Charlie's Angels (filme de 2019)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Charlie's Angels
Charlie's Angels (filme de 2019)
Pôster promocional
No Brasil As Panteras
Em Portugal Os Anjos de Charlie
 Estados Unidos
2019 •  cor •  119 min 
Gênero comédia de ação
aventura
Direção Elizabeth Banks
Produção Elizabeth Banks
Max Handelman
Elizabeth Cantillon
Doug Belgrad
Roteiro Elizabeth Banks
História Evan Spiliotopoulos
David Auburn
Baseado em Charlie's Angels
Elenco Kristen Stewart
Naomi Scott
Ella Balinska
Noah Centineo
Sam Claflin
Djimon Hounsou
Elizabeth Banks
Patrick Stewart
Jonathan Tucker
Nat Faxon
Luis Gerardo Méndez
Chris Pang
Música Brian Tyler, Ariana Grande
Cinematografia Bill Pope
Edição Mary Jo Markey
Companhia(s) produtora(s) Columbia Pictures
2.0 Entertainment
Brownstone Productions
The Cantillon Company
Flower Films
Distribuição Sony Pictures
Lançamento
  • 14 de novembro de 2019 (2019-11-14) (Brasil)[1]
  • 15 de novembro de 2019 (2019-11-15) (Estados Unidos)
  • 28 de novembro de 2019 (2019-11-28) (Portugal)[2]
Idioma inglês
Orçamento US$ 48–55 milhões
Receita US$ 73,3 milhões[3][4]

Charlie’s Angels (bra: As Panteras[1]; prt: Os Anjos de Charlie[2]) é um filme estadunidense de comédia de ação e aventura de 2019 dirigido por Elizabeth Banks, que também desenvolveu o roteiro a partir da história de Evan Spiliotopoulos e David Auburn. É o terceiro filme da franquia homônima, por sua vez baseada na telessérie homônima criada por Ivan Goff e Ben Roberts. O elenco é composto por Kristen Stewart, Naomi Scott, Ella Balinska, Sam Claflin, Noah Centineo, Djimon Hounsou, Jonathan Tucker, Banks, Nat Faxon, Luis Gerardo Méndez, Chris Pang e Patrick Stewart. Foi lançado oficialmente, nos Estados Unidos, em 15 de novembro de 2019 pela Sony Pictures.[5][6][7]

O filme teve uma recepção mediana por parte dos críticos e angariou 27 milhões de dólares em bilheteria no seu primeiro final de semana, estreando em terceiro lugar nos Estados Unidos (abaixo do esperado).[8] O filme acabou sendo um fracasso de bilheteria,[9] arrecadando no total apenas 73 milhões de dólares nas bilheterias, diante de um orçamento de produção estimado entre 48 milhões e 55 milhões de dólares e um orçamento de publicidade de aproximadamente 50 milhões.[10][4]

Enredo[editar | editar código-fonte]

As Panteras sempre estiveram a disposição para prover segurança e truques investigativos para clientes exclusivos. Agora a Agência Townsend se expandiu a nível internacional, com as mais inteligentes, mais destemidas e mais treinadas mulheres do planeta. O filme começa com uma cena no Rio de Janeiro, onde duas das panteras, Jane e Sabina, capturam um gangster internacional chamado Jonny Smith e o entregam às autoridades americanas.

Um ano depois, uma programadora chamada Elena Houghlin desenvolve um novo dispositivo de energia chamado Calisto. Porém, o Calisto contém uma falha, que pode desencadear convulsões fatais quando usado. Um dos chefes de Elena, Peter Fleming, quer lançar logo o Calisto no mercado e proíbe Elena de falar sobre a falha para o chefe deles, Alexander Brok. Temendo o que pode acontecer se o Calisto for colocado à venda com a falha, Elena começa a procurar ajuda. A Agência Townsend fica sabendo disso e também que alguém está querendo matar Elena, mas não sabem porquê. Eles então enviam Jane, Sabina e um agente chamado Edgar para se encontrar com Elena em Hamburgo. Durante a reunião, um assassino chamado Hodak chega e tenta matar Elena. Jane, Sabina e Edgar conseguem salvar Elena, mas na confusão Edgar é baleado por Hodak e morre. Hodak escapa.

Após a morte de Edgar, uma das líderes das panteras, Rebeca "Bosley", vai se encontrar com Elena, Jane e Sabina. Elena conta para elas sobre a falha no Calisto e elas decidem entrar na empresa para pegar os exemplares restantes do Calisto. Mas Fleming já havia pegado todos. Usando os serviços da Agência Townsend, elas descobrem que Fleming pretende vender os exemplares do Calisto para um grupo de criminosos em Istambul. Elas então vão para Istambul e Jane utiliza um dos seus antigos contatos da inteligência britânica, Fátima, para localizar Fleming. Elas o procuram primeiro em uma corrida de cavalos, acreditando que seria o local onde Fleming faria a venda do Calisto. Porém, ele só foi até a corrida de cavalos para pegar um carro até outro lugar.

Fleming vai fazer a venda em uma pedreira remota e Jane, Sabina, Elena e Rebeca o seguem até lá. Chegando na pedreira, Fleming se encontra com Jonny Smith, que aparentemente fugiu das autoridades e está acompanhado de Hodak. Jonny Smith é apenas o representante do comprador. Antes de efetuar a venda, Jonny pede a Fleming que dê uma demonstração de que o Calisto realmente funciona. Mas Fleming não sabe como usar o Calisto, irritando Hodak, que mata Fleming. As Panteras tentam capturar os bandidos e recuperar o Calisto. Durante a confusão, Rebeca vai embora do local repentinamente, atrapalhando as Panteras. Smith e Hodak conseguem fugir com os exemplares do Calisto.

Sabina, Jane e Elena voltam para o esconderijo. Sabina estranha o fato de Rebeca ter sumido no meio da batalha e suspeita que ela estaria traindo a Agência. De repente, uma bomba explode no esconderijo. Logo após a explosão, outro líder das panteras, John "Bosley", aparece e leva Elena embora com ele. Sabina e Jane conseguem sobreviver a explosão e procuram ajuda médica de Fátima. Rebeca reaparece e explica para elas que John é o verdadeiro traidor. Depois que foi preterido para suceder Charlie Townsend na Agência das Panteras, ele decidiu trair a agência e começar a montar sua própria rede de criminosos. Rebeca também conta que sumiu no meio da batalha porque estava tentando capturar John. Rebeca, Jane e Sabina então se preparam para resgatar Elena.

John leva Elena até a casa de Alexander Brok, para quem está trabalhando como chefe de segurança. Brok está organizando uma festa, na qual pretende lançar o Calisto no mercado e revolucionar a indústria de energia. Brok revela que era ele quem estava tentando matar Elena porque ele já sabia da falha do Calisto e não queria que Elena revelasse a falha antes do Calisto ser lançado. O assassino Hodak também está trabalhando para Brok. Mas John e Hodak traem Brok e tomam para si o Calisto, planejando usá-lo como arma. John também faz um colega de Elena, Lagnston, como refém. Mas Rebeca, Jane e Sabina chegam a festa e Sabina resgata Elena e Langston. Jane e Hodak lutam na festa e Jane mata Hodak, vingando a morte de Edgar. O traidor John é capturado e preso pelas Panteras, assim como Alexander Brok. Jane e Lagnston começam um relacionamento.

Terminada essa missão, Rebeca, Jane e Sabina convidam Elena para se tornar uma Pantera como elas. Elena aceita e começa a fazer treinamento para se tornar pantera na Agência Townsend. Em uma cena pós-crédito, Elena conclui o treinamento e recebe uma tatuagem, tornando-se oficialmente uma Pantera e formando uma equipe com Sabina e Jane.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

Estúdio de dublagem - Delart
Produção
  • Direção de Dublagem: Andrea Murucci[11]
  • Cliente: Sony Pictures[11]
  • Tradução: Bianca Daher[11]
  • Mixagem: Gustavo Andriewiski
Dubladores[11]
  • Elena - Pamela Rodrigues[11]
  • Sabina - Flávia Saddy[11]
  • Jane - Hannah Buttel[11]
  • Bosley - Miriam Ficher[11]
  • John Bosley - Márcio Simões[11]
  • Alexander - Raphael Rossatto[11]
  • Peter - Duda Espinosa[11]
  • Edgar Bosley - Ronaldo Julio[11]
  • O Santo - Nando Lopes[11]
  • Johnny - Mckeidy Lisita[11]
  • Kelly Garret - Angela Bonatti[11]
  • Langston - Felipe Drummond[11]
  • Fátima - Mônica Rossi[11]
  • Sidam - Bruno Rocha[11]
  • Charles - Julio Chaves[11]
  • Susan - Iara Riça[11]
  • Danica - Fabiana Aveiro[11]
  • Ingrid - Morgana Bernabucci[11]
  • Chloe - Bruna Laynes[11]
  • Ralph - Alexandre Drummond[11]
  • Laverne - Carla Pompilio[11]

Produção[editar | editar código-fonte]

Em 15 de setembro de 2015, foi anunciado que a Sony Pictures Entertainment estava preparando um terceiro filme da franquia Charlie's Angels, com Elizabeth Banks em negociações para dirigir o projeto.[12] Em julho de 2018, foi anunciado que Kristen Stewart, Naomi Scott e Ella Balinska seriam as novas protagonistas e Banks também atuaria como Bosley, e o filme apresentaria vários personagens com o mesmo nome.[13][13] Em setembro de 2018, Patrick Stewart foi escalado como o segundo Bosley.[14] Na mesma semana, Luis Gerardo Méndez, Djimon Hounsou e Jonathan Tucker se juntaram no elenco, com Luis interpretando The Saint e Djimon como o terceiro Bosley.[15][16][17] Em outubro de 2018, Sam Claflin, Noah Centineo, Nat Faxon e Chris Pang se juntaram ao elenco.[18][19][20]

As filmagens começaram em 2 e 7 de outubro de 2018 em Hamburgo, Alemanha, 3 de dezembro de 2018 em Istambul, Turquia e foi concluída em 9 de dezembro de 2018.[21][22][23][24] O primeiro trailer foi lançado em 27 de junho de 2019.[25]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2019, Brian Tyler foi anunciado como o compositor da trilha sonora.[26] As cantoras estadunidenses Ariana Grande, Miley Cyrus e Lana Del Rey gravaram uma colaboração intitulada "Don't Call Me Angel", que foi lançada em 13 de setembro de 2019. A faixa foi produzida por Grande em conjunto com Max Martin, Savan Kotecha e Ilya Salmanzadeh e o clipe dirigido por Hannah Lux Davis.[27]

Ariana Grande fez toda a trilha sonora do filme ao lado de Brian Tyler, incluindo a música (She) Got Her Own.

A trilha sonora de As Panteras, que produzida por Ariana Grande, teve o seu tracklist revelado, anunciando uma música solo de Anitta, intitulada "Pantera". O álbum ainda reuniu Nicki Minaj, Normani, Donna Summer e teve o primeiro single, "Don't Call Me Angel", com Miley Cyrus, Lana Del Rey e Ariana Grande.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado em 14 de novembro de 2019 pela Sony Pictures Entertainment.[28]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Até 17 de novembro de 2019, Charlie's Angels tinha angariado pelo menos US$ 8,6 milhões de dólares nos Estados Unidos e no Canadá, e US$ 19,3 milhões em outros territórios, com um total arrecadado de US$ 27,9 milhões.[3][4] Embora tenha estreado em 3 400 e tenha tido um lucro alto no primeiro dia, US$ 3,1 milhões, o lucro acabou caindo e sua estreia no final de semana ficou em terceiro lugar no total.[8] No total, o filme ainda conseguiu arrecadar um pouco mais do que o orçamento de produção, mas não suficiente para cobrir também o marketing. O filme arrecadou apenas 73,3 milhões de dólares nas bilheterias mundiais, sendo que o orçamento de produção ficou entre 48 milhões e 55 milhões e o marketing foi de 50 milhões. O USA Today e a Variety escolheram o filme como um dos maiores fracassos de bilheteria de 2019.[29][30] Segundo o The Hollywood Reporter, Charlie's Angels falhou em tentar atrair seu público alvo, sendo este pessoas acima de 35 anos e mulheres jovens.[31]

A atriz e diretora Elizabeth Banks culpou a mídia e o marketing pela bilheteria do filme, dizendo que o filme foi apresentado de uma forma errada, como se fosse um manifesto feminista feito só para mulheres e não um filme de ação, o que afastou parte do público.[32][33] Banks também chegou a culpar o machismo pela bilheteria do filme, dizendo que "homens não vão ver filmes de ação protagonizados por mulheres".[34] Já a atriz Kristen Stewart falou: "parece que ninguém quer aceitar uma história feminista". Ela também lamentou a bilheteria, indicando que provavelmente o filme não terá uma sequência, mas disse que mesmo assim sente orgulho do filme.[35] Contudo, cinco anos depois, Stewart mudou de posição, afirmando para a revista Variety, que ela "odiou" fazer o filme, também dizendo que adorava o remake do ano 2000.[36]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Charlie's Angels teve uma recepção mista por parte dos críticos. No site Rotten Tomatoes, o filme tem um índice de aproveitamento de 52%, baseado em 215 resenhas, com uma nota média de 5,36/10. O consenso no site era que "Sério e enérgico, mesmo um tanto desigual, Charlie's Angels de Elizabeth Banks adiciona um novo sabor a franquia com boas performances de suas três atrizes."[37] No Metacritic, o filme recebeu uma nota de 52 (de 100), baseado em 41 críticas, indicando uma recepção mediana.[38] No CinemaScore, a recepção do público foi mais positiva, com uma nota "B+" numa escala de A+ até F, enquanto no site da PostTrak a média de aceitação do público ficou em 69%, com 46% afirmando que recomendavam o filme.[8]

Referências

  1. a b «As Panteras». AdoroCinema. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  2. a b «Os Anjos de Charlie». filmSPOT. Consultado em 13 de maio de 2022 
  3. a b «Charlie's Angels (2019)». Box Office Mojo. IMDb. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  4. a b c «Charlie's Angels (2019)». The Numbers. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  5. https://www.cinemablend.com/news/2470402/apparently-the-new-charlies-angels-movie-is-actually-a-sequel
  6. https://www.vogue.co.uk/article/charlies-angels-film
  7. Ford, Rebecca (16 de dezembro de 2015). «'Charlie's Angels' Reboot Lands Writer (Exclusive)». The Hollywood Reporter. Consultado em 17 de dezembro de 2015 
  8. a b c D'Alessandro, Anthony (14 de novembro de 2019). «'Ford v Ferrari' Cruising To $28M+, 'Charlie's Angels' Kicked Out Of Heaven With $10M+ Start». Deadline Hollywood. Consultado em 18 de novembro de 2019 
  9. «Elizabeth Banks Takes Responsibility for Charlie's Angels' Box Office Failure». CBR.com. Consultado em 5 de agosto de 2023 
  10. https://deadline.com/2019/11/ford-v-ferrari-charlies-angels-box-office-opening-preview-1202784822/
  11. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y «As Panteras». DelartRio. Consultado em 26 de maio de 2022. Cópia arquivada em 26 de maio de 2022 
  12. «Elizabeth Banks in Talks to Direct New 'Charlie's Angels' Film For Sony». TheWrap (em inglês). 15 de setembro de 2015. Consultado em 28 de junho de 2019 
  13. a b «Director Elizabeth Banks to play Bosley in Charlie's Angels reboot». Independent.ie (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  14. «Patrick Stewart to Play Bosley in 'Charlie's Angels' (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  15. «Luis Gerardo Méndez Joins Kristen Stewart, Elizabeth Banks in 'Charlie's Angels' (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  16. N'Duka, Amanda; N'Duka, Amanda (26 de setembro de 2018). «'Westworld' & 'Kingdom' Actor Jonathan Tucker Joins Sony's 'Charlie's Angels' Reboot». Deadline (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  17. Kroll, Justin; Kroll, Justin (28 de setembro de 2018). «Djimon Hounsou Joins 'Charlie's Angels' as One of the Bosleys (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  18. Kroll, Justin; Kroll, Justin (1 de outubro de 2018). «Sam Claflin Joins 'Charlie's Angels' Reboot (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  19. Kroll, Justin; Kroll, Justin (2 de outubro de 2018). «Noah Centineo Joins 'Charlie's Angels' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  20. Kroll, Justin; Kroll, Justin (23 de outubro de 2018). «'Charlie's Angels' Reboot Adds Nat Faxon, Chris Pang (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  21. ghermanns (24 de setembro de 2018). «Production Begins on New Charlie's Angels Movie!». ComingSoon.net (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  22. «Elizabeth Banks' Charlie's Angels Reboot Wraps Production». ComingSoon.net (em inglês). 10 de dezembro de 2018. Consultado em 28 de junho de 2019 
  23. «Charlie'nin Melekleri Mısır Çarşısı'nda». Posta. Consultado em 28 de junho de 2019 
  24. Coesfeld, Franziska (8 de setembro de 2018). «Drei neue Engel für Hamburg». www.abendblatt.de (em alemão). Consultado em 28 de junho de 2019 
  25. «As Panteras: novo filme ganha primeiro trailer explosivo». Metrópoles. 27 de junho de 2019. Consultado em 28 de junho de 2019 
  26. «Brian Tyler to Score Elizabeth Banks' 'Charlie's Angels' | Film Music Reporter» (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  27. «First Charlie's Angels Trailer Previews Lana, Ariana, and Miley's New Song: Watch». Pitchfork (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  28. D'Alessandro, Anthony; D'Alessandro, Anthony (28 de março de 2019). «'Charlie's Angels' Flies To Mid-November». Deadline (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2019 
  29. «The 5 biggest movie bombs of 2019, from 'Cats' to 'Charlie's Angels'». USA Today. 26 de dezembro de 2019 
  30. «The Biggest Box Office Hits and Flops of 2019». Variety. 23 de dezembro de 2019 
  31. McClintock, Pamela (20 de novembro de 2019). «'Charlie's Angels' and When to Put an Expiration Date on Old IP». The Hollywood Reporter 
  32. «AS PANTERAS: ELIZABETH BANKS, DIRETORA DO FILME, CULPA MARKETING PELO FRACASSO DA PRODUÇÃO». Legião de Heróis 
  33. «Elizabeth Banks culpa a mídia pelo FRACASSO do reboot de 'As Panteras'». Cine Pop. 31 de julho de 2023 
  34. «Diretora culpa machismo por fracasso de 'As Panteras' nas bilheterias: "Homens não vão ver filmes de ação protagonizados por mulheres"». Monet. 19 de novembro de 2019 
  35. «'As Panteras': Kristen Stewart fala pela primeira vez sobre o fracasso do reboot». Cine Pop. 15 de dezembro de 2019 
  36. Sharf, Zack. «Kristen Stewart Says 'Charlie's Angels' Was 'A Good Idea at the Time,' but 'I Hated Making That Movie'». Variety. Consultado em 12 de janeiro de 2024 
  37. «Charlie's Angels (2019)». Rotten Tomatoes. Fandango Media. Consultado em 15 de novembro de 2019 
  38. «Charlie's Angels (2019) Reviews». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 14 de novembro de 2019