Chen Yi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Este é um nome chinês; o nome de família é Chen (陈).
Marechal

Chen Yi

陈毅
Marechal

Chen Yi

Ministro das Relações Exteriores da República Popular da China China
Período fevereiro de 1958 a

janeiro de 1972

Antecessor(a) Zhao Zukang
Sucessor(a) Ke Qingshi
8º Prefeito de Xangai
Período maio de 1949 a

novembro de 1958

Primeiro-Ministro Zhou Enlai
Antecessor(a) Zhou Enlai
Sucessor(a) Ji Pengfei
Secretário do Comitê do Partido de Xangai
Período 1950 a

1954

Antecessor(a) Rao Shushi
Sucessor(a) Ke Qingshi
1º Presidente da Universidade de Relações Exteriores da China
Período 1955 a

1969

Antecessor(a) ninguém
Sucessor(a) Liu Chun
Dados pessoais
Alcunha(s) Marechal Poeta
Nascimento 26 de agosto de 1901
Lezhi, Sichuan, Império Qing
Morte 6 de janeiro de 1972 (70 anos)
Pequim, República Popular da China
Nacionalidade Chinês
Prêmio(s) Order of Bayi 1st Class.svg Ordem de Bayi (Medalha de 1ª Classe)
Order of Independence and Freedom 1st Class.svg Ordem de Independência e Liberdade (Medalha de 1ª Classe)
Order of Liberation 1st Class.svg Ordem de Libertação (Medalha de 1ª Classe)
Cônjuge Xiao Juying (1930-1932)
Lai Yueming (1932)
Zhang Qian (1940)
Filhos Chen Haosu
Chen Xiaolu
Serviço militar
Lealdade Partido Comunista da China
 República Popular da China
Serviço/ramo People's Liberation Army Flag of the People's Republic of China.svg Exército de Libertação Popular
Anos de serviço 1927–1972
Graduação Marshal rank insignia (PRC).jpg Marechal da República Popular da China
Comandos Comandante-em-Chefe, Exército de Campo da China Leste
Vice-Comandante-em-Chefe, Exército de Campo da China Central
Conflitos Expedições Norte
Longa Marcha
Ofensiva dos Cem Regimentos
Guerra Civil Chinesa

Chen Yi (chinês simplificado: 陈毅, pinyin: Chén YìWade-Giles: Chen I; 26 de agosto de 1901 - 6 de janeiro de 1972) foi um comandante militar e político do Partido Comunista Chinês. Serviu como prefeito de Xangai de 1949 a 1958 e como ministro das Relações Exteriores da China de 1958 a 1972.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jakob Rosenfeld (centro), Liu Shaoqi (esquerda) e Chen Yi (direita)

Chen nasceu no condado de Lezhi, próximo a Chengdu, província de Sichuan, em uma família de magistrados relativamente abastada.

Busto de Chen Yi no campus da Universidade de Relações Exteriores da China.

Camarada de Lin Biao em seus dias de guerrilha, Chen foi comandante do Novo Quarto Exército durante a Guerra Sino-Japonesa (1937-1945), liderou a contraofensiva de Shandong durante a Guerra Civil Chinesa e posteriormente comandou as forças Comunistas que derrotaram o Kuomintang durante a Campanha Huaihai e conquistaram a região inferior do Rio Yangtze em 1948-49. Tornou-se Marechal do Exército de Libertação Popular em 1955.

Após a fundação da República Popular da China, Chen tornou-se prefeito de Xangai. Também serviu como vice-primeiro-ministro de 1954 a 1972, ministro das Relações Exteriores de 1958 a 1972 e presidente da Universidade de Relações Exteriores da China de 1961 a 1969. Como vice-primeiro-ministro, esteve presente durante o rompimento das relações Sino-Soviéticas. Em agosto de 1960, Chen Yi tentou aliviar as tensões com os soviéticos, declarando em um momento ao embaixador soviético em Pequim que Moscou deveria parar de "romper a amizade entre as duas nações", e duas semanas depois ao vice-ministro de Relações Exteriores soviético que Moscou e Pequim deviam ambos tentam salvar a aliança.[1] Sofreu diversas críticas em 1967 durante a Grande Revolução Cultural Proletária, mas não foi demitido, com Zhou Enlai desempenhando as funções de ministro das Relações Exteriores em seu lugar. Foi membro do 8º Politburo entre 1956 e 1967 mas não foi admitido no 9º Politburo (1969), embora fosse membro do 9º Comitê Central.

Após a morte do marechal Lin Biao em 1971, Chen retomou algumas funções, embora não tivesse seu antigo poder. Mao Zedong compareceu ao funeral de Chen em 1972[2], sendo essa a sua última aparição pública e primeira aparição no funeral de alguém durante a Revolução Cultural.

Referências

  1. Shu Guang Zhang, 2010, The Sino-Soviet alliance and the Cold War in Asia, 1954-1962. The Cambridge History of the Cold War, Vol 1, p.371.
  2. «A Leader in Mao's Cultural Revolution Faces His Past» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Gabinetes do governo
Precedido por Zhao Zukang Prefeito de Xangai
1949-1958
Sucedido por Ke Qingshi
Precedido por Zhou Enlai Ministro de Relações Exteriores da China
1958–1972
Sucedido por Ji Pengfei
Gabinetes do Partido
Precedido por Rao Shushi Secretário do Comitê do Partido de Xangai

1950-1954

Sucedido por Ke Qingshi
Gabinetes Acadêmicos
título novo Presidente da Universidade de Relações Exteriores da China
1955-1969
Sucedido por Liu Chun
Fechado até 1980

Notas[editar | editar código-fonte]