Charlotte Perkins Gilman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Charlotte Perkins Gilman
Nascimento 3 de julho de 1860
Hartford
Morte 17 de agosto de 1935 (75 anos)
Pasadena
Cidadania Estados Unidos
Progenitores Pai:Frederic Beecher Perkins
Cônjuge Charles Walter Stetson
Ocupação poetisa, romancista, filósofa, socióloga, escritora, escritora de ficção científica, artista, economista, feminista, editor, sufragette
Prêmios National Women’s Hall of Fame, Hall da Fama das Mulheres de Connecticut
Magnum opus O Papel de Parede Amarelo
Causa da morte asfixia
Página oficial
http://schlesinger.radcliffe.harvard.edu/onlinecollections/gilman/
Assinatura
Charlotte Perkins Gilman 2.jpg

Charlotte Perkins Gilman (3 de julho de 186017 de agosto de 1935) foi uma grande romancista Americana; também escritora de contos, poesia e não-ficção e uma palestra sobre reforma social. Ela era uma utopista feminista radical em uma época em que suas ações não condiziam com as atitudes das mulheres, e serviu de modelo para futuras gerações feministas por causa de seus conceitos não ortodoxos e seu estilo de vida. O seu trabalho mais famoso é seu conto semi-autobiográfico O Papel de Parede Amarelo.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.