Charlotte Hornets

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Charlotte Bobcats)
Ir para: navegação, pesquisa
Charlotte Hornets
Temporada da NBA de 2016–17
Charlotte Hornets logo
Conferência Conferência Leste
Divisão Divisão Sudeste
Fundado 1988 (29 anos)
História Charlotte Hornets
1988–2002; 2014–presente
Charlotte Bobcats
2004–2014
Arena Spectrum Center
Cidade Charlotte, Carolina do Norte
Cores do time Azul Escuro, Verde-azulado, Cinza, Branco [1][2]

                   

Dono(s) Michael Jordan
General manager Rich Cho
Técnico Steve Clifford
Afiliado na D-League Greensboro Swarm
Campeonatos 1 (1958)
Títulos de Conferência 0
Títulos de Divisão 0
Números retirados 1 (13)

Charlotte Hornets é um time de basquete da National Basketball Association localizado em Charlotte, Carolina do Norte. A primeira encarnação da equipe foi fundada em 1988 pelo empresário George Shinn, permanecendo na cidade por quatorze anos antes de se mudar em 2002 para Nova Orleans. A atual foi criada em 2003 com o nome Charlotte Bobcats, de propriedade de um grupo com o sócio majoritário sendo o empresário Robert Johnson, fundador ­da Black Entertainment Television. Em 2010, a lenda do basquete Michael Jordan, já um sócio da equipe desde 2006, se tornou proprietário único da franquia, que recuperou o nome Hornets em 2014 após a primeira encarnação ter sido rebatizada em 2013 como New Orleans Pelicans.[3] No release de lançamento, o time declarava que a NBA permitiu à franquia compartilhar as antigas estatísticas do Hornets original. As cores do uniforme são azul, preto e roxo.[4]

História da franquia[editar | editar código-fonte]

1988-2002: O primeiro Charlotte Hornets[editar | editar código-fonte]

Jogo no Charlotte Coliseum, 2000.

Em 1985, a NBA planejava expandir com mais quatro times. George Shinn, um empresário de Kannapolis, Carolina do Norte, queria trazer um time para a área de Charlotte, visto que o estado era uma força no basquete universitário. Em 1986, Shinn começou a construir uma arena, o Charlotte Coliseum, e em 1987 recebeu uma ligação informando que tinha conseguido o espaço como 24º time da NBA, a estrear em 1988 junto com o Miami Heat. O time originalmente teria o nome Charlotte Spirit, mas após votação popular foi batizado Charlotte Hornets, referência ao apelido da cidade, "Vespeiro" (Hornet's Nest), originado de uma frase do General Cornwallis, durante a Revolução Americana (Cornwallis descrevera Charlotte como "um vespeiro de rebeliões"). O uniforme dos Hornets tornou-se o primeiro a ter verde-azulado como cor primária e listras finas na camisa, duas tendências seguidas por times da NBA e outras ligas.

O time se estabeleceu em 1988, recebendo 12 jogadores de outros times (dentre os quais os destaques foram o pequeno Muggsy Bogues e Kelly Tripucka, que se tornou líder da equipe) e três no draft. O time iniciou a temporada como o pior da conferência leste com 20 vitórias (uma das quais foi contra o Chicago Bulls no retorno de Michael Jordan à Carolina do Norte) e 62 derrotas, mas teve os maiores índices de público (um feito que se repetiu 7 vezes).

O Hornets não tinha resultados positivos até conseguir Larry Johnson em 1991 e Alonzo Mourning no ano seguinte. Na temporada 1992-93, terminaram em quinto na conferência se classificaram pela primeira vez aos playoffs, eliminando o Boston Celtics mas caindo diante do New York Knicks na rodada seguinte. Os Hornets não se classificaram em 1993-94, mas voltaram à segunda fase na temporada seguinte, perdendo para o Chicago Bulls. Mourning foi mandado para o Heat em troca de três jogadores, incluindo Glen Rice, que se tornou líder de pontos do time que se classificou mais duas vezes para os playoffs.

Entre 2000 e 2002, os Hornets eram um time competitivo, mas o comparecimento do público diminuía, parcialmente por danos na reputação de Shinn, que tinha decisões controversas com o time e sofria um processo por assédio sexual. Somado à insatisfação de Shinn com o Coliseum (e atrasos na decisão da cidade de Charlotte para construir uma nova arena), uma relocação entrou nos planos de Shinne. Chegando a cogitar Norfolk, Louisville, St. Louis, e Memphis (aplicando para a última no mesmo dia que o Vancouver Grizzlies, que acabou se mudando para a cidade), eventualmente veio um acordo com Nova Orleans.

Partida no Time Warner Cable Arena, 2012.

2002-2014: Charlotte Bobcats[editar | editar código-fonte]

Quando o primeiro Hornets, atualmente conhecido por New Orleans Pelicans, mudou-se para Nova Orleans na temporada 2002-03, a NBA prometeu aos governantes de Charlotte que a cidade estaria garantida com uma franquia para a temporada 2004-05. Vários grupos empresariais, incluindo um liderado pelo ex-jogador Larry Bird, deram lances pelo time.[5] O vitorioso foi de um grupo liderado pelo empresário Robert Johnson, fundador ­da BET - Black Entertainment Television, que se tornaria o primeiro negro dono de um time da NBA. [6] O rapper Cornel "Nelly" Haynes também se tornaria co-proprietário.[7]

Em Junho de 2003, o novo time recebeu o nome de Bobcats, depois de um concurso que incluiu nomes como Flight e Dragons.[8][9] O nome refere-se a um felino nativo da Carolina do Norte, o lince-pardo.[10]

Os Bobcats contrataram Bernie Bickerstaff como o primeiro treinador na história da franquia. Em um draft de expansão, foram atrás de jovens como Gerald Wallace, Primož Brezec, e Jason Kapono. [11] No draft de 2004 conseguiram Emeka Okafor, que se tornaria a primeira estrela do time. Em sua primeira temporada, o Bobcats jogou no ginásio do Hornets, o Charlotte Coliseum, enquanto uma nova arena era construída. [12] Okafor teve bons desempenhos e foi eleito Novato do Ano, [13] mas o Bobcats era irregular, não conseguindo vencer dois jogos consecutivos ao longo do ano e fechando com 18 vitórias e 64 derrotas. [14]

Na segunda temporada em 2005, o Bobcats estreou seu novo ginásio no centro de Charlotte, inicialmente chamado Charlotte Bobcats Arena, e desde 2008 atendendo por Time Warner Cable Arena. [15]

Em 2010, Johnson vendeu o Bobcats para Michael Jordan, que se tornou o primeiro ex-jogador da NBA proprietário de uma franquia da liga.[16] O Bobcats também conseguiu sua primeira classificação para os playoffs, ficando em sétimo no Leste com 44 vitórias e 38 derrotas, onde acabariam perdendo todos os quatro jogos da primeira rodada para o Orlando Magic. [17]

Na temporada encurtada por greve de 2011-12, o Bobcats registrou o pior aproveitamento da história da NBA, com apenas 10,6%, com 7 vitórias e 59 derrotas. [18] No ano seguinte, após um promissor começo de temporada com 7 vitórias e 5 derrotas, os Bobcats sofreram 18 perdas consecutivas em uma temporada complicada com o técnico Mike Dunlap tomando decisões equivocadas e entrando em conflito com Ben Gordon. Os Bobcats acabariam com apenas 21 vitórias em contraste a 61 derrotas, o segundo pior desempenho no ano, levando à demissão de Dunlap.[19]

Antes da temporada 2013-14, os Bobcats contrataram o veterano Al Jefferson,[20] e deixaram o experiente assistente técnico Steve Clifford se tornar o novo técnico da equipe.[21] Com os dois, o Bobcats conseguiu sua segunda classificação aos playoffs, novamente em sétimo (43 vitórias e 39 derrotas),[22] e perdendo os quatro jogos, dessa vez para o Miami Heat.[23]

2014: o retorno dos Hornets[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de julho de 2013, foi confirmado pelo comissário da NBA, David Stern, que o nome da franquia voltaria a ser chamada de Charlotte Hornets, como a equipe original se chamava até 2002. [24] No mesmo dia do novo batismo, durante a loteria do draft, o time declarava que em parceria com a NBA e o New Orleans Pelicans, passaria a compartilhar os mesmos dados da primeira encarnação dos Hornets.[4]

Depois de não se classificar na primeira temporada rebatizado como Hornets, para 2015-16 a equipe se reforçou com atletas como Nicolas Batum e Jeremy Lin. Revitalizado, o time chegou a 48 vitórias e ficou empatado em primeiro na Divisão Sudeste com Atlanta Hawks e Miami Heat, ficando em terceiro no confronto direto. Classificado em sexto no Leste, o time de Charlotte voltava a enfrentar Miami, e após perder as primeiras partidas venceram as três seguintes - os primeiros jogos ganhos na pós-temporada desde 2001 - e foram ao jogo seis na Time Warner Cable Arena com a chance de se classificar. Uma apertada derrota com Miami guiado por grande atuação de Dwyane Wade forçou uma sétima partida, e os Hornets caíram na primeira fase novamente.


Retrospecto[editar | editar código-fonte]

  • Classificações para Playoffs: 9
    • Semifinais da Conferência Leste: 4 (1992-93, 1997-98, 2000-01, 2001-02)
    • 1a rodada da Conferência Leste: 5 (1994-95, 1996-97, 2009-10, 2013-14, 2015-16)

Atual Elenco[editar | editar código-fonte]

Charlotte Hornets
Jogadores Comissão Técnica
Pos. # País Nome Altura Peso Universidade
F 5 FRAFrança Nicolas Batum 80 2 03 m 91 kg France
G 30 USAEstados Unidos Troy Daniels 76 1 93 m 93 kg Virginia Commonwealth
G 12 USAEstados Unidos Jorge Gutierrez 75 1 91 m 86 kg California
F 50 USAEstados Unidos Tyler Hansbrough 81 2 06 m 113 kg North Carolina
G 9 USAEstados Unidos Aaron Harrison 78 1 98 m 95 kg Kentucky
C 00 USAEstados Unidos Spencer Hawes 85 2 16 m 111 kg Washington
G/F - ITAItália Marco Belinelli 77 1 96 m 88 kg Itália
F/C 44 USAEstados Unidos Frank Kaminsky 84 2 13 m 109 kg Wisconsin
F 14 USAEstados Unidos Michael Kidd-Gilchrist 79 2 01 m 105 kg Kentucky
G 3 USAEstados Unidos Jeremy Lamb 77 1 96 m 84 kg Connecticut
C 55 USAEstados Unidos Roy Hibbert 86 2 18 m 122 kg Georgetown
G 22 USAEstados Unidos Brian Roberts 73 1 85 m 78 kg Dayton
G 7 USAEstados Unidos Ramon Sessions 75 1 91 m 86 kg Nevada
G 15 USAEstados Unidos Kemba Walker (C) 73 1 85 m 83 kg Connecticut
F 2 USAEstados Unidos Marvin Williams 81 2 06 m 108 kg North Carolina
F/C 40 USAEstados Unidos Cody Zeller 84 2 13 m 109 kg Indiana
Treinador
Assistente(s) Técnico(s)
Treinador(es) de atletismo
  • Steve Stricker
  • Dennis Williams (assistant trainer)
Técnico(s) de força e condicionamento
  • Matt Friia

Legend
  • (C) Capitão
  • (DP) Escolha de Draft sem-assinatura
  • (FA) Free agent
  • (S) Suspenso
  • (DL) Na atribuição no afiliado na D-League
  • Machucado Machucado

ElencoTransações
Última transação: 09-07-2016

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «2014-15 Charlotte Hornets Media Guide» (PDF). NBA Media Central. October 17, 2014. Cópia arquivada desde o original (PDF) em November 12, 2014. Consultado em April 4, 2016  Verifique data em: |access-date=, |date=, |archive-date= (ajuda)
  2. «Charlotte Hornets Reproduction Guideline Sheet». NBA Media Central. May 31, 2016. Consultado em May 31, 2016  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  3. «Jordan: Bobcats changing name to Hornets». NBA.com. Turner Sports Interactive, Inc. May 21, 2013. Consultado em May 21, 2013  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  4. a b Charlotte Hornets Name Returns to Carolinas
  5. «Bird, Carr thinking pro hoops in Charlotte?». USA Today. Associated Press. May 23, 2002. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  6. «Johnson will be NBA's first black majority owner». ESPN. December 17, 2002. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  7. «Robert L. Johnson Adds Nelly To Bobcats Ownership Team». Charlotte Bobcats. July 19, 2004. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  8. «NBA Expansion Franchise To Be Named Charlotte Bobcats». Charlotte Bobcats.com. June 11, 2003. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  9. «Charlotte_Bobcats». Charlotte Bobcats. Hoopedia. 2004. Consultado em 7 June 2012  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  10. «The Bobcat: Athletic, Fierce, & Hardworking, North Carolina Native Cat Ideal Representation for New NBA Franchise». Charlotte Bobcats.com. June 11, 2003. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  11. «Building the Bobcats». NBA. June 22, 2004. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  12. Last of its kind: Charlotte Coliseum to be demolished Sunday, updated June 1, 2007
  13. «Emeka Okafor Named 2004–05 NBA got milk? Rookie Of The Year». Charlotte Bobcats. May 4, 2005. Consultado em June 30, 2009  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  14. 2004–05 Charlotte Bobcats Schedule and Results
  15. http://www.charlotteobserver.com/2013/03/04/3893331/time-warner-cable-arena-to-celebrate.html
  16. «Michael Jordan reaches deal to buy NBA's Bobcats». CNN. February 27, 2010  Verifique data em: |date= (ajuda)
  17. http://www.nba.com/bobcats/playoffs.html
  18. Time de Michael Jordan se torna o pior da história da NBA
  19. Bobcats fire coach Mike Dunlap
  20. [1]
  21. Charlotte Bobcats Name Steve Clifford Head Coach
  22. The Al Jefferson Effect: Now that the Bobcats are playoff-bound, how they want their big man to help next
  23. http://www.thestar.com/sports/basketball/2014/04/28/miami_heat_sweep_away_charlotte_bobcats.html
  24. http://esporte.uol.com.br/basquete/ultimas-noticias/2013/07/19/nba-aprova-e-charlotte-hornets-volta-a-ter-nome-classico-apos-11-anos.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charlotte Hornets