Charlotte Hornets

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Charlotte Bobcats)
Ir para: navegação, pesquisa
Charlotte Hornets
Conferência Leste
Divisão Sudeste
Fundado 1988 (28 anos)
História Charlotte Hornets
(1988-2002)
Charlotte Bobcats
(2004-2014)
Charlotte Hornets (2014-presente)
Arena Time Warner Cable Arena
Cidade Charlotte
 Carolina do Norte
Cores do Time Azul, Roxo e Branco
Proprietário Michael Jordan
Diretor Técnico Rich Cho
Técnico Steve Clifford
Afiliação na D-League Sioux Falls Skyforce
Campeonatos 0
Títulos de Conferência 0
Títulos de Divisão 0

Charlotte Hornets é um time de basquete da National Basketball Association localizado em Charlotte, Carolina do Norte. A primeira encarnação da equipe foi fundada em 1988 pelo empresário George Shinn, permanecendo na cidade por quatorze anos antes de se mudar em 2002 para Nova Orleans. A atual foi criada em 2003 com o nome Charlotte Bobcats, de propriedade de um grupo com o sócio majoritário sendo o empresário Robert Johnson, fundador ­da Black Entertainment Television. Em 2010, a lenda do basquete Michael Jordan, já um sócio da equipe desde 2006, se tornou proprietário único da franquia, que recuperou o nome Hornets em 2014 após a primeira encarnação ter sido rebatizada em 2013 como New Orleans Pelicans.[1] No release de lançamento, o time declarava que a NBA permitiu à franquia compartilhar as antigas estatísticas do Hornets original. As cores do uniforme são azul, preto e roxo.[2]

História da franquia[editar | editar código-fonte]

1988-2002: O primeiro Charlotte Hornets[editar | editar código-fonte]

Jogo no Charlotte Coliseum, 2000.

Em 1985, a NBA planejava expandir com mais quatro times. George Shinn, um empresário de Kannapolis, Carolina do Norte, queria trazer um time para a área de Charlotte, visto que o estado era uma força no basquete universitário. Em 1986, Shinn começou a construir uma arena, o Charlotte Coliseum, e em 1987 recebeu uma ligação informando que tinha conseguido o espaço como 24º time da NBA, a estrear em 1988 junto com o Miami Heat. O time originalmente teria o nome Charlotte Spirit, mas após votação popular foi batizado Charlotte Hornets, referência ao apelido da cidade, "Vespeiro" (Hornet's Nest), originado de uma frase do General Cornwallis, durante a Revolução Americana (Cornwallis descrevera Charlotte como "um vespeiro de rebeliões"). O uniforme dos Hornets tornou-se o primeiro a ter verde-azulado como cor primária e listras finas na camisa, duas tendências seguidas por times da NBA e outras ligas.

O time se estabeleceu em 1988, recebendo 12 jogadores de outros times (dentre os quais os destaques foram o pequeno Muggsy Bogues e Kelly Tripucka, que se tornou líder da equipe) e três no draft. O time iniciou a temporada como o pior da conferência leste com 20 vitórias (uma das quais foi contra o Chicago Bulls no retorno de Michael Jordan à Carolina do Norte) e 62 derrotas, mas teve os maiores índices de público (um feito que se repetiu 7 vezes).

O Hornets não tinha resultados positivos até conseguir Larry Johnson em 1991 e Alonzo Mourning no ano seguinte. Na temporada 1992-93, terminaram em quinto na conferência se classificaram pela primeira vez aos playoffs, eliminando o Boston Celtics mas caindo diante do New York Knicks na rodada seguinte. Os Hornets não se classificaram em 1993-94, mas voltaram à segunda fase na temporada seguinte, perdendo para o Chicago Bulls. Mourning foi mandado para o Heat em troca de três jogadores, incluindo Glen Rice, que se tornou líder de pontos do time que se classificou mais duas vezes para os playoffs.

Entre 2000 e 2002, os Hornets eram um time competitivo, mas o comparecimento do público diminuía, parcialmente por danos na reputação de Shinn, que tinha decisões controversas com o time e sofria um processo por assédio sexual. Somado à insatisfação de Shinn com o Coliseum (e atrasos na decisão da cidade de Charlotte para construir uma nova arena), uma relocação entrou nos planos de Shinne. Chegando a cogitar Norfolk, Louisville, St. Louis, e Memphis (aplicando para a última no mesmo dia que o Vancouver Grizzlies, que acabou se mudando para a cidade), eventualmente veio um acordo com Nova Orleans.

Partida no Time Warner Cable Arena, 2012.

2002-2014: Charlotte Bobcats[editar | editar código-fonte]

Quando o primeiro Hornets, atualmente conhecido por New Orleans Pelicans, mudou-se para Nova Orleans na temporada 2002-03, a NBA prometeu aos governantes de Charlotte que a cidade estaria garantida com uma franquia para a temporada 2004-05. Vários grupos empresariais, incluindo um liderado pelo ex-jogador Larry Bird, deram lances pelo time.[3] O vitorioso foi de um grupo liderado pelo empresário Robert Johnson, fundador ­da BET - Black Entertainment Television, que se tornaria o primeiro negro dono de um time da NBA. [4] O rapper Cornel "Nelly" Haynes também se tornaria co-proprietário.[5]

Em Junho de 2003, o novo time recebeu o nome de Bobcats, depois de um concurso que incluiu nomes como Flight e Dragons.[6][7] O nome refere-se a um felino nativo da Carolina do Norte, o lince-pardo.[8]

Os Bobcats contrataram Bernie Bickerstaff como o primeiro treinador na história da franquia. Em um draft de expansão, foram atrás de jovens como Gerald Wallace, Primož Brezec, e Jason Kapono. [9] No draft de 2004 conseguiram Emeka Okafor, que se tornaria a primeira estrela do time. Em sua primeira temporada, o Bobcats jogou no ginásio do Hornets, o Charlotte Coliseum, enquanto uma nova arena era construída. [10] Okafor teve bons desempenhos e foi eleito Novato do Ano, [11] mas o Bobcats era irregular, não conseguindo vencer dois jogos consecutivos ao longo do ano e fechando com 18 vitórias e 64 derrotas. [12]

Na segunda temporada em 2005, o Bobcats estreou seu novo ginásio no centro de Charlotte, inicialmente chamado Charlotte Bobcats Arena, e desde 2008 atendendo por Time Warner Cable Arena. [13]

Em 2010, Johnson vendeu o Bobcats para Michael Jordan, que se tornou o primeiro ex-jogador da NBA proprietário de uma franquia da liga.[14] O Bobcats também conseguiu sua primeira classificação para os playoffs, ficando em sétimo no Leste com 44 vitórias e 38 derrotas, onde acabariam perdendo todos os quatro jogos da primeira rodada para o Orlando Magic. [15]

Na temporada encurtada por greve de 2011-12, o Bobcats registrou o pior aproveitamento da história da NBA, com apenas 10,6%, com 7 vitórias e 59 derrotas. [16] No ano seguinte, após um promissor começo de temporada com 7 vitórias e 5 derrotas, os Bobcats sofreram 18 perdas consecutivas em uma temporada complicada com o técnico Mike Dunlap tomando decisões equivocadas e entrando em conflito com Ben Gordon. Os Bobcats acabariam com apenas 21 vitórias em contraste a 61 derrotas, o segundo pior desempenho no ano, levando à demissão de Dunlap.[17]

Antes da temporada 2013-14, os Bobcats contrataram o veterano Al Jefferson,[18] e deixaram o experiente assistente técnico Steve Clifford se tornar o novo técnico da equipe.[19] Com os dois, o Bobcats conseguiu sua segunda classificação aos playoffs, novamente em sétimo (43 vitórias e 39 derrotas),[20] e perdendo os quatro jogos, dessa vez para o Miami Heat.[21]

2014: o retorno dos Hornets[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de julho de 2013, foi confirmado pelo comissário da NBA, David Stern, que o nome da franquia voltaria a ser chamada de Charlotte Hornets, como a equipe original se chamava até 2002. [22] No mesmo dia do novo batismo, durante a loteria do draft, o time declarava que em parceria com a NBA e o New Orleans Pelicans, passaria a compartilhar os mesmos dados da primeira encarnação dos Hornets.[2]

Depois de não se classificar na primeira temporada rebatizado como Hornets, para 2015-16 a equipe se reforçou com atletas como Nicolas Batum e Jeremy Lin. Revitalizado, o time chegou a 48 vitórias e ficou empatado em primeiro na Divisão Sudeste com Atlanta Hawks e Miami Heat, ficando em terceiro no confronto direto. Classificado em sexto no Leste, o time de Charlotte voltava a enfrentar Miami, e após perder as primeiras partidas venceram as três seguintes - os primeiros jogos ganhos na pós-temporada desde 2001 - e foram ao jogo seis na Time Warner Cable Arena com a chance de se classificar. Uma apertada derrota com Miami guiado por grande atuação de Dwyane Wade forçou uma sétima partida, e os Hornets caíram na primeira fase novamente.


Retrospecto[editar | editar código-fonte]

  • Classificações para Playoffs: 9
    • Semifinais da Conferência Leste: 4 (1992-93, 1997-98, 2000-01, 2001-02)
    • 1a rodada da Conferência Leste: 5 (1994-95, 1996-97, 2009-10, 2013-14, 2015-16)

Atual Elenco[editar | editar código-fonte]

Charlotte Hornets
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade
F 5 FRAFrança Nicolas Batum 80 2 03 m 91 kg France
G 30 USAEstados Unidos Troy Daniels 76 1 93 m 93 kg Virginia Commonwealth
G 12 USAEstados Unidos Jorge Gutierrez 75 1 91 m 86 kg California
F 50 USAEstados Unidos Tyler Hansbrough 81 2 06 m 113 kg North Carolina
G 9 USAEstados Unidos Aaron Harrison 78 1 98 m 95 kg Kentucky
C 00 USAEstados Unidos Spencer Hawes 85 2 16 m 111 kg Washington
G/F - ITAItália Marco Belinelli 77 1 96 m 88 kg Itália
F/C 44 USAEstados Unidos Frank Kaminsky 84 2 13 m 109 kg Wisconsin
F 14 USAEstados Unidos Michael Kidd-Gilchrist 79 2 01 m 105 kg Kentucky
G 3 USAEstados Unidos Jeremy Lamb 77 1 96 m 84 kg Connecticut
C 55 USAEstados Unidos Roy Hibbert 86 2 18 m 122 kg Georgetown
G 22 USAEstados Unidos Brian Roberts 73 1 85 m 78 kg Dayton
G 7 USAEstados Unidos Ramon Sessions 75 1 91 m 86 kg Nevada
G 15 USAEstados Unidos Kemba Walker (C) 73 1 85 m 83 kg Connecticut
F 2 USAEstados Unidos Marvin Williams 81 2 06 m 108 kg North Carolina
F/C 40 USAEstados Unidos Cody Zeller 84 2 13 m 109 kg Indiana
Treinador
Assistente(s) Técnico(s)
Treinador(es) de atletismo
  • Steve Stricker
  • Dennis Williams (assistant trainer)
Técnico(s) de força e condicionamento
  • Matt Friia

Legend
  • (C) Capitão
  • (DP) Escolha de Draft sem-assinatura
  • (FA) Free agent
  • (S) Suspenso
  • (DL) Na atribuição no afiliado na D-League
  • Machucado Machucado

ElencoTransações
Última transação: 09-07-2016

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Jordan: Bobcats changing name to Hornets». NBA.com. Turner Sports Interactive, Inc. May 21, 2013. Consultado em May 21, 2013. 
  2. a b Charlotte Hornets Name Returns to Carolinas
  3. «Bird, Carr thinking pro hoops in Charlotte?» USA Today [S.l.] Associated Press. May 23, 2002. Consultado em June 30, 2009. 
  4. «Johnson will be NBA's first black majority owner» ESPN [S.l.] December 17, 2002. Consultado em June 30, 2009. 
  5. «Robert L. Johnson Adds Nelly To Bobcats Ownership Team» Charlotte Bobcats [S.l.] July 19, 2004. Consultado em June 30, 2009. 
  6. «NBA Expansion Franchise To Be Named Charlotte Bobcats» Charlotte Bobcats.com [S.l.] June 11, 2003. Consultado em June 30, 2009. 
  7. «Charlotte_Bobcats». Charlotte Bobcats. Hoopedia. 2004. Consultado em 7 June 2012. 
  8. «The Bobcat: Athletic, Fierce, & Hardworking, North Carolina Native Cat Ideal Representation for New NBA Franchise» Charlotte Bobcats.com [S.l.] June 11, 2003. Consultado em June 30, 2009. 
  9. «Building the Bobcats» NBA [S.l.] June 22, 2004. Consultado em June 30, 2009. 
  10. Last of its kind: Charlotte Coliseum to be demolished Sunday, updated June 1, 2007
  11. «Emeka Okafor Named 2004–05 NBA got milk? Rookie Of The Year» Charlotte Bobcats [S.l.] May 4, 2005. Consultado em June 30, 2009. 
  12. 2004–05 Charlotte Bobcats Schedule and Results
  13. http://www.charlotteobserver.com/2013/03/04/3893331/time-warner-cable-arena-to-celebrate.html
  14. «Michael Jordan reaches deal to buy NBA's Bobcats». CNN [S.l.: s.n.] February 27, 2010. 
  15. http://www.nba.com/bobcats/playoffs.html
  16. Time de Michael Jordan se torna o pior da história da NBA
  17. Bobcats fire coach Mike Dunlap
  18. [1]
  19. Charlotte Bobcats Name Steve Clifford Head Coach
  20. The Al Jefferson Effect: Now that the Bobcats are playoff-bound, how they want their big man to help next
  21. http://www.thestar.com/sports/basketball/2014/04/28/miami_heat_sweep_away_charlotte_bobcats.html
  22. http://esporte.uol.com.br/basquete/ultimas-noticias/2013/07/19/nba-aprova-e-charlotte-hornets-volta-a-ter-nome-classico-apos-11-anos.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charlotte Hornets