Chelsea (programa de televisão)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Chelsea
Informação geral
Formato Talk show
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es)
  • Rik Reinholdtsen
  • Blake Webster
Produtor(es) executivo(s)
  • Bill Wolff
  • Chelsea Handler
Apresentador(es) Chelsea Handler
Exibição
Emissora de televisão original Mundo Netflix
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 11 de maio de 2016 (2016-05-11) – 15 de dezembro de 2017 (2017-12-15)
N.º de temporadas 2
N.º de episódios 120

Chelsea foi um programa de entrevistas cômico produzido e exibido pela Netflix e apresentado pela comediante Chelsea Handler.[1] O programa estreou em 11 de maio de 2016.[2] foram 90 episódios do talk show disponíveis no primeiro ano, cada episódio tendo 30 minutos de duração.[3] O programa no início foi gravado na segunda, terça e quarta-feira de cada semana em que ia ao ar.[4] Foi o primeiro talk show da Netflix.[5] O programa abordou "temas reais" com um senso de humor como o de Chelsea Does.[5] Ela teve a presença de varias celebridades no show ao longo das duas temporadas.[5] O seu parceiro cômico Chuy não fez parte do programa.[5] O programa tem uma perspectiva global como Handler disse, "A Netflix me fez capaz de fazer histórias que são globais, e isso me faz capaz de prestar atenção às coisas que não me interessam de uma forma que poderá ser divulgado em todos estes diferentes países.[5] "

A segunda temporada estreou em 14 de abril de 2017 sendo exibido somente às sextas.[6][7] Em 18 de outubro de 2017, foi anunciado que o show não seria renovado para uma terceira temporada.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Chelsea é a parte do acordo com a Netflix, que ela fez em julho[8] , que incluía um especial de comédia stand-up intitulado Uganda Be Kidding Me Live[8][9][10] e um especial de comédia documentário chamado Chelsea Does. A música-tema foi escrita pelo artista electro pop Memoryy[11]

Em 16 de março de 2016, Handler anunciou no Twitter que cada episódio seria lançado às 00:01, horário do pacífico dos EUA, nas quartas, quintas e sextas de manhã, três vezes por semana, inclusive nos períodos de férias, onde episódios seria "bancados" para o lançamento.[8] No mesmo dia, Handler apresentou um documento escrito à mão por ela mesma sobre o novo show com os dizeres "ESTREIA 11 DE MAIO".[5][8][10] Ela anunciou que ela e o Netflix iriam revelar o nome do programa em uma conversa pelo no Twitter.[8]

Quanto ao título do show, Handler disse que[5] "Nós pensamos muito sobre o título do meu ....programa no Netflix, e lá estava um time inteiro no Netflix, que trabalhou nele; nós contratamos um departamento digital de algumas crianças que trabalham em vários países para ajudar a implementar este programa, e depois de dois para três longas horas, que surgiu com o nome de Chelsea." O nome do programa é intitulado sob o nome da apresentadora.[5][10]

O programa não vai ao ar ao vivo, mas vai ser gravado na frente com uma plateia.[5]  Handler explicou por que:[5] "Ele tem de ser exibido em 190 países, o que nos proíbe de ir ao ar ao vivo no Netflix, então vamos gravar e, em seguida, eles vão fazer o stream e distribui-lo em todos os outros países e territórios que eles atuam, em seguida, ele virá ao ar, provavelmente, 12 horas depois de gravá-lo."

Ela expressa o que ela quer, para ser diferente dos típicos formatos de late-night talk shows dizendo: "eu não quero que ele seja como um talk show a cada noite em que eu sair cantando e dançando a noite toda.[5] "

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erin Jensen. «Chelsea Handler gives deets of her new Netflix show in a letter to herself». USA Today 
  2. Elizabeth Wagmeister. «Chelsea Handler Announces Title for Netflix Talk Show: 'Chelsea'». Variety 
  3. Ariana Bacle. «Chelsea Handler announces title of her new talk show». EW 
  4. «Ticket Calendar». 1Iota. Consultado em 17 de junho de 2016. Arquivado do original em 1 de maio de 2016 
  5. a b c d e f g h i j k Wagmeister, Elizabeth. «Handler acknowledged that she loves working with Netflix». Variety. Consultado em 5 de maio de 2016 
  6. Webb Mitovich, Matt (27 de julho de 2016). «Chelsea, Lady Dynamite Renewed for Season 2 at Netflix». TV Line. Consultado em 12 de novembro de 2016 
  7. «When will Chelsea be back on Netflix? - Whats On Netflix». Whats On Netflix. 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  8. a b c d e Hipes, Patrick (March 16, 2016).
  9. Adyan, Saeed (March 16, 2016).
  10. a b c de Boer, Maarten (March 17, 2016).
  11. «Memoryy IMDB credits». Imdb. Consultado em 7 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]