE. (1992). Authors of Plant Names. Royal Botanic Gardens, Kew. ISBN 1-84246-085-4.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.