Charles Forte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Charles Forte
Nome nativo Charles Forte, Baron Forte
Nascimento 26 de novembro de 1908
Casalattico
Morte 28 de fevereiro de 2007 (98 anos)
Londres
Cidadania Reino Unido
Ocupação empresário

Charles Forte (Casalattico, 26 de Novembro de 1908Londres, 28 de Fevereiro de 2007) foi um hoteleiro italiano naturalizado inglês.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Charles Forte nasceu próximo de Roma, em 1908, tendo emigrado para a Escócia quando tinha quatro anos de idade. Frequentou a "Alloa Academy" e o "Dumfries College". rabalhou na rede de cafés do seu pai, até que em 1935, aos 26 anos de idade, montou a sua primeira leitaria como Strand Milk Bar Ltd. Rapidamente começou a expandir-se para o catering e para os negócios de hotelaria. Depois da Segunda Guerra Mundial, a sua companhia mudou o nome para Forte Holdings Ltd.

Comprou o "Cafe Royal" em 1954 e por essa época ganhou o primeiro contrato para fornecer os serviços de catering ao novo aeroporto londrino de Heathrow. Abriu a primeira estação de serviço para carros em Newport Pagnell em 1959 e ao mesmo tempo começou a adquirir hotéis, a começar pelo Waldorf em Londres.

O Trust Houses Group Ltd e o Forte Holdings fundiram-se em 1970 para se tornarem na Trust House Forte ou THF.

O seu primeiro hotel de beira de estrada abriu nas Midlands, em 1985, para captar condutores que necessitassem de uma cama para passar a noite.

Através de fusões e expansões, Forte elevou o Forte Group a um negócio multi-bilionário. O seu império inclui as redes de restaurantes de beira de estrada Little Chef e Happy Eater, os Hotéis Crest, Forte Grand, Travelodge e Hotéis Posthouse, tal como o comércio de vinhos Grierson-Blumenthal e uma participação maioritária (apesar de não-controladora) no Savoy Hotel.

A sua companhia também fornecia comida para os aviões, assim como para alguns dos maiores hotéis. No seu auge chegou a ter 68.000 empregados.

A participação na Grierson-Blumenthal foi uma aquisição forçada pelo grupo; criada para ser uma holding pessoal entre Charles Forte e os companheiros de direcção do grupo, com o fim de fornecer bebidas alcoólicas aos restaurantes e hotéis Forte com substanciais proveitos pessoais. Essa situação durou até surgir o interesse na prossecução dos actos da companhia, nos finais da década de 1970, o que obrigou os directores a incorporarem a "Grierson-Blumenthal" como uma subsidiária do grupo.

Forte foi o CEO desde 1971 e o presidente desde 1982 (quando o seu filho, Sir Rocco Forte, tomou posse como CEO). O "Happy Eater" e as cinco áreas de serviço Welcome Break foram compradas da "Hanson Trust PLC" em 1 de Agosto de 1986. No final da década de 1990, a companhia foi rebatizada como Forte.

Lord Forte passou o controlo total para o seu único filho, Rocco, em 1992, mas rapidamente o "Grupo Forte" foi confrontado com uma oferta pública de aquisição por parte da Granada. Em última análise, a Granada teve sucesso com uma oferta de 3.9 biliões de libras em Janeiro de 1996, o que deixou a família com cerca de 350 milhões de libras em cash.

Charles Forte foi feito cavaleiro em 1970 e recebeu o título, não-hereditário, de Barão Forte de Ripley, no condado de Surrey, em 1982.

Em 2003, depois do fim da fusão com o Compass Group, do grupo de interesses da Granada, o uso da marca registada Forte voltou para Sir Rocco Forte num gesto feito com a intenção de dispersar a amarga legalidade da transferência da administração. Rocco é agora o proprietário do grupo Rocco Forte Hotels.

O nome Forte continua nos Rocco Forte Hotels, uma cadeia de 10 luxuosos Hotéis (como Hotel Balmoral) espalhados por várias cidades europeias.

Lord Forte morreu aos 98 anos de idade.

Referências[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Forte, Charles. Autobiography of Charles Forte. Sidgwick & Jackson Publisher. London, 1986

Ligações externas[editar | editar código-fonte]